Páginas

terça-feira, 29 de maio de 2007

Altitude e polêmica

Países que se utilizam da altitude criticam Fifa por decisão de não permitir realização de partidas em locais com mais 2500 metros acima do nível do mar. Bolívia, Equador, Colômbia e Peru.

Bolívia - Potosí 4090 metros, La Paz 3600 metros, Oruro 3700 metros, Cochabamba 2700 metros e Sucre 2800 metros.
Em carta enviada ao presidente da Fifa, Joseph Blatter, o líder boliviano Evo Morales afirma que a medida "atenta contra o legítimo direito dos povos à prática esportiva do futebol, e ignora os princípios de igualdade e universalidade consagrados na Declaração dos Direitos Humanos das Nações Unidas".

Equador - Quito 2850 metros.
Presidente da Federação Equatoriana de Futebol Luis Chiriboga pretende organizar um movimento comum junto a Bolívia, Colômbia e Peru e defender até a morte o direito de jogar na altitude.

Peru - Cuzco 3000 metros.

Colômbia - Bogotá 2640 metros.
O técnico Jorge Luis Pinto disse que a Fifa não quer que países andinos joguem mais futebol, segundo ele os jogadores podem se adaptar a altitude, e perguntou, já aconteceu algo em La Paz, Quito ou Bogotá?

Quer saber? Eles estão certos! A Fifa não pode privar estes povos do futebol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário