Páginas

quarta-feira, 13 de junho de 2007

Gasolina na fogueira


Paulo Rogério Pinheiro, diretor administrativo do Goiás, esteve hoje nos Debates Esportivos da Rádio 730, para falar do Projeto Nação Esmeraldina, uma ação de criação dos sócios-torcedores do Goiás. O Nação Esmeraldina está disponibilizado em três planos:

Plano Esmeralda (cadeira)
Inscrição: R$ 50,00
Mensalidade: R$ 50,00

Plano Ouro (arquibancada)
Inscrição: R$ 50,00
Mensalidade: R$ 35,00

Plano Prata (50% de desconto)
Inscrição: R$ 50,00
Mensalidade: R$ 25,00

Paulo Rogério também falou de outros assuntos:


  • Que Raimundo Queiroz e Edminho Pinheiro foram precipitados em entrevistas.

  • Os números apresentados por Raimundo Queiroz não batem.

  • Sócios e conselheiros irão analisar a Auditoria, a situação é feia.

  • Disse que o empréstimo de Renato Padilha é ilegal, pois não foram recolhidos impostos.

  • Disse que mais diretores, além de Pedro Goulart, receberam "gratificação" no final de mandato de Raimundo.

  • Não contesta contratos longos, disse que isso nem será discutido.

  • Disse que teve jogador querendo receber empréstimo pessoal. O Goiás não paga.

  • Foi por causa de Sílvio Oliveira, ex-diretor financeiro, que ele deixou o Goiás. Raimundo preferiu Sílvio.

  • Disse que Sílvio precisa explicar onde estão 10 mil ingressos do jogo Goiás X Corinthians em 2005.

  • Disse ainda que Sílvio, quando terminou o mandato de Raimundo, desapareceu com planilhas, senhas de bancos e etc..

  • Disse que Sílvio mentia, fazia coisas que não eram corretas e minava o trabalho dele.

  • Rubão, ex-funcionário do Goiás, indicado por Sílvio, foi preso em flagrante vendendo ingressos por um preço menor do que na bilheteria.

  • Disse que idéia do ônibus comprado por Raimundo até que é boa, mas o preço é que não valeu a pena.
Muita coisa ele disse no ar, outras em "off", como não sei guardar segredo está tudo aí...
Por último disse que não queria polemizar... imagina se quisesse?

Nenhum comentário:

Postar um comentário