Páginas

segunda-feira, 11 de junho de 2007

Goiás derruba Vadão

Oswaldo Alvarez, mais conhecido como Vadão, não é mais treinador do Atlético Paranaense. Depois de dez meses comandando o Furacão, o técnico não resistiu à pressão e deixou o clube depois de uma reunião com a diretoria realizada nesta segunda-feira.
Apesar da saída, o comandante negou qualquer problema com Mario Celso Petráglia ou outros dirigentes, avisando que a decisão foi tomada em comum acordo. Ele até se dispôs a dar seu parecer na contratação de um novo treinador. “Claro que a diretoria vai começar a pensar em alguns nomes e logicamente que se perguntarem, vou dar a minha opinião”, declarou, em entrevista à rádio Banda B.
Com a decisão, o auxiliar técnico Gerson Moysés também deixou o Furacão. No site oficial do clube, elogios são feitos aos dois profissionais. “Os dois merecem todo o respeito do Atlético Paranaense . São pessoas de boa índole, corretas e de caráter, que comandaram a equipe durante esse tempo. Os resultados impediram que o clube mantivesse o planejamento de longo prazo com o treinador”.
Nas última três rodadas do Campeonato Brasileiro, Vadão não conseguiu achar o caminho da vitória. No dia 27 de maio, o Atlético perdeu por 1 a 0 para o Santos na Arena da Baixada. Na semana seguinte, a equipe foi até Belo Horizonte e empatou em 1 a 1 com o Atlético Mineiro . No entanto, o resultado mais surpreendente aconteceu neste domingo, quando o time perdeu em casa para o Goiás por 3 a 0.
Vadão assumiu o clube paranaense no dia 22 de julho de 2006. Conseguiu recuperar o time no Campeonato Brasileiro do ano passado e chegou às semifinais da Copa Sul-americana. Nesta temporada, o time foi eliminado pelo rival Paraná nas semifinais do Estadual e ocupa atualmente a décima colocação do Nacional, com sete pontos ganhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário