Páginas

sábado, 4 de agosto de 2007

A coisa mais baixa que li na vida

Ignorantes existem em todas as classes e escolaridades.

Seguem trechos da decisão proferida pelo Juíz Manoel Maximiano Junqueira Filho, da 9ªVara Criminal de São Paulo, acerca da queixa-crime contra o diretor do Palmeiras, Sr José Cirillo Jr.

"Em nenhum momento o querelado apontou o querelante como homossexual."

"Se fosse homossexual, poderia admiti-lo, ou até omitir, ou silenciara respeito. Nesta hipótese, porém, melhor seria que abandonasse os gramados..."

"Já que foi colocado, como lastro, este Juízo responde: futebol é jogoviril, varonil, não homossexual. Há hinos que consagram esta condição: *"OLHOSONDE SURGE O AMANHÃ, RADIOSO DE LUZ, VARONIL, SEGUE SUA SENDA DEVITÓRIAS...".*"

"Esta situação, incomum, do mundo moderno, precisa ser rebatida..."

"Quem se recorda da *"COPA DO MUNDO DE 1970"*, quem viu o escrete de ourojogando *(FÉLIX, CARLOS ALBERTO, BRITO, EVERALDO E PIAZA; CLODOALDO EGÉRSON; JAIRZINHO, PELÉ, TOSTÃO E RIVELINO)*, jamais conceberia um ídolo seu homossexual".

"Quem presenciou grandes orquestras futebolísticas formadas: SEJAS,CLODOALDO, PELÉ E EDU, no Peixe: MANGA, FIGUEROA, FALCÃO E CAÇAPAVA, noColorado; CARLOS, OSCAR, VANDERLEI, MARCO AURELIO E DICÁ, na Macaca, dentre inúmeros craques, não poderia sonhar em vivenciar um homossexual jogando futebol."

"Não que um homossexual não possa jogar bola. Pois que jogue, querendo. Mas, forme o seu time e inicie uma Federação. Agende jogos com quem prefira pelejar contra si."

"O que não se pode entender é que a Associação de Gays da Bahia e alguns colunistas (se é que realmente se pronunciaram neste sentido) teimem em projetar para os gramados, atletas homossexuais."

"Ora, bolas, se a moda pega, logo teremos o *"SISTEMA DE COTAS"*, forçando o acesso de tantos por agremiação..."

"E não se diga que essa abertura será de idêntica proporção ao que se deuquando os negros passaram a compor as equipes. Nada menos exato. Também onegro, se homossexual, deve evitar fazer parte de equipes futebolísticas de héteros."

"O que não se mostra razoável é a aceitação de homossexuais no futebolbrasileiro, porque prejudicariam a uniformidade de pensamento da equipe, oentrosamento, o equilíbrio, o ideal..."

"CADA UM NA SUA ÁREA,CADA MACACO EM SEU GALHO,CADA GALO EM SEU TERREIRO,CADA REI EM SEU BARALHO".

Nenhum comentário:

Postar um comentário