Páginas

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Se a moda pega

O Supremo Tribunal da Holanda condenou Rachid Bouaouzan há seis meses de prisão por uma falta cometida em 2004, quando defendia o Sparta Rotterdam, que quebrou a perna de Niels Kokmeijer, jogador do Go Ahead Eagles.

Em comunicado, o Supremo justificou a decisão por Bouaouzan ter "violado flagrantemente as regras do futebol, provocando um dano físico sério ao jogador adversário", além de ter considerado a ação intencional.

Esta foi a terceira decisão da justiça sobre o caso. Rachid Bouaouzan, que agora defende o Wigan, da Inglaterra, recorreu da decisão nas duas outras oportunidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário