Páginas

terça-feira, 20 de maio de 2008

Cabeças estão rolando

Começou cedo a troca de técnicos no Campeonato Brasileiro nas Séries A e B.

Geninho pediu para sair do Atlético Mineiro, foi substituído por Alexandre Galo, que estava no Figueirense.

Depois da excelente campanha com o Guaratinguetá no Paulista, o técnico Guilherme Macuglia acertou ontem sua ida para o Figueirense, para substituir Alexandre Gallo.

O primeiro técnico a ser demitido foi Ney Franco do Atlético Paranaense.

Assim como na primeira divisão, na Série B, em apenas duas rodadas, três times substituíram seus treinadores:

O Santo André demitiu Fahel Júnior. O velho conhecido Sérgio Soares assumiu o time.

Em Criciúma, a diretoria anunciou que o técnico Leandro Machado pediu seu afastamento. Sem perder tempo, o Tigre contratou o velho conhecido Gelson Silva

Em Natal, Luis Carlos Ferreira ficou 20 dias no América e caiu após duas derrotas em dois jogos. A diretoria colocou no comando Carlos Moura Dourado, o Moura, ex-jogador do próprio clube.

Ainda restam, nas duas séries, 36 rodadas, muitos ainda cairão.

Uma coisa é certa: Os tecnicos que sobreviverem toda a competição estarão bem posicionados no campeonato.

Fica uma dúvida: Os times trocam de técnicos porque estão mal ou estão mal porque trocam de técnicos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário