Páginas

segunda-feira, 29 de março de 2010

Choro

Após a derrota para o Vila Nova no clássico o conselheiro Ediminho Pinheiro procurou os microfones e falou um monte de abobrinhas. Coisas que ele jamais diria se o Goiás tivesse vencido. Ediminho disse que campeonato é uma palhaçada. que o árbitro quis fazer média com a torcida do Vila, pediu exame antidopping e sugeriu que a FGF utilize árbitros de fora do Estado para atuar nas partidas das semifinais. Ediminho ainda ameaçou que se a federação não tomar providência, no próximo ano o Goiás vai entrar no campeonato com time misto.

Que medo, aliás, o Goiás já não está com time misto?

Ediminho só foi bem ao lembrar a impunidade no caso dos jogos do Itumbiara e da Canedense, das invasões e brigas, mas errou ao atribuir a culpa à FGF, sendo que ele mesmo sabe que isso é atribuição do TJD/GO.

Ediminho também pediu exame antidopping, vai ter na fase final, está no regulamento, e ele tem o conhecimento disso, dessa forma ele age desrespeitosamente com jogadores de outros times.

O certe é que Ediminho procurou os microfones para desviar o foco e tentar colocar pressão na arbitragem. E também ele teme perder o campeonato goiano e procurou uma forma de desmerecê-lo. O Campeonato tem seus erros mas não é ruim. É bom e emocionante.

Edmo deve cobrar de seus jogadores e comissão técnica um futebol mais convincente e proporcional à qualidade de estrutura que o Goiás oferece. O Goiás faz um campeonato ridículo.

Pra terminar... uma frase:

"É costume de um tolo, quando erra, queixar-se dos outros. É costume de quem procura instrução, queixar-se de si mesmo." (Sócrates)

Nenhum comentário:

Postar um comentário