Páginas

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Caso Fernandão

Fernandão resolveu falar, aliás nesta passagem pelo Goiás ele só deu entrevistas na hora que lhe convia, nos momentos em que ele queria dizer alguma coisa.

Fernandão tentou explicar os seus motivos para querer sair do Goiás. Disse que é amigo e fiel à família Pinheiro. Fiel mesmo depois de ter colocado o Goiás na justiça depois da sua saída em 2002 e ainda ter dado declarações criticando esses dirigentes.

Lembrou que chegou no Goiás em um momento tenso, em que havia uma briga do clube com parte da imprensa. Isso seria alguma justificativa para o seu futebol apático?

Reclamou o vazamento da informação de que ele queria sair. É... Como se a gente não soubesse...

Conforme adiantou esse blog, Fernandão disse que o Goiás vive um momento político muito sério.

Não vou ficar aqui reproduzindo mais as abobrinhas de Fernandão.

Ele está aproveitando o momento e arrumando desculpas, não colou, não comoveu ninguém, ele já queria sair há muito tempo. Fernandão foi contratado pelo Goiás e não pelos Pinheiros, não teria que procurar o presidente para saber de sua "situação". Ele tem um contrato em vigor e recebe pra jogar futebol, não fez favor a ninguém no Goiás e ainda tenta sair desrespeitando a instituição através do seu presidente.

Outra informação é que Harley será submetido a uma cirurgia e ficará de fora das primeiras partidas do Campeonato Brasileiro. Acredito que as declarações anti-Cuca apressaram essa decisão.

No mais, há um vulcão em erupção no Goiás. Há muito por vir.

2 comentários:

  1. Harlei não é com Y.

    ResponderExcluir
  2. Tomara que o Harlei fique um bom tempo fora, assistindo a recuperação do Goiás.E que não volte a ser titular.E se o fernandão choramingou pela saida do ediminho, concordo em manda-lo trabalhar na pinalto.Abraço André.

    ResponderExcluir