Páginas

sábado, 15 de maio de 2010

Foi de propósito

A atuação do Vila Nova contra o Icasa/CE foi uma das piores coisas que vi na minha vida. O desempenho foi tão grotesco que mesmo vencendo, por 1 a 0, o time entrou em crise. Torcedores vaiaram, dirigentes se reuniram e a imprensa tenta buscar as respostas.

E esse resultado também foi um dos mais injustos que já vi. O Icasa mandou no jogo, perdeu gols e foi prejudicado pela arbitragem.

Depois do jogo vieram as providências. O lateral Michel e o atacante Moré foram demitidos. Engraçado que foram dois titulares. E os reservas então? Como ficam?

Como a diretoria e a comissão técnica chegaram só agora a conclusão de que esses dois jogadores não servem?

E o pior... Pela primeira vez na minha carreira denuncio uma coisa dessas: Pelo que vi e pelo que fiquei sabendo eu afirmo: A atuação foi proposital, a maioria dos jogadores estava agindo de forma premeditada para derrubar o técnico.

Dizem que o temperamento de Édson Gaúcho está desagradando vários jogadores e até funcionários do Vila.

Nada justifica, é inadimissível, a atitude desses atletas que são pagos para jogar e não para escolher os seus comandantes.

Isso é que dá, time sem diretor de futebol, onde o apático Fabrine Canedo assiste passivamente essa bagunça, supervisionado por Sizenando Ferro (vice de futebol) que acha que entende de bola.

Um comentário:

  1. é triste ver um time com tamanha torcida tão apático e preguiçoso em campo!

    Já estou começando imaginar que os atletas estão boicotando o técnico!

    Ou então é falta de compromisso c/ o clube que paga seus salários.
    Estamos só no final da 2ª rodada e o time já está tão displicente assim,imaginem na reta final!

    Abre o olho tigrão,este ano vc tem que se esforçar pois os Grandes Rivais estão na Primeirona,se o Vila cair será castigo demais pro alvirrubo goianiense!!!

    ResponderExcluir