quinta-feira, 8 de abril de 2010

Arbitragem definida

Em sorteio ficou definida hoja a arbitragem para os jogos de ida da fase semifinal do Goianão 2010:

Goiás  x  Atlético. Sábado, 16:00, no Serra Dourada:  Árbitro: Olivaldo Pereira; Assistentes: Fabrício Vilarinho e Márcio Soares.

Vila Nova  x  Santa Helena, domingo, 16:00, no Serra Dourada: Árbitro: Wellington Branquinho; Assistentes: João Patrício e Marco Antônio Moreira

Nenhum comentário a fazer. A arbitragem goiana está boa. Bom trabalho a todos eles.

Seleção do goianão

Até agora essa é a minha seleção do Campeonato Goiano:


Goleiro: Luiz Almeida - Santa Helena

Lateral-direito: Dida - Vila Nova

Zagueiros: Carlão - Santa Helena e e Rafael Toloy - Goiás

Lateral-esquerdo: Paulo César - Santa Helena

Volantes: Wendell - Anapolina e Pituca - Atlético

Meias: Elias - Atlético e Keninha - Santa Helena

Atacantes: Diogo Galvão - Trindade e Maranhão - Anapolina

Técnico: Édson Gaúcho - Vila Nova

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Tô falando....

Era uma vez.... em um jogo de futebol no dia 24 de Janeiro de 2010, o jogador Pituca do Atlético deu um pisão no atleta Felipe do Goiás, o juiz não viu, mas o olho que não pisca, uma câmera de TV, registra o lance. Existia então, o corpo, a arma, a prova e o crime, só faltava um julgamento.

Eis que surge o Tribunal de Justiça Desportiva do Estado de Goiás, rápido e decidido. O primeiro julgamento é marcado em tempo recorde, 65 dias depois do ocorrido. E no dia da sessão, acabou que Pituca não foi julgado, devido ao fato de que o presidente do TJD/GO, Clodonir Ferreira Pimentel, ter rejeitado o pedido da Procuradoria e acatar a queixa do clube.

Tentando explicar: É que houve um erro material na denúncia. A Procuradoria enquadrou o jogador e, ao mesmo tempo, o Goiás ofereceu uma queixa contra Pituca, mas o Presidente do Tribunal concordou com um e discordou de outro sobre o mesmo assunto.

E ontem Pituca voltou à pauta do TJD/GO e se deu mal. O processo contra o jogador foi reaberto, com a formulação de uma nova denúncia, e ele respondeu por agressão física. Resultado: suspensão por quatro partidas, por maioria de votos.

A diretoria do Atlético vai entrar com o pedido de efeito suspensivo para garantir o jogador no restante do Campeonato Goiano. Deve conseguir e tudo terminará em pizza.

terça-feira, 6 de abril de 2010

O mais chato do Brasil

O Campeonato Estadual do Rio de Janeiro está na contra-mão da história, enquanto em outras competições a média de público sobe, no Rio ela cai.

Times pedintes, onde empresários fazem a festa, aceitam um regulamento exdrúxulo onde os grandes no máximo jogam em Volta Redonda e seja qual for a semifinal ou final o confronto deve ser no Maracanã.

Dezesseis times, um absurdo, no máximo deveriam ser 12, o ideal é que fossem 10. Os times pequenos, são extremamente pequenos mesmo, fraquíssimos, diferente do que acontece em outros estados como São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Goiás onde alguns menores sempre investem e dão trabalho.

Chato, inchado e previsível esse é o Campeonato Carioca.

Preços de ingressos definidos

Está no regulamento do campeonato que o preço dos ingressos para clássicos sejam definidos por consenso entre as equipes. Ontem, Goiás e Atlético entraram em consenso que não entrarão em consenso. O acordo foi de não entrar em acordo em relação aos preços dos ingressos e a renda não será mais dividida, será do mandante.

Por intransigência do Atlético ficou definido que cada clube definirá o valor do ingresso para a partida em que for mandante.

O Goiás, mandante no primeiro jogo, cobrará 20 reais na arquibancada e 40 nas cadeiras. Já o Atlético, que já se acha mais bonito que os outros, cobrará 30 reais arquibancada e 50 pilas nas cadeiras, mulher pagará meia-entrada.

Vai aqui uma dica sem cobrar nada. No ano que vem a Federação, em comum acordo com os clubes poderia definir, antes de começar o campeonato, os preços de ingressos para as fases finais do Goianão.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Diogol é do Goiás

Diogo Galvão agora é do Goiás, aliás, é e não é...

Segundo o diretor de futebol do Goiás, Marcos Figueredo, ele deve ser emprestado para ser aproveitado no ano que vem.

Ora, bolas, se contratou que o coloque no time.

Resumo como uma excelente contratação, Diogol teve um aproveitamento fantástico em um time que poucas oportunidades em um jogo, imagina o que ele poderá fazer em um time melhor...

Eis um matéria especial que fizemos a pouco tempo com o Diogol:

domingo, 4 de abril de 2010

Classificados e rebaixados

E terminou a primeira fase do Campeonato Goiano. Merecimento aos que se classificaram e aos que caíram. A primeira fase foi emocionante, provando que com 10 times ficou melhor do que com 12.

Na última rodada a esperançosa Anapolina bateu fácil o desinteressado Atlético, o motivado Vila bateu o despreocupado Santa Helena, o irregular Goiás bateu o frouxo Crac. Trindade e Itumbiara, Canedense e Morrinhos empataram.

Atlético, Santa Helena, Vila Nova e Goiás seguem no Campeonato. Atlético e Goiás eu já esperava, acreditei no Santa Helena a partir da 5ª rodada e não esperava muito do Vila Nova.

E vem aí nas semifinais Goiás X Atlético e Santa Helena x Vila Nova. Agora vai ser outro Campeonato, Atlético e Santa Helena são teoricamente favoritos pela vantagem dos dois resultados iguais. Mas não há como duvidar dessa reação do Vila Nova e da força do Goiás na hora de decidir.

Canedense e Itumbiara vão para a segunda divisão com merecimento. O Morrinhos reagiu e não merecia cair, já o Trindade nunca esteve na zona de rebaixamento neste campeonato e não seria na última rodada que estaria. A Canedense não tem estrutura nenhuma para futebol e o Itumbiara não tem planejamento, apenas um prefeito que esbanja dinheiro com medalhões e premiações absurdas, pensa somente no momento e na sua projeção política.