sexta-feira, 30 de abril de 2010

Foi ontem 02

A tão esperada reunião do conselho deliberativo do Vila Nova não mudou tanto as coisas conforme se esperava.

O presidente executivo, Maurilho Teixeira, se afastou do cargo, dando lugar a Sizenando Ferro, que havia deixado a presidência no início no ano, dizendo que não queria mexer com futebol tão cedo.

No Conselho Deliberativo, Carlos Alberto Barros, pediu licença, será substituído por Ronie Albert Soares e daqui a 60 dias ele volta e tudo continuará como antes.

Se dirigente, gastar fortunas do próprio bolso, ser vaiado, sofrer pressão, talvez não seja tão ruim assim.

Foi ontem 01

A tão esperada reunião do conselho deliberativo do Goiás não foi tão fria e nem tão quente quanto se esperava. Dirigentes tentaram disfarçar o racha que aconteceu nos últimos dias.

Aquele que saiu mas não saiu (Ediminho), tratará da saída daquele que não veio (Fernandão).

Hailé Pinheiro discursou da situação financeira do Goiás. "Assumiu" a culpa em virtude da sua ausência no clube. Elementar meu caro internauta que ao mesmo tempo ele acusou quem estava no poder do Goiás.

Nomearam novos diretores. Sebastião Macalé na Diretoria de Futebol e Gilberto Sebba na Diretoria Administrativo. Sobre Sebba Hailé fez questão de frisar, numa nítida intenção de diminuir o Dr. Syd, que Sebba a partir daquele momento iria administrar o Goiás.

Mas quem manda ou não, pouco me importa, o que espero é um Goiás vencedor.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

É hoje 03

Palmeiras e Atlético-GO se enfrentam pela primeira vez em uma competição oficial, o duelo valido pela as quartas-de-final da Copa do Brasil.

O Dragão passou pelo Assu-RN, Bahia e Santa Cruz.

O Verdão Paulista passou por Flamengo-PI, Paysandu e Atlético Paranaense.

Quem passar neste confronto irá encarar na fase semifinal Vitória ou Vasco da Gama.

O Atlético não terá Juninho, vetado pelo departamento médico, já o Palmeiras não terá o artilheiro Robert, em compensação terá a estreia do volante Marcos Assunção, contratado no início da semana junto ao Grêmio Prudente.

E acredito no Atlético.

É hoje 02

Hoje é dia de reunião do Conselho Deliberativo do Vila Nova. Carlos Alberto Barros deve pedir afastamento. Ou não.

Se será bom ou não para o Vila só o futuro dirá. O que sei é que a gestão Barros foi terrível para o futebol. Muito dinheiro foi gasto de forma errada. Dinheiro do Barros mas que o Vila um dia terá que pagar.

Barros, uma pessoa do bem, não entrou nessa obrigado e não está lá até hoje contra a sua vontade, se não está se sentindo bem tem todo o direito de pedir pra sair.

E é bom que acaba essa "Barrosdependência".

O Vila Nova já existia ha mais de 60 anos antes de Carlos Alberto Barros e com certeza continuará existindo depois dele. Ou não.

É hoje 01

Hoje é dia de reunião do Conselho Deliberativo do Goiás. Hailé Pinheiro, ex-homem forte do Goiás, chateadíssimo e preocupado, vai ter a confirmação do que já é provavelmente irreversível: Ele não manda mais.

Aos Pinheiros (Hailé e Ediminho) foi dada toda a confiança e liderança, os resultados não vieram e então perderam o comando. O Dr. Syd, sabendo que aos presidentes "marionetes" sempre foram creditadas as mazelas e aos "Pinheiros" as vitórias, resolveu realmente governar pra fazer as coisas acontecerem.

Qual será o comportamento de Hailé hoje?

É aguardar pra ver...

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Goiás pega o Grêmio

O Goiás já conhece seu adversário de estreia na Copa Sul-Americana. Será o Grêmio. O sorteio das chaves da fase eliminatória foi realizado na tarde desta quarta, na sede da Conmebol, no Paraguai.

As datas das partidas de ida e volta ainda não estão definidas, mas a competição começa em agosto. O Goiás joga a primeira em casa, no Serra Dourada, e a segunda em Porto Alegre, no Olímpico.

Confrontos brasileiros:

Goiás x Grêmio
Vitória x Palmeiras
Santos x Avaí
Grêmio Prudente x Atlético-MG

Santa Helena na série D

Uma boa notícia para o futebol Goiano. O Santa Helena quer uma projeção nacional. E já confirmou que vai participar do Campeonato Brasileiro da Série D. O Presidente Alcir Elias e seus diretores já começaram a se movimentar.

Acredito que com a participação em campeonatos nacionais os times ficam mais próximos da estruturação. Com calendário é mais fácil se planejar e buscar recursos.

Que o Santa Helena seja feliz e que todo o Brasil veja que o "Fantasma" existe.

Fernandão foi injusto.

Quem soltou a notícia sobre a primeira conversa de Fernandão pedindo para sair do Goiás não foi o Dr. Syd.

A notícia vazou na segunda-feira através do próprio Fernandão, que contou para um Pinheiro e este contou pra mais pessoas.

O Presidente Syd apenas respondeu às perguntas sobre o que todos já sabiam.

Qual jogo assistir?

Hoje os dois times mais populares do Brasil se enfrentam pela Libertadores. Quase um terço da população brasileira torce para Flamengo e Corinthians. Pelo conjunto, pelo momento e por ter um tima melhor acredito no Timão.

No mesmo horário tem Atlético Mineiro e Santos, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil. Vamos ver qual será o comportamento da garotada do Santos com o Mineirão lotado. Além de achar favorito, também torcerei pro Santos.

Começarei assistindo o jogo do Maracanã, se tiver ruim pulo pro jogo do Mineirão.

Caso Fernandão

Fernandão resolveu falar, aliás nesta passagem pelo Goiás ele só deu entrevistas na hora que lhe convia, nos momentos em que ele queria dizer alguma coisa.

Fernandão tentou explicar os seus motivos para querer sair do Goiás. Disse que é amigo e fiel à família Pinheiro. Fiel mesmo depois de ter colocado o Goiás na justiça depois da sua saída em 2002 e ainda ter dado declarações criticando esses dirigentes.

Lembrou que chegou no Goiás em um momento tenso, em que havia uma briga do clube com parte da imprensa. Isso seria alguma justificativa para o seu futebol apático?

Reclamou o vazamento da informação de que ele queria sair. É... Como se a gente não soubesse...

Conforme adiantou esse blog, Fernandão disse que o Goiás vive um momento político muito sério.

Não vou ficar aqui reproduzindo mais as abobrinhas de Fernandão.

Ele está aproveitando o momento e arrumando desculpas, não colou, não comoveu ninguém, ele já queria sair há muito tempo. Fernandão foi contratado pelo Goiás e não pelos Pinheiros, não teria que procurar o presidente para saber de sua "situação". Ele tem um contrato em vigor e recebe pra jogar futebol, não fez favor a ninguém no Goiás e ainda tenta sair desrespeitando a instituição através do seu presidente.

Outra informação é que Harley será submetido a uma cirurgia e ficará de fora das primeiras partidas do Campeonato Brasileiro. Acredito que as declarações anti-Cuca apressaram essa decisão.

No mais, há um vulcão em erupção no Goiás. Há muito por vir.

O bicho tá pegando

Fernandão falou sobre os motivos de seu pedido para sair do Goiás.

Harley pede afastamento para fazer cirurgia.

Daqui a pouco mais detalhes.

terça-feira, 27 de abril de 2010

De malas prontas

Ainda depende de um acerto final, Fernandão terá que fazer uma oferta ao Goiás pra ser liberado. O certo é que está chegando ao fim a segunda passagem de Fernandão no Goiás. Contratação que trouxe esperanças de dias melhores, mas que na verdade proporcionou meses de sofrimentos e decepções aos torcedores esmeraldinos.

Fernandão se mostrou irreconhecível, jogou de forma razoável no início e quando jogou mal culpou imprensa, o técnico e "alguém" do grupo que estaria torcendo contra ele.

Na virada do ano, depois da proposta do São Paulo as coisas pioraram, Fernandão se escondia nos jogos, não ajudava a marcar e não chamava a responsabilidade pra ele.

Alguém perguntaria: Ahhh... mas ele não joga sozinho! E eu responderia que neste período vários jogadores conseguiram se destacar como Yarley e Felipe.

Na minha opinião Fernandão não jogou por que não quis, emburrou, queria sair, acha que o Goiás é pequeno pra ele.

O lamentável é que ele foi pago pra fazer o que fez, ou o que deixou de fazer.

Confusão por vir

Uma bomba está perto de explodir. A família Pinheiro neste momento está fora do Goiás. O rompimento é forte e pode gerar várias consequências.

Hailé Pinheiro está inconformado, o presidente Syd diante da falta de resultados passou a mostrar personalidade, bateu de frente e tomou decisões. Hailé e Ediminho, por exemplo, ficaram sabendo pela imprensa que Leão era o novo técnico.

Antes disso Syd e os Pinheiros já haviam se desgastado na definição do voto do Goiás pela chapa de Kléber Leite na eleição do Clube dos 13.  Não foi fácil para os Pinheiros convencerem Syd a sair da chapa de Fábio Koff.

As famílias Duarte, Machado, Sebba e ex-aliados dos Pinheiros estão dando respaldo para Syd, o que pode até caracterizar maioria do conselho.

No desespero, Haílé fez o que pouco fez nos ultimos anos: Fez uma convocação para uma reunião extraordinária do Conselho Deliberativo do Goiás Esporte Clube.

Nesta reunião Syd será alvo de denúncias e críticas. Em tese será o novo Raimundo Queiroz, sentirá a fúria dos Pinheiros. Mas agora diferente de Raimundo, Syd tem respaldo e o apoio da opinião pública.

Pra se ter uma idéia dessa crise política no Goiás Hailé disse a um amigo meu: "Se ele continuar assim a gente tira ele".

A minha opinião agora é que se os Pinheiros tentarem algo desse tipo estarão tumultuando o ambiente. Melhor que fiquem quietos pelo bem do clube.

Atlético contrata

Até que enfim, o Atlético contratou um lateral direito. Márcio Gabriel era o único desde a ida de Rafael Cruz para o Atlético-MG. Airton, que disputou o Campeonato Paranaense pelo Iraty, 3ºcolocado na competição, vai jogar no Dragão. O jogador está com 25 anos e já atuou pelo Paraná, Londrina, Avaí e pelo futebol russo.

A contratação de Airton, acaba com as esperanças de alguns conselheiros e jogadores atleticanos, que pediam a volta do lateral Dida, que está no Vila Nova.

Aliás tem gente no próprio Vila que gostaria de ver o Dida no Atlético.

Cresce agora a possibilidade do Atlético dar uma mãozinha para o Vila. O lateral-esquerdo Alisson já está acertado e Wesley e Lindomar poderiam ir para o Tigrão.

Leão no Goiás

Existe vida no Goiás sem os Pinheiros. O presidente Syd surpreende a todos e faz uma das maiores contratações da história do clube. Emerson Leão, com um currículo invejável como técnico e ex-jogador, só pode ser comparado a Carlos Alberto Silva que treinou o Goiás entre 97 e 98.

Tenho a convicção que vai dar certo. O Goiás precisava de um técnico com o perfil de Leão. Um profissional que zela pelo seu nome, pela sua história, pelo clube que trabalha, que é fiel às suas convicções e que não alisa ninguém que estiver atrapalhando seus objetivos. Às vezes isso pode ser confundido com chatura, mas não, isso é do temperamento de Leão.

Já entrevistei o Leão várias vezes, gosto do seu estilo, não tem papas na língua, fala mesmo. E ele não é diferente de nós da imprensa, se pegarmos qualquer deslize em uma resposta de qualquer entrevistado fazemos disso notícia, Leão faz o mesmo quando uma pergunta não é bem feita. Ele é daquele jeito e temos que o respeitar assim.

De Leão o que mais espero é que o Goiás seja um time vencedor.