Páginas

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Goiás goleia e encosta no G4

Elivélton fez o gol da vitória
O Goiás fez valer o mando de campo e não deu chances ao Guarani, goleando o Bugre por 3 a 0, nesta terça-feira, pela 19ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Wellington, Felipe Amorim e Elivélton marcaram para o time esmeraldino.

O resultado deixou o Goiás coladinho no G4, em 5º, com 28 pontos. Já o Bugre segue na zona da degola, ocupando a 17ª colocação, com 20 pontos.

O número de pontos conquistados no turno estão próximos da meta, traçada por Márcio Goiano, que era de 30 pontos.

O campeonato pode, segundo as projeções atuais, classificar um time, entre os quatro primeiros, com 61 pontos. Faltariam então, 33 pontos, ou seja, 11 vitórias em 19 jogos.

Bem possível, se reforçar.

O jogo

O Goiás se mostrou melhor desde os primeiros minutos.

Abriu o placar aos doze minutos do primeiro tempo. Iarley desviou o cruzamento de Douglas para o meio e Wellington mandou no canto de Emerson.

Segundo gol do Goiás. O autor da vez foi Felipe Amorim, aos sete da etapa final. Depois de uma bela troca de passes, ele saiu na cara do gol e teve tranquilidade para marcar.

Aos 35 minutos, o meia-atacante Elivélton, que entrara há pouco, acertou um lindo chute de fora da área, selando a goleada goiana.

Próximos jogos

Na abertura do returno da Série B, o Goiás terá pela frente o Grêmio Barueri na próxima terça-feira, às 20h30, na Arena Barueri. No mesmo dia e horário, o Guarani enfrenta o Criciúma, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 3 X 0 GUARANI

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO). Data: 22/08/2011. Horário: 20h30
Árbitro: Felipe Duarte Varejão (ES)
Assistentes: José Maciel Linhares (ES) e Vanderson Antonio Zanotti (ES)
Gols: Wellington, 14'/1ºT, Felipe Amorim, 7'/2ºT e Elivélton, 35'/2ºT (Goiás)
Renda: R$ 41.270,00. Público: 7.022 pagantes

GOIÁS: Harlei; Douglas, Rafael Toloi, Ernando e Andrezinho; Amaral, Carlos Alberto, Alan Bahia e Felipe Amorim (Johnathan); Iarley (Diniz) e Wellington (Elivélton). Técnico: Márcio Goiano

GUARANI: Emerson; Bruno Peres, Ewerton, Gabriel e Carlinhos (Chiquinho); Lucas, Leandro Carvalho, Lusmar e Felipe (Ancelmo); Denilson (Assisinho) e Fernandão. Técnico: Giba

Um comentário:

  1. Olha andré, fazendo uma avaliação das outras temporadas acredito que mais 12 vitórias basta... isto porque tá tudo muito embolado... ainda mais se a portuguesa continuar vencendo e o duque perdendo...

    Pro goiás falta 9 jogos em casa, precisa ter 100% de aproveitamento, nem pode pensar em empatar...

    Tem o confronto contra o vila, tem chances de conseguir 3 pontos fora de casa...

    e aí ele precisa em 9 tentativas fora de casa, beliscar 6 pontos...

    Ele tem o guarani na ultima rodada, bragantino, barueri e BOA Esporte na teoria 4 times que estão na parte de baixo da tabela fora de casa... e principalmente o guarani e o BOA que possuem aproveitamento em casa muito ruim, podem ceder as 2 vitórias que o goias precisaria.

    Teria também fora de casa as pedreiras: portuguesa, parana, asa, sport e vitória... dá pra beliscar pontos de alguns desses também caso de zebra em casa ou não consiga vencer 2 dos 4 lá embaixo...

    dentro de casa a coisa tá mais fácil, enfrenta o icasa, sao caetano, duque, americana, criciuma, ponte preta, salgueiro, abc e nautico

    Desses, pedreiras mesmo só a ponte, abc e o nautico, o resto, pela história do goiás, não devem jamais entrar no serra dourada pensando que têm condições de vencer...

    Se fosse confronto de 'COPA DO BRASIL' o goiás seria favorito contra todos os times da série B, talvez um sport, portuguesa ou vitória um confronto mais equilibrado. E contra a MAIORIA ele seria favorito ainda pra eliminar até o jogo de ida... tem que pensar como clube grande e não ter medo dos outros, vencer nem que seja por 1 a zero fora de casa e PARAR de tomar gol no serra.

    É possível!

    ResponderExcluir