Páginas

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Julgamento de Fortaleza X CRB termina em pizza

Foram quase cinco horas de julgamento no Centro do Rio de Janeiro, onde fica o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). E a primeira batalha – outra ainda está por vir – foi vencida pelo Fortaleza, que briga com o Campinense para permanecer na Série C do Campeonato Brasileiro. Em decisão unânime, os auditores da Segunda Comissão Disciplinar decidiram absolver o Fortaleza, rechaçando a possibilidade de remarcar o jogo contra o CRB. Dessa forma, o Fortaleza segue na Série C e o clube paraibano rebaixado.

A derrota do Campinense em primeira instância deverá ser apenas o “primeiro tempo” desta guerra nos tribunais, já que deverá haver um recurso ao Pleno, em segunda instância, podendo esta decisão ainda ser revertida. O clube da Paraíba tem até o fim desta semana para protocolar o recurso no STJD.

A Segunda Comissão Disciplinar ainda decidiu multar os dois clubes em R$ 20 mil por atraso para o retorno para o segundo tempo. Ainda multou o Fortaleza em mais R$ 5 mil por conta de uma garrafa arremessada no gramado do Presidente Vargas. O árbitro Gutemberg de Paula Fonseca foi absolvido. Paulo Rodrigues, do CRB, foi punido com um jogo de suspensão. Goleiro Cristiano, também do CRB, foi punido por dois jogos de gancho. E Maizena, também do CRB, acabou absolvido.

3 comentários:

  1. justiça foi feita, o Fortaleza ganhou honestamente, STJD não se deixou levar pela manipulação de imagens.

    ResponderExcluir
  2. Foi lamentável a decisão sobre o jogo Fortaleza x CRB, o STJD decidiu pelo jogo sujo, pela armação, combinação de resultado e isso é vergonhoso... Agora todos os times vão querer fazer uso dessa prática, pois sabem que não importa as artimanhas e combinações que usarem para vencer dentro de campo, pois para o STJD o que vale é o resultado final, qualquer cego veria que o Fortaleza não tinha a mínima chance de vencer por 4x0 o CRB, se o jogo fosse honesto, limpo. Mas é assim mesmo, a justiça é cega e surda, pois o jogador assume em entrevista que disse "deixa fazer", apesar de ter dito que se referiu ao tiro de meta, mas disse e os auditores não conseguiram ver isso. Outra coisa não conseguir ouvir a palavra CHEQUE? Só não escuta quem não quer, só não ver combinação quem não quer e pra mim o STJD não quis. Fico triste, porque fui feito de palhaço, pois essa armação levou meu time para série D injustamente, comemoramos a permanência e pouco depois o Fortaleza consegue "magicamente" 2 gols. O Futebol perdeu a graça!
    Moralizar o futebol? Nunca que isso irá acontecer, pois é melhor deixar tudo como estar, não é? Até mesmo porque sabendo que quem saiu prejudicado foi um time lá do interior da Paraíba, que não tem nenhuma força política, não é mesmo?
    Fico triste, indignado, com raiva, com vergonha, decepcionado... Mas ainda acredito (pode até ser utópico) em um Brasil descente, onde a JUSTIÇA será feita, não analisando o tamanho e muito menos o poder aquisitivo dos envolvidos!
    #VergonhaSTJD

    ResponderExcluir
  3. VERALUCIA DISSE... vergonha,STJD.verganha, o futebol perdeu o brilho.

    ResponderExcluir