Páginas

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Hailé promove "Happy Hour" com conselheiros

Hailé Pinheiro, o "homem-forte" do Goiás, convocou nesta quinta-feira os sócios e conselheiros para um "Happy Hour".

Para entender melhor: Happy hour (em português: hora feliz) é o nome dado à comemoração informal feita, geralmente por colegas de trabalho, após a execução de alguma tarefa.

Nem preciso me alongar muito para definir essa atitude.

"Sem noção" já define tudo.

Uma confraternização à 50 metros da concentração? na vespéra de um jogo decisivo? Pára tudo gente!

Aproximadamente 40 corajosos foram à tal confraternização.

Sobrou cerveja e churrasco.

Haílé, ao ser indagado sobre a reunião do "Reage Goiás", que teve 133 pessoas na segunda-feira, disse que é um direito dos sócios tentar fazer uma assembléia para recuperar o direito de votar.

Mas a frase que chamou mais a atenção na fala do presidente foi: - Se no São Paulo, apenas 250 conselheiros votam, porque no Goiás "qualquer um" deve votar? Disse Hailé.

Na minha opinião, com essa estarrecedora auto-confiança, com as suas atitudes, Hailé encoraja, mais e mais, a cada dia, uma revolução no Goiás.

Agora é aguardar os próximos capítulos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário