Páginas

terça-feira, 25 de outubro de 2011

O Tabelando e a saída de Daniel Santana da 820

O objetivo do programa "Tabelando com André Isac" é entrevistar as principais personalidades do mundo esportivo. Abordar a vida, a história dos convidados, assuntos polêmicos e a opinião dessas pessoas de fatos que cercam a seu cotidiano. Fazer com que as pessoas conheçam melhor o entrevistado e lhes dar a oportunidade de falar coisas que ainda não lhe foram perguntadas.

O programa teve até agora como convidados Raimundo Queiroz, Charlie Pereira, Geso Oliveira, Maurício Sampaio, Adolfo Campos, André Pitta e Roberto Oliveira. Na lista dos próximos convidados estão jogadores e ex-jogadores, dirigentes e ex-dirigentes e cronistas esportivos de todos os veículos.

A linha editorial do programa é simples: É da minha responsabilidade a produção do programa, o convite aos convidados, a elaboração, a execução das perguntas e o entrevistado fala o que pensa.

Já apareceram, e é normal, algumas declarações polêmicas e muitas outras virão.

Cabe, a quem tem um pouco de maturidade, concordando ou não, respeitar o que for dito.

No programa do dia 9 de Outubro, o comentarista Adolfo Campos, da Rádio Difusora, emitiu a sua opinião sobre a Rádio Jornal AM 820.

A direção da Rádio não gostou da declaração, que na minha opinião não teve nada demais.

Até aí, não gostar, beleza, o ruim foi a atitude que tomaram em seguida.

O Comentarista e Diretor de programação da UCG/TV, Daniel Santana, que até então era comentarista da Rádio Jornal 820, foi procurado pelo diretor geral da Rádio, Pedro Henrique.

Pedro é boa gente. Não é de Rádio, nem do jornalismo, mas gosta, investe muito, até hoje gastou mais do que ganhou, mas, nesse caso, talvez até por falta de experiência, acabou confundindo as coisas.

Pedro questinou Daniel por não ter cortado a parte da entrevista em que Adolfo falou da Rádio.

O resultado foi que Daniel se sentiu ofendido e censurado e resolveu deixar a Rádio Jornal.

Daniel, como diretor de uma emissora, a UCG/TV, que dá total liberdade de opinião aos seus comandados, que nunca impôs nenhum tipo de censura, e também na condição de comentarista imparcial e justo, jamais aceitaria uma situação dessas. Em primeiro lugar está a dignidade.

Daniel em breve estará em outra grande Rádio. A 820 perde um excelente comentarista.

Um comentário:

  1. Ridícula a postura da direção da rádio.. Realmente André, só a 820 perde com isso, porque um profissional com a capacidade e inteligência do Daniel Santana não fica fora das rádios não... Todas as pessoas que gostam de uma visão inteligente e de alguém que estuda mesmo o futebol gosta dos comentários do Daniel!!! Nota 0 pra 820, precisam avisá-los que já existe a liberdade de imprensa.. a ditadura acabou há algum tempo!!

    ResponderExcluir