Páginas

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Os motivos da crise no Vila Nova

Sizenando chamou os jogadores de frouxos
O Vila Nova não tem um time tão ruim para estar nessa situação.

Alguma coisa aconteceu. Ou melhor, algumas coisas aconteceram.

O problema maior foi o de relacinamento entre os dirigentes da New Ville (empresa que terceirizou o futebol do Vila) e o grupo de jogadores.

Tudo começou no dia 26 de julho, após a derrota em Barueri, o presidente da New Ville Sport, Sizenando Ferro, chamou o time do Vila Nova de time de frouxos.

A coisa pegou tão mal, que depois desse fato, líderes do grupo solicitaram que o dirigente não frequentasse mais o vestiário do time.

O segundo ponto que enfraqueceu a New Ville, foi a saída de Omar Vasconcelos, um dos sócios da empresa. O motivo foram algumas atitudes tomadas à revelia por Daniel Reis, até então diretor de futebol.

Os jogadores sentiram a saída de Omar, que tinha muito prestígio no grupo.

Daniel também aumentou o clima de insegurança, propagando uma richa entre a diretoria do Vila e a empresa.

Segundo Geso Oliveira, presidente do Vila Nova, Daniel tirou fotos dele carregando caixas de suco do clube, espalhou anonimamente para imprensa, acusando-o de roubo.

Que grupo de jogadores teria tranquilidade diante de tanta baixaria?

E tem mais, a New Ville perdeu a moral quando Daniel Reis bancou o afastamento de três jogadores por indisciplina. Betinho, Jorge Henrique e Juninho foram dispensados pelo dirigente.

Mas havia mais um que poderia ser dispensado, mas este era um jogador empresariado pelo próprio Daniel.

O meia Paulo César, dispensado nesta quinta-feira, era outro ponto de discórdia. O PC, chamado dentro do Vila de "laranja podre", tinha problemas de relacionamento com jogadores e funcionários.

O atacante Roni se salva nessa bagunça, foi o cara que mais deu apoio à New Ville, treinadores, jogadores e diretoria, tentou apagar "incêndios" e pensou o tempo todo no Vila.

As saídas de Daniel Reis e PC ainda não resolvem os problemas, a New Ville, que ainda existe no comando de Sizenando Ferro, não está pagando os jogadores.

O clima é tenso, mas há quem tranquilize e diga que a casa estará em ordem até o dia 15.

Tomara.

Uma vitória contra o São Caetano pode mudar o rumo das coisas.

Obs.: Levo para o túmulo, o nome desse informante, que me revelou essas coisas.

Um comentário:

  1. Eu acho que o vila, caro André... Já caiu...

    A realidade vai bater com força nesse jogo agora contra o são caetano... se não ganhar pode largar de mão... E os jogadores podem sonhar em receber o salário...

    E acho que o Icasa vai ser castigado por ter vendido os 2 astros do time e vai acompanhar o vila...

    ResponderExcluir