Páginas

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Vila cai para a Série C: Princpais culpados

O Vila Nova é o terceiro rebaixado para o Campeonato Brasileiro da Série C de 2012. A equipe colorada empatou em 1 a 1 com o Duque de Caxias, em Volta Redonda (RJ), e chegou a 32 pontos. O ICASA, último colocado fora da zona da degola, terminou a rodada com 43, onze a mais que o Vila. Com três rodadas restantes, o Vila Nova já não pode tirar a diferença, e está confirmado na Terceira Divisão nacional do ano que vem, junto com Salgueiro e o próprio Duque, lanterna, que soma agora 16 pontos.

Podemos dividir a culpa do culpa do rebaixamento a vários personagens:

1º Sizenando Ferro: Por vaidade e ganância "roubou" a idéia da JE esportes, de terceirizar o futebol do Vila. Assumiu os riscos em cláusulas minuciosas de um contrato de parceria e não está cumprindo. Não conseguiu se impôr como gestor.

2º Geso Oliveira: Não fiscalizou e nem cobrou da parceria. Sempre dizia que estava tudo certo. As coisas começaram a desandar desde Abril e ele fez vistas grossas. Foi omisso.

3º Carlos Alberto Barros: Como presidente do Conselho Deliberativo foi extremamento omisso. Sempre esteve ao lado de Sizenando Ferro, fez campanha pela New Ville, comemorou no dia que o acordo foi aprovado. Assim como Geso, fez vistas grossas aos desmandos da New Ville.

4º Hélio dos Anjos: Traiu o Vila duas vezes. Montou o planejamento, fez discurso e foi embora diante da primeira proposta. Depois de fracassar no Sport voltou para o Vila e só fez lambanças. Bateu de frente com jogadores e dirigentes, expôs o Clube de forma extremamente negativa. Acertou com o Atlético e ficou forçando a saída do Vila. Depois de tudo ainda teve coragem de entrar na justiça contra o Clube. Uma covardia.

5º Daniel Reis: Teve problemas de relacionamento com jogadores. Na condição de empresário, protegia os jogadores do seu interesse, como o volante Adílson.

5º Roni: Faltou auto-crítica. Muito mal durante o ano todo, arrastando em campo, errando pênaltis e atuações pífias.

6º Paulo César: O primeiro erro foi contratá-lo. Um ex-jogador em atividade. Condicionamento físico terrível e alguns lampejos de bom futebol. Chinelinho, ficou mais no departamento médico do que no campo. Ruim de relacionamento, muitas pessoas no Vila o odiavam.

7º Luizinho: Boleiro. Ajudou a contagiar o grupo contra Sizenando Ferro que chamou o time de frouxos. Depois desse episódio nunca mais fez uma partida convincente.

Ainda tem mais gente, esses são apenas, na minha opinão, os principais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário