sábado, 24 de setembro de 2011

Previsões 26.ª rodada e Cartola escalado

Previsões 26.ª rodada do Brasileirão:

Sábado
18h
Atlético-PR x Fluminense - Fluminense
Santos x Figueirense - Santos
Flamengo x América-MG - Flamengo

Domingo
16h
Corinthians x Bahia - Corinthians
Botafogo x São Paulo - Botafogo
Internacional x Atlético-MG - Empate
Cruzeiro x Vasco da Gama - Cruzeiro
Avaí x Grêmio - Grêmio

18h
Atlético-GO x Palmeiras - Atlético
Ceará x Coritiba - Empate

Cartola escalado:

UCG TV vai a campo com: Júlio César, Alessandro, Fábio Ferreira, Edu Dracena e Thiago Feltri; Elkeson, Montillo e Lucas; Borges, Loco Abreu e Anselmo. Técnico: Tite.

Goiás: No fundo do poço

Escrevo aqui deste momento não só a minha opinião. Relato alguns fatos que vi nos últimos anos.

Jamais imaginei, que em 2011, depois de ver o Goiás em 2006 na Libertadores, iria ver esse time perto da zona de rebaixamento de uma Série B.

A constatação é óbvia: O Goiás precisa é trocar de diretoria. Hailé Pinheiro, que derrubou Syd de Oliveira alegando a campanha ruim no ano passado, poderia agora reconhecer a sua incapacidade, antecipar as eleições e sair de vez do trono.

O discurso de "sanear as dívidas", de nada adiantará se o time cair.

A Série C seria o fundo do poço, a maior dívida que um gestor poderia dar ao Goiás.

O triste é ver que a derrocada desse time foi construída através de muita imcômpetência, arrogância, vaidades e perseguições. Seguida de uma administração arcaica que só aumentaram os fracassos e as dívidas do Goiás.

Nunca caí nessas conversas, quem me acompanha sabe. O Goiás, após a saída de Raimundo Queiroz, regrediu vertiginosamente.

Quem "sentou na cadeira", procurou nos últimos anos, irresponsávelmente, provar que tudo o que Raimundo fez era errado. Fizeram tudo ao contrário e o time está onde está.

Nada evoluiu, de 2007 pra cá, no futebol, na estrutura e nas categorias de base. Um furacão passou pelo Goiás devastando tudo o que fora construído.

A administração do Goiás é fadada ao fracasso, feita de longe, com uma só pessoa acumulando todas as diretorias e achando que está certo. 

Sei que Hailé fez muito pelo clube. Sair de fininho seria uma grande atitude.

Goiás se supera e perde em casa para o Salgueiro

Josi comemorando
Aconteceu o que estava na cara que iria acontecer. O Goiás perdeu em pleno Estádio Serra Dourada, por 1 a 0 para o Salgueiro, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Os pernambucanos, desde os primeiros minutos, que não sairiam sem pontos de Goiânia.

O time esmeraldino, desorganizado, tomou o gol aos 39 minutos do primeiro tempo marcado pelo atacante Josi.

A equipe de Hailé Pinheiro não teve poder de reação. Podeia ter sido pior, se Harlei não tivesse feito defesas milagrosas, pegando inclusive um pênalti.

Com o resultado o Goiás segue com 30 pontos e ocupando a 14ª posição. Já o Salgueiro assumiu temporariamente a 18ª posição, com os mesmos 25 pontos do São Caetano, que ainda joga neste sábado.

O discurso agora no time esmeraldino, caindo na real, é de permanecer na série B do Campeonato Brasileiro.

Restam 13 jogos, onde o Goiás precisará de cinco vitórias. Algo ameaçador para quem perde para o Salgueiro em casa.

Na terça-feira o Goiás vai até São Paulo para enfrentar a Portuguesa, dentro do Canindé. Na rodada seguinte o outro jogo será contra o BOA também fora de casa.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 0 X 1 SALGUEIRO

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Data: 23/09/2011. Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Renato Cardoso da Conceição (MG)
Assistentes: Breno Rodrigues (MG) e Carlos Emanuel Manzolillo (DF)
Gol: Josi 39’/1T (Salgueiro)
Renda: R$ 17.670,00. Público: 3.057 pagantes

GOIÁS: Harlei; Rafael Tolói, Marcão e Ernando; Douglas, Amaral (Marcinho Guerreiro), Alan Bahia, Diniz (Max Pardalzinho) e Gérson; Iarley e Hugo (Wellington). Técnico: Ademir Fonseca.

SALGUEIRO: Luciano; Thoni, Juninho (Amaral), Alexandre e Piauí; Renê, Diego Paulista, Pio (Alemão) e Paulo Santos; Ricardinho e Josi (Edmar)
Técnico: Luiz Carlos Barbieri

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Goiás enfrenta o Carcará

Carcará, o mascote do Salgueiro
O Goiás entra em campo na noite desta sexta-feira contra o Salgueiro no Estádio Serra Dourada, ás 20h30 pela 25º rodada da Série B.

O discurso é que ainda está vivo o sonho do acesso à primeira divisão de 2012. Mesmo tendo que vencer 11 dos 14 jogos restantes.

Sem vencer há cinco partidas, na condição de segundo pior time do segundo turno e sem nunca ter entrado no G4 desde em 24 rodadas, falar em acesso é conversa pra boi dormir.

O que o Goiás deve fazer é sempre ganhar o jogo seguinte e terminar de forma honrosa o campeonato.

O técnico Ademir Fonseca não conta com volante Carlos Alberto, contundido, e o atacante Felipe Amorim, suspenso com o terceiro cartão amarelo. O zagueiro Rafael Toloi e o atacante Hugo são dúvidas. Alan Bahia e Diniz são novidades confirmadas. Valmir Lucas e Wellington estão na espera, caso Toloi e Hugo não joguem. O lateral esquerda, Gérson, recém contratado, fará a sua estreia no lugar de Oziel.

No Salgueiro, o técnico Luís Carlos Barbieri não poderá contar com o lateral Marcos Tamandaré, ainda na transição para o departamento físico, o meia Elvis, lesionado, o atacante Fabrício Ceará e o volante Josa, suspensos. Apesar dos problemas, o comandante Carcará deverá promover a estreia de Toni, contratado junto ao Criciúma nesta semana.

Araújo

No Goiás, muito se fala na contratação do atacante Araújo.

Seria excelente, mas....

Se não for para um contrato até a próxima temporada não serve. Trazer só para a Série B desse ano é jogar dinheiro fora.

Ficha técnica
GOIÁS X SALGUEIRO

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Data: 23/09/2011. Horário: 20h30
Árbitro: Renato Cardoso da Conceição (MG)
Assistentes: Breno Rodrigues (MG) e Carlos Emanuel Manzolillo (DF)

GOIÁS: Harlei; Douglas, Rafael Tolói (Valmir Lucas), Ernando e Gérson; Marcinho Guerreiro, Amaral, Alan Bahia, Diniz e Felipe Amorim; Iarley e Hugo (Wellington). Técnico: Ademir Fonseca

SALGUEIRO: Luciano; Toni, Juninho, Alexandre e Piauí; Pio, Renê, Diego Paulista (Clebson) e Paulo Santos; Ricardinho e Marabá.
Técnico: Luiz Carlos Barbieri

Dragão empata com o líder fora de casa

Jogadores do Dragão comemorando
O Atlético-GO conquistou na noite desta quinta-feira um resultado importante no Campeonato Brasileiro da Série A. Jogando fora de casa o Dragão empatou por 1 a 1, com o Vasco, no Estádio de São Januário.

O resultado foi muito justo. O jogo foi extremamente equilibrado, com incríveis 50% de posse de bola para cada time.

A Dragão fez uma baita partida. Equilibrou forças com o líder do Brasileirão.

O Atlético-GO fez o primeiro gol do jogo, aos 23 minutos do primeiro tempo, com Anselmo.

O empate do Vasco aconteceu aos 32, com Diego Souza.

No final os jogadores do Vasco reclamaram muito da arbitragem. A alegação, foi que o árbitro Evandro Rogério Roman deu apenas dois minutos de acréscimo.

O jogo foi bastante corrido, se fosse para acrescentar mais tempo seria de no máximo mais um minuto. Não faria diferença. As reclamações não têm sustentação.

Com o resultado, o Atlético-GO chegou aos 34 pontos e ocupa a 11ª posição, se distanciou nove pontos da faixa do rebaixamento e se proximou da faixa da Libertadores onde está a seis pontos.

O Vasco reassumiu a liderança, agora com 46 pontos.

Na próxima rodada o Dragão receberá o Palmeiras, domingo, ás 18 horas, no Serra Dourada. Já o Vasco jogará contra o Cruzeiro, em Sete Lagoas, na Arena do Jacaré, domingo, ás 16 horas.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 1 X 1 ATLÉTICO-GO

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro. Data: 22/9/2011. Horário: 20h30
Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e José Amilton Pontarolo (PR)
GOLS: Anselmo 23'/1ºT (Atlético-GO); Diego Souza 32'/1ºT (Vasco)

VASCO: Fernando Prass, Fagner (Allan), Victor Ramos, Renato Silva e Julinho (Márcio Careca); Rômulo, Eduardo Costa, Juninho e Diego Souza; Eder Luis (Bernardo) e Elton. Técnico: Cristovão Borges.

ATLÉTICO-GO: Márcio, Rafael Cruz (Joílson), Gilson (Leonardo), Anderson e Thiago Feltri; Agenor, Pituca, Bida e Vítor Júnior (Ernandes); Juninho e Anselmo. Técnico: Hélio dos Anjos.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

CBF muda jogos e prejudica times cariocas

A CBF, do lambão Ricardo Teixeira, continua aprontando das suas. Logo após Mano Menezes anunciar a convocação da Seleção Brasileira para os amistosos contra Costa Rica e México, nos dias 7 e 11 de outubro, a CBF comunicou o desmembramento de quatro rodadas do Campeonato Brasileiro, inclusive a 29.ª, que acontece logo após o jogo contra os mexicanos.

As alterações beneficiaram cinco clubes, outros três não tiveram o mesmo direito.

As três partidas que foram marcados para 13 de outubro (dois dias depois do amistoso contra o México) envolvem equipes que têm atletas na Seleção. O São Paulo, de Lucas, recebe o Inter, de Oscar; o Atlético-MG, de Réver, pega o Santos, de Neymar; enquanto o Fluminense, de Fred, joga em casa contra o Coritiba.

Já os demais três cariocas que tiveram atletas convocados jogam na quarta-feira, um dia depois do amistoso a ser realizado no México, e não deverão contar com seus selecionáveis. É o caso do Botafogo, de Jefferson, que pega o Corinthians no Pacaembu; do Flamengo, de Ronaldinho Gaúcho, que recebe o Palmeiras; e do Vasco, de Dedé, que vai a Curitiba pegar o Atlético-PR.

Domingo tem Maurício Sampaio no "Tabelando com André Isac"



Maurício Sampaio não fala nem "oi" para um ex-técnico do Atlético,

A Arena do Dragão sai ou não?

Investidores compram jogadores e colocam no Atlético/GO, Como funciona?

A história e a vida desse grande dirigente do futebol goiano.

Tudo isso e muito mais com Maurício Sampaio domingo no "Tabelando com André Isac". 13:00 na UCG/TV e no www.pratiquemaisesportes.com.br

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Previsões da 25ª rodada e cartola escalado

Previsões da 25ª rodada do Brasileirão:

Quarta-feira
20h30
Coritiba x Cruzeiro - Coritiba
Fluminense x Avaí - Fluminense
América-MG x Santos - Santos
Bahia x Atlético-PR - Bahia

21h50
São Paulo x Corinthians - Corinthians
Figueirense x Internacional - Internacional
Atlético-MG x Flamengo-RJ - Atlético/MG

Quinta-feira
20h30
Grêmio x Botafogo - Empate
Vasco x Atlético-GO - Vasco
Palmeiras x Ceará - Palmeiras

Cartola escalado:

UCG TV vai a campo com: Deola, Mariano, Henrique, Thiago Heleno e Carlinhos; Arouca, Ronaldinho Gaúcho e Juninho Pernambucano; Neymar, Leandro Damião, Kleber. Técnico: Abel Braga.

Vila Nova volta a vencer depois de sete rodadas

Leonardo estreou com vitória
Depois de sete jogos o Vila Nova voltou a vencer no Campeonato Brasileiro da Série B. Jogando com uma aplicação impressionante o Tigre bateu o ABC por 2 a 1, fora de casa, no Estádio Frasqueirão, em Natal.

O meia David inaugurou o placar aos 15 minutos do primeiro tempo. Lins empatou para o ABC 16 da segunda etapa e Ricardinho fez o gol da vitória do Vila aos 35 do segundo tempo.

Além da determinação de todo o time, o atacante Jô foi o grande destaque do jogo.

Com certeza, a mudança de técnico e do corpo diretivo do futebol, motivaram o time.

Com o resultado o ABC permaneceu em 10º lugar com 33 pontos. Já o Vila Nova subiu para a 17ª colocação, agora com 27 pontos.

A luta para o Vila continua, o time precisará de mais seis vitórias em 13 jogos para garantir a sua permanência na Série B.

Na próxima rodada, na terça-feira, 27, às 20h30, o Vila Nova receberá o ASA, no Serra Dourada. No mesmo dia e horário, o ABC vai até os Aflitos enfrentar o Náutico-PE.

Ficha Técnica:
ABC 1x2 VILA NOVA

Local: Frasqueirão, em Natal. Data: 20/09/2011. Horário: 20h30
Árbitro: Niélson Nogueira Dias (PE)
Assistentes: Márcio Freire Lopes (PB) e Oberto da Silva Santos (PB)
Gols: David 15’/1T e Ricardinho 36’/2T (Vila Nova); Lins 16’/2T (ABC)
Renda: R$ 50.836,50. Público total: 5.795.

ABC: Camilo, Nego (Samuel), Rafael, Irineu e Renatinho; Bileu (Ricardo Oliveira), Makelelê, Marcus Vinícius e Cascata; Leandrão e Lins. Técnico: Leandro Campos

VILA NOVA: Michel, Victor Ferraz, Bem-Hur, Augusto, Jorge Henrique (Ricardinho); Henrique, David, Jairo (Adilson), Vitor Rossini (Davi Ceará); Jô e Leandro Cearense. Técnico: Leonardo Souza

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Anapolina x Tocantinópolis: O jogo da vergonha

A evidências comprovam. O Itumbiara, do prefeito fanfarrão, José Gomes da Rocha, interferiu no resultado de Anapolina e Tocantinópolis, proporcionando um dos maiores escândalos do nosso futebol.

No domingo a Anapolina enfrentou o Tocantinópolis, enquanto o Itumbiara duelava com o líder Tupi/MG. Mesmo na terceira posição,

o Anapolina ainda tinha chances de passar para a próxima etapa da Série D, mas se conseguisse ultrapassar o Itumbiara no saldo de gols. Mas as coisas não foram tão simples assim.

A partida entre Anapolina e Tocantinópolis estava atrasada em 30 minutos e a notícia era de que o Tupi/MG havia batido o Itumbiara por 1 a 0. Com o resultado, o time de Anápolis estava ciente de que precisaria de vencer por quatro gols de diferença para passar o Itumbiara.

No segundo tempo, a Rubra, com dois jogadores a mais, pois dois do Tocantinópolis tinham sido expulsos, vencia por 3 a 1. Aos 27 minutos, China foi expulso e o Tocantinópolis passou a atuar com apenas oito jogadores em campo. Neste momento, o goleiro da equipe tocantinense, Santos, caiu em campo alegando ter torcido o tornozelo. Foi aí que Régis, o reserva que entraria no lugar dele, declarou à Rádio São Francisco de Anápolis que iria ‘cair em campo’.

E ele cumpriu o prometido. Não caiu, mas garantiu minutos preciosos para sua equipe ao "esquecer" uma das luvas. O objetivo do MALANDRO era ultrapassar os dois terços do jogo. Duda faria o quarto gol da Anapolina aos 35 minutos do segundo tempo, e as esperanças da classificação também. Mas logo na sequência, Pedro Panca saiu de campo alegando contusão, e o Tocantinópolis ficou apenas com sete jogadores, o limite mínimo permitido pela regra do futebol. Foi o bastante para os dirigentes e jogadores dos donos da casa se revoltarem, e iniciarem uma confusão.

Passada a discussão, o árbitro retomou a partida, que teve incríveis 21 minutos de acréscimo. A partir daí, diante da possibilidade de tomar mais um gol e perder a grana do Itumbiara, tiveram a "grande idéia" de acabar com o jogo.

Gil Bala, do Tocantinópolis, caiu no gramado, foi tirado de campo de maca, e encaminhado a um hospital de Anápolis. Com apenas seis jogadores, o árbitro Rafael Odílio encerrou o jogo antes do término do tempo regulamentar.

A supeita de um possível incentivo financeiro para que o Tocantinópolis vencesse, ou perdesse de pouco, para a Anapolina, ficou comprovado em uma entrevista do treinador do Itumbiara, Vitor Hugo, à Rádio Globo de Juiz de Fora/MG. No áudio, o treinador afirmou: “Eu sei que nosso presidente está mandando dinheiro para o Tocantinópolis".

Outra prova da MARACUTAIA foi a declaração do goleiro Régis, do Tocantinópolis, em entrevista à Rádio São Francisco, de Anápolis, durante o jogo. Revoltado com a confusão, o defensor disparou: “Se for assim, para melar a coisa, nós vamos melar também”. E quando o repórter pergunta se ele iria cair, o goleiro não demorou a responder: “Não sei não, depende”. Na transmissão, o repórter emendou, lembrando ao âncora do programa que Régis havia dito que “se der 30, eu vou cair também”.

Em Goiás todos já conhecem o "Presidente de Honra" do Itumbiara, sabem do que ele é capaz, é aquele que acha que o dinheiro compra tudo. Pena que tenha comprado a dignidade do Tocantinópolis, proporcionando um papelão para todo o Brasil ver.

Eis a escalação do Tocantinópolis: Santos (Regis); Renato, Ricardo Henrique, Anderson Rosa e Maninho; Warnin (Gustavo), Pedro Panca, Carlinhos e China; Gil Bala e Evaldo. Técnico: Pedro Mendes

Agora é aguardar o STJD.