sábado, 12 de novembro de 2011

Goiás toma goleada e atinge marca inédita

Pela primeira vez na história, o Goiás disputará dois campeonatos de segunda divisão seguidos. Nas outras vezes que o time caiu sempre voltou no outro ano. Mesmo subindo quatro times, o sonho o Goiás de conquistar uma vaga na série A ficou para o ano que vem. Essa marca inédita é mais um feito da atual diretoria esmeraldina. Menos mal que não conseguiram rebaixar o time.

Na tarde deste sábado, o Goiás esgotou qualquer chance de acesso ao perder para o Bragantino por 4 a 0, com gols que saíram dos pés de Romarinho, Luis Mario, Deyvid Sacconi e Lincom. Mas o Goiás não subiu por causa desse jogo.


O Goiás foi vítima de uma administração arcaica e centralizadora, nas mãos de pessoas que estão desatualizadas do futebol moderno.

O futuro do Goiás dependerá dos sócios e conselheiros.

Eles poderão decidir se o clube passará a ter uma administração diferente e moderna ou deixarão mais uma vez por conta dos Pinheiros. Já são cinco anos de fracassos e endividamento.

Eu acho que continuará tudo do mesmo jeito. Conselheiros e dirigentes "metem o pau" no Ediminho e Hailé, mas na hora de "secar o bagaço" a maioria pipoca. E o torcedor sofre.

Previsões da 34ª rodada e Cartola escalado

Previsões da 34ª rodada do Brasileirão:

Sábado
19h
Figueirense x Atlético-MG - Empate
São Paulo x Avaí - São Paulo
Fluminense x América-MG - Fluminense

Domingo
17h
Coritiba x Flamengo - Coritiba
Grêmio x Palmeiras - Grêmio
Ceará x Santos - Ceará
Corinthians x Atlético-PR - Corinthians

19h
Vasco x Botafogo - Empate
Cruzeiro x Internacional - Internacional
Atlético-GO x Bahia - Empate

Cartola escalado:

UCG TV vai a campo com: Victor, Mariano, Rhodolfo, Daniel Marques e Fábio Santos; Ralf, Lucas e Douglas; Liedson, Fred e Luis Fabiano; Técnico: Tite.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Anapolina muda de técnico

Ney da Matta, não será mais o técnico da Anapolina. O treinador preferiu ficar no Ipatinga. 

A diretoria da Anapolina foi em busca de outro profissional e acertou com Luiz Carlos Barieri, que recentemente comandou o Salgueiro no Campeonato Brasileiro da Série B.

Ficha técnica
Nome: Luiz Carlos Barbieri
Nascimento: 18/10/1957 (54 anos)
Local de nascimento: Erechim (RS)

Clubes:
2011: Salgueiro
2010: Mixto
2009: Paysandu
2009: Gama
2008: Metropolitano
2008: Fortaleza
2007: Sertãozinho
2007: Joinville
2007: Sertãozinho
2006: Guarani
2006: Portuguesa
2005-2006: Paraná
2005: Criciúma
2003-2004: Guarani

Títulos:
1 Campeonato Catarinense 2005 (Criciúma)
1 Campeonato Paranaense 2006 (Paraná)

Está definido o Goianão 2012

Times e Federação Goiana de Futebol decidiram ontem que a fórmula de disputa do Campeonato Goiano de 2012 permanece a mesma, com a participação de dez clubes, que se enfrentam entre si em turno e returno. Os quatro melhores da 1ª fase se classificam para a semifinal e, os dois piores, serão rebaixados.

Manter a fórmula é sempre bom. O torcedor fica mais familiarizado com o campeonato. Acredito até que a Federação nem deveria colocar esse item em votação.

O diretor de futebol do Crac, Adid Elias, chegou a sugerir uma mudança, pediu a classificação de seis times, entretanto não haveriam datas suficientes para tal fórmula.

Adib, não satisfeito, propôs um torneio valendo vaga na Copa do Brasil, para os quatro times que não se classificarem. Outra idéia absurda, já que um time que ficou de 5º a 8º poderia ganhar vaga na Copa do Brasil no lugar do vice-campeão.

A única novidade ficou por conta dos clássicos, que terão renda integral do clube mandante e poderão ser disputados com a torcida única, por motivos de segurança

Participarão do Goianão: Anapolina, Aparecidense, Atlético, Crac, Vila Nova, Goiás, Goianésia, Morrinhos, Rio Verde e Itumbiara. O campeonato começa no dia 22 de janeiro e termina em 13 de maio.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Vila Nova em clima de eleições

Eduardo Barbosa, empresário do ramo automobilístico, de 35 anos, recém empossado como conselheiro, confirmou que é candidato à presidência do Vila Nova.

Primeiramente acredito na boa fé de Eduardo. Não é qualquer um que aceitaria colocar o nome, e o CPF, na administração de um clube cheio de problemas como o Vila.

Eduardo quer fazer um gestão diferente dos antecessores. Uma boa estratégia.

Pretende aproveitar pratas da casa e contratar jogadores dentro do orçamento do Vila Nova.

A candidatura de Eduardo mexeu com os bastidores do clube.

Colocando a mão no bolso

Eduardo, na condição de candidato único, foi procurado nesta quinta-feira, pelo presidente Geso Oliveira, e teve que atender um apelo para quitar uma das folhas em atraso com jogadores da casa. Sem esse recurso o Vila poderia perder atletas.

Algo a Esconder?

Geso Oliveira se recusou duas vezes a passar a situação financeira do Vila para o um grupo de jovens conselheiros que quer disputar a presidência.

Bate na madeira...

Há quem diga que o ex-diretor de futebol Newton Ferreira pode ser candidato à presidência do Vila Nova.

Mais um?

Conselheiros que não apóiam Eduardo Barbosa, querem lançar Leonardo Rizzo como candidato à presidência do Vila Nova.

Disputa no Conselho

Hugo Jorge Bravo, de 27 anos, é candidato à presidência do Conselho Deliberativo do Vila Nova. O outro candidato deve ser o ex-presidente Paulo Diniz.

Tendência

Uma disputa pode ser saudável, fomenta a discussão e movimenta o clube, mas sinto que tudo caminha para a aclamação de Eduardo Barbosa. Depois da eleição é bom que unam as forças. Hugo e Eduardo representam a renovação, são bem intencionados. Tomara que coloquem o Vila nos trilhos.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Anapolina contrata Roneivaldo

A Anapolina confirmou na manhã desta quarta-feira o mineiro, Roneivaldo da Matta Soares, mais conhecido com Ney da Matta, como o treinador da equipe para a temporada do ano que vem. O novo técnico da Rubra trabalhou no futebol goiano no ano passado quando treinou o CRAC.

A Anapolina manterá vários jogadores que disputaram a Série D.

A rubra vem forte mais uma vez.

Ficha: Ney da Matta
Nome: Roneivaldo da Matta Soares
Data de nascimento 18.04.1967
Em Ipatinga [MG]
Clubes 1999: Valério-MG
2000: Social-MG
2000: Tupi-MG
2001: Unibol-PE
2002: Ipatinga-MG
2003: Valério-MG
2003: Uberlândia-MG
2003: América-MG
2003: Ipatinga-MG
2004: Valério-MG
2005: CRB-AL
2005: Nacional-AM
2006: Unaí-MG
2006: Grêmio Anápolis
2006: Sampaio Correa-MA
2006: Ipatinga-MG
2007: Brasil de Pelotas-RS
2007: SEV Hortolândia-SP
24/04/2007-25/09/2007: Uberlândia-MG
10/11/2008-28/01/2009: Linense-SP
2009: Guará-DF
2010: Crac-GO
2011: Ipatinga-MG

Vila cai para a Série C: Princpais culpados

O Vila Nova é o terceiro rebaixado para o Campeonato Brasileiro da Série C de 2012. A equipe colorada empatou em 1 a 1 com o Duque de Caxias, em Volta Redonda (RJ), e chegou a 32 pontos. O ICASA, último colocado fora da zona da degola, terminou a rodada com 43, onze a mais que o Vila. Com três rodadas restantes, o Vila Nova já não pode tirar a diferença, e está confirmado na Terceira Divisão nacional do ano que vem, junto com Salgueiro e o próprio Duque, lanterna, que soma agora 16 pontos.

Podemos dividir a culpa do culpa do rebaixamento a vários personagens:

1º Sizenando Ferro: Por vaidade e ganância "roubou" a idéia da JE esportes, de terceirizar o futebol do Vila. Assumiu os riscos em cláusulas minuciosas de um contrato de parceria e não está cumprindo. Não conseguiu se impôr como gestor.

2º Geso Oliveira: Não fiscalizou e nem cobrou da parceria. Sempre dizia que estava tudo certo. As coisas começaram a desandar desde Abril e ele fez vistas grossas. Foi omisso.

3º Carlos Alberto Barros: Como presidente do Conselho Deliberativo foi extremamento omisso. Sempre esteve ao lado de Sizenando Ferro, fez campanha pela New Ville, comemorou no dia que o acordo foi aprovado. Assim como Geso, fez vistas grossas aos desmandos da New Ville.

4º Hélio dos Anjos: Traiu o Vila duas vezes. Montou o planejamento, fez discurso e foi embora diante da primeira proposta. Depois de fracassar no Sport voltou para o Vila e só fez lambanças. Bateu de frente com jogadores e dirigentes, expôs o Clube de forma extremamente negativa. Acertou com o Atlético e ficou forçando a saída do Vila. Depois de tudo ainda teve coragem de entrar na justiça contra o Clube. Uma covardia.

5º Daniel Reis: Teve problemas de relacionamento com jogadores. Na condição de empresário, protegia os jogadores do seu interesse, como o volante Adílson.

5º Roni: Faltou auto-crítica. Muito mal durante o ano todo, arrastando em campo, errando pênaltis e atuações pífias.

6º Paulo César: O primeiro erro foi contratá-lo. Um ex-jogador em atividade. Condicionamento físico terrível e alguns lampejos de bom futebol. Chinelinho, ficou mais no departamento médico do que no campo. Ruim de relacionamento, muitas pessoas no Vila o odiavam.

7º Luizinho: Boleiro. Ajudou a contagiar o grupo contra Sizenando Ferro que chamou o time de frouxos. Depois desse episódio nunca mais fez uma partida convincente.

Ainda tem mais gente, esses são apenas, na minha opinão, os principais.