Páginas

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Goiás vence o Crac e atinge marca histórica

Foi difícil, mas o Goiás venceu o Crac por 2 a 1 e se manteve com 100% de aproveitamento no Goianão.

Com a vitória, a equipe esmeraldina igualou as marcas de 1978 e 2004, quando venceu os seis primeiros jogos da temporada.

O Verdão mandou no primeiro tempo e abriu o placar aos 18 minutos, David cobrou falta e o volante Amaral abriu o placar de cabeça, 1 a 0 Goiás. Foi o quarto gol do jogador no Campeonato.

Mesmo jogando melhor, aos 28 minutos, o Goiás tomou o gol de empate. O atacante André Leonel recebeu passe entre os zagueiros Ernando e Valmir Lucas, avançou pela área e chutou com precisão, sem chances para Harlei, 1 a 1.

André Leonel chegou a cinco gols e divide agora a artilharia do Campeonato Goiano ao lado de Marcão, do Atlético-GO.

No segundo tempo o Goiás fez dois gols para valer um.

No primeiro lance, Vítor cruzou para Reis, que cabeceou com firmeza no travessão. No rebote, o próprio atacante finalizou em cima de Donizetti. O arqueiro defendeu a bola dentro do gol. O auxiliar Hederson Leão não percebeu que a bola ultrapassou totalmente a linha do gol.

No segundo lance, aos 45 minutos, o lateral Egídio cruzou para a área do Crac. Em lance confuso, a bola bateu no ombro do centroavante Reis e foi para o gol, 2 a 1 Goiás.

Com o resultado, o Goiás chegou aos 18 pontos e se manteve seis pontos à frente do Atlético-GO, na liderança do Goianão. O Crac está em sétimo lugar, com sete pontos.

GOIÁS X CRAC

Local: Estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia.
Árbitro: Leandro Cardoso. Assistentes: Evandro Gomes Ferreira e Hederson Leão.
Público: 1.467 pagantes. Renda: R$ 18.090,00.
Gols: Amaral e Reis (Goiás); André Leonel (Crac).

GOIÁS: Harlei; Vítor, Ernando, Valmir Lucas e Egídio; Alan Bahia, Amaral, David (Marinho) e Ricardo Goulart (Thiago Humberto); Iarley (Reis) e Felipe Amorim. Técnico: Enderson Moreira.   

CRAC: Donizetti; Dida, João Paulo, Luciano e Marcinho Pit; Wellington Leão, Henrique, Thiago Carpini (Rogério Paulista) e Clayton (Fábio Nunes); Danilinho e André Leonel (Josué).    Técnico: Lucho Nizzo

2 comentários:

  1. AQUELE BANDEIRINHA , TEVE FOI SORTE DO GOIÁS TER GANHADO , PORQUE SE NÃO OS TORCEDORES IRIA INVADIR O GRAMADO !

    ResponderExcluir
  2. Contra tudo, contra todos e contra a arbitragem o Verdão segue firme 100% no campeonato, rumo o titulo invicto de 2012.

    ResponderExcluir