Páginas

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Adilson dura dez jogos, Hélio dos Anjos vem aí


Depois de Corinthians, Santos, São Paulo e Atlético-PR, Adilson Batista foi demitido do Atlético-GO.

Após uma reunião no início da tarde desta terça-feira, o treinador foi comunicado que não segue no comando da equipe goiana para o restante da temporada.

Adilson Batista deixa o Atlético-GO após dez jogos e aproveitamento de 63,3%. Foram cinco vitórias, quatro empates e curiosamente apenas uma derrota - contra a Ponte Preta, na segunda fase da Copa do Brasil.

O aproveitamento foi bom. Mas as atuações ruins e a falta de coerência nas escalações e substituições tornaram impossível a sua permanência. Nesse período o Atlético perdeu a vaga na Copa do Brasil para a Ponte Preta e o Tri-campeonato Goiano para o Goiás.

Hélio dos Anjos, que deixou o Dragão no início de abril, é o principal nome para o cargo.

Opinião

Qual é o planejamento do Atlético?

Começou o ano com Hélio dos Anjos. Os dirigentes ficaram insatisfeitos com o trabalho, principalmente na preparação física, e fizeram "a gata parir" até que ele pediu pra sair, após a saída do preparador físico Lauro Martins.

Depois fizeram uma aposta arriscadíssima em Adilson Batista. Contrataram um treinador que não deu conta nem do Santos de Neymar.

Parece que reconheceram o erro a tempo.

Hélio, pode ter seus defeitos, mas é muito melhor que Adílson.

A tendência é melhorar.

O Atlético-GO volta atuar pelo Campeonato Brasileiro no dia 6 de junho, contra o Grêmio, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, às 19h30.

2 comentários:

  1. A vaca vai cair da árvore esse ano.

    ResponderExcluir
  2. Se a tal vaca cairá da árvore é uma vontade dos bezerros desmamados. Uma coisa é certa, série A não é campeonato para time de mocinhas.

    ResponderExcluir