Páginas

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Os culpados da crise do Vila Nova

O Vila Nova vive uma crise profunda. O foco da imprensa, entre notícias e entrevistas polêmicas, infelizmente, teve que se voltar a bagunça que virou o Vila. Até a decisão do Campeonato ficou em segundo plano.

Conselheiros preparam um dossiê anti-Eduardo Barbosa, para tirá-lo da presidência.

O presidente promete respostas para todas as perguntas. Até agora ele explicou pouca coisa.

É muita exposição de coisas que poderiam ser resolvidas internamente. A imagem do clube fica desgastada, o torcedor se desmotiva e os investidores se afastam. Todos perdem. É muita gente falando demais e ajudando de menos.

Não sei quem está certo nessa história, só sei que todos estão errados.

Foram os conselheiros que colocaram Geso Oliveira na presidência, avalizaram a parceria New Ville e elegeram Eduardo Barbosa.

A culpa de tudo o que está acontecendo é do Conselho Deliberativo. Foram eles que elegeram presidente um empresário de jogadores que tinha 15 dias como conselheiro.

Foram os conselheiros que também muito atrapalharam o Eduardo Barbosa. Deram palpites, inventaram historias, melaram negociações, se indispuseram com técnico e preparador físico.

Eduardo deve ter feito as suas lambanças, mas fez boas coisas também, mesmo assim o seu destino está traçado. Ele está sozinho. Vai ser rifado.

Seus aliados o traíram, Marcos Martinez e Geso Oliveira hoje pedem sua saída.

Certo ou errado, a saída de Eduardo é a melhor escolha.

É a vontade do conselho.

Quem sabe eles vão acertar pelo menos uma vez.

4 comentários:

  1. nando: Vila Nova FC, eterna fogueira das vaidades!
    As más administrações à frente da instituição Vila Nova FC são históricas. Estamos há, pelo menos, 30 anos sofrendo com falta de profissionalismo. Até um ex-dirigente do nosso maior rival, foi presidente do Vila. Isso já é mais do que suficiente pra mostrar o amadorismo que rege o clube nestes anos.
    Pra não ser injusto, tivemos alguns ex-presidentes que fizeram bons trabalhos em suas gestões, cujas pessoas tinham boas intenções. Mas a experiência nos ensina que boas intenções somente não basta. Seria preciso dar continuidade aos projetos bens feitos, aos times bem montados, aproveitar a empolgação da nação colorada pra fazer um clube forte, bem estruturado fisicamente e nos bastidores. Infelizmente, a realidade é amarga. Tais projetos, os trabalhos realizados simplesmente são "esquecidos" e engavetados. E o novo presidente, a nova diretoria, começa do zero um novo projeto e este vigora até o fim de seu mandato... que também não tem continuidade. A impressão que se passa é que a pessoa eleita presidente, fica sozinha no comando, fica isolada, à deriva, remando contra a maré das vaidades. Pra quem não acompanha os bastidores do Vila, parece que o presidente é um "persona non grata", cujo possível sucesso parece incomodar os dinossauros que há tantos anos atrapalham o clube. Se pudesse ler pensamentos de ex-dirigentes que atuam (e atrapalham) o clube, certamente seria este: "Se o Vila Nova não deu certo comigo, também não dará certo com ninguém". E quem sempre esteve por trás, orquestrando tudo - e se omitindo quando é conveniente - é o Conselho Deliberativo. Cheguei à conclusão que nestes últimos 30 anos, o maior câncer do Vila é o Conselho. Entra presidente e sai presidente, e o Vila Nova continuará estagnado pois o Conselho atrapalha. Prefere ficar com picuinhas do que ver o Vila Nova grande no cenário nacional.
    A esperança é que estão renovando o Conselho. Pessoas novas entraram e hoje fazem parte do Conselho Deliberativo. Espero que dêem uma oxigenada e ajudem o clube a sair da inécia! Se os antigos conselheiros, tivessem a mesma postura de agora, de fiscalizar, de cobrar, de exigir transparência dos dirigentes, certamente a instituição Vila Nova FC estaria num patamar bem melhor que o atual. E enquanto isso não acontece, poderia mudar o nome para "VAIDADE FUTEBOL CLUBE".
    (by Fernando Miranda)

    ResponderExcluir
  2. Pra mim é o início do fim... Ou se Deus quiser de uma hiato que não sabemos quanto tempo irá durar...

    ResponderExcluir
  3. André Isac disse tudo numa só frase: "É muita gente falando demais e ajudando de menos."

    Os conselheiros do Vila tem mais interesse em aparecer na mídia do que realmente ajudar.

    Eduardo Barbosa pode ter errado, mas está com saldo positivo. Conseguiu chegar numa semi-final com um time que todos diziam que ia brigar p/ ser rebaixado. Trouxe jogadores que hoje são valorizados como Patric, Rafael Vaz, Evandro, etc além de valorizar vários pratas-da-casa como Rondinelly, Jhon Lenon, Diego, Rafael Carioca.

    E ainda tem um trunfo, tem os jogadores e a comissão técnica do seu lado.

    E os conselheiros? o que fizeram neste período?? Melaram a negociação do Túlio Souza, criaram desgastes com Preparador Físico (que quase foi p/ Anapolina), e externalizam interesse em tirar o Presidente na vespera de uma semi-final.

    Na minha opinião, Gezo, Barros, Sizenando, Maurilio e outros presidentes tiveram seus mandatos inteiros p/ mostrar trabalho. Hoje, Eduardo teve a mesma campanha que o Vila tem feito há anos, porém gastou menos, contratou jogadores mais baratos, e acertou patrocínos melhores, sem ter que ingetar milhões do próprio bolso.

    Não tenho nada Contra ao Barros e Sizenando que injetaram dinheiro do próprio bolso, ninguém fez mais pelo Vila, nos ultimos anos, do que eles. Mas voltar à era Geso, com dívidas trabalhistas aumentando, jogadores e treinadores recebendo cheques sustados, etc.... essa época não pode voltar....

    ResponderExcluir
  4. Hoje o grande problema do Vila Nova é o conselho, que deixa fazer o que querem com o Vila. O Estatuto do clube é uma piada de mau gosto.

    ResponderExcluir