Páginas

sábado, 5 de maio de 2012

Top 20 dos times que mais arrecadaram em 2011


A BDO, empresa de auditoria e consultoria, fez um levantamento com dados extraídos das demonstrações contábeis publicadas pelos clubes recentemente.

Os 20 clubes analisados geraram uma receita total de R$ 2,14 bilhões, o que representa um aumento de 27% - três vezes mais que 2010 e mais que o dobro do registrado em 2008 e 2009.

O Santos, que manteve Neymar, foi o que mais cresceu em faturamento, 62% em relação a 2010.

O Corinthians é o time que mais arrecada sem precisar vender jogadores.

Dos 20 times, o Goiás foi o que teve a maior queda de faturamento. de 30 caiu para 17 milhões.

O futebol brasileiro está sofrendo transformações.

Hoje voltam mais jogadores do que saem.

Aqui se paga muito bem.

Os grandes times investem muito em categorias de base.

Ganham mais com patrocinios, cotas de TV, bilheteria e produtos licenciados do que com venda de jogadores.

Quem não se modernizar vai ficar para trás.

A receita total dos clubes em milhões de reais:

1) Corinthians - 290
2) São Paulo - 226
3) Internacional - 198
4) Santos - 189
5) Flamengo - 185
6) Palmeiras - 148
7) Grêmio - 143
8) Vasco - 136
9) Cruzeiro - 128
10) Atlético/MG - 99
11) Fluminense - 80
12) Coritiba - 66
13) Botafogo - 59
14) Figueirense - 40
15) Vitória - 34
16) Portuguesa - 29
17) São Caetano - 25
18) Barueri - 21
19) Goiás - 17
20) Ponte Preta - 16

Vai começar a decisão


Atlético/GO e Goiás fazem neste domingo, ás 16 horas, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, a primeira partida da decisão do Campeonato Goiano.

O Goiás, dono da melhor campanha na classificação geral, joga por dois empates ou vitória e derrota pela mesma diferença de gols para ser campeão estadual pela 23ª vez.

O Atlético, que busca o tri-campeonato, chega embalado, vem de 6 vitórias consecutivas no Goianão, com 25 gols marcados.

Os dois times já disputaram 11 finais, O Goiás ganhou sete e o Atlético quatro. Nos últimos sete anos eles fizeram cinco finais, o Dragão ganhou três e o Verdão duas.

No Atlético, o volante Marino e o atacante Marcão, no departamento médico, são dúvidas. Caso eles não tenham condições de jogo, a tendência é que a vaga de Marino fique ou com Joilson ou com Fernando Bob. No ataque, Adilson Batista vem treinando com Felipe no lugar de Marcão, além dos atacantes William e Diogo Campos, que voltam ao time e podem brigar pela vaga.

No Goiás o meio-campista Thiago Humberto, que sofreu uma contusão na semifinal contra o Vila Nova, está liberado.

Será uma final equilibrada. O Goiás tem um melhor padrão de jogo. O Atlético tem mais qualidade no elenco.

Ficha técnica:
ATLÉTICO-GO X GOIÁS

Local: Serra Dourada, Goiânia (Goiás)
Data: 6/5/2012
Horário: 16 horas
Árbitro: Paulo César Oliveira (SP)
Assistentes: Cristhian Passos e Marco Antônio Moreira (GO)
ATLÉTICO-GO: Márcio; Rafael Cruz, Gilson, Paulo Henrique e Paulinho; Pituca, Marino (Joilson), Ernandes, Bida e Elias; Marcão (Felipe). Técnico: Adilson Batista

GOIÁS: Harlei; Peter, Rafael Toloi, Valmir Lucas e Egídio; Amaral, Thiago Mendes, David, Ramon e Ricardo Goulart; Iarley. Técnico: Enderson Moreira

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Atlético mandou "mala branca" para Vila ganhar do Goiás


No Vila Nova não existem segredos. Na reunião do Conselho Deliberativo uma notícia bombástica veio à tona.

O Atlético/GO mandou uma "mala branca" (incentivo financeiro para vencer) para o Vila Nova ganhar do Goiás no dia 1º de Abril, no estádio Serra Dourada.

O Tigrão venceu por 3 a 2 e levou a grana.

O resultado interessava o Atlético que queria a primeira posição do campeonato.

Segundo os conselheiros do Vila, Eduardo Barbosa recebeu o dinheiro mas não repassou para os jogadores.

O presidente teria justificado que usou o dinheiro para quitar outros débitos do Vila.

A "mala branca" do Dragão foi extraviada.

Afastado, Eduardo Barbosa não quer mais voltar


Acusado pelos conselheiros de irregularidades na atual gestão, Eduardo Barbosa não é mais presidente do Vila Nova.

Ele foi afastado do clube por 45 dias na noite desta quarta-feira pelo Conselho Deliberativo, em reunião realizada no Onésio Brasileiro Alvarenga.

Entre as acusações, a principal é o desvio de caixa. Ou seja, dinheiro que saiu do clube e não foi contabilizado.

Eduardo, garante que não cometeu nenhum ato ilícito, diz que provará a sua inocência e não tem mais interesse de voltar para o Vila Nova.

Marcos Martinez, vice-presidente executivo, assume a presidência do Tigre.

Os funcionários de confiança de Eduardo Barbosa serão todos dispensados.

Por ter sido uma unanimidade, não há como contestar essa decisão.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Os culpados da crise do Vila Nova

O Vila Nova vive uma crise profunda. O foco da imprensa, entre notícias e entrevistas polêmicas, infelizmente, teve que se voltar a bagunça que virou o Vila. Até a decisão do Campeonato ficou em segundo plano.

Conselheiros preparam um dossiê anti-Eduardo Barbosa, para tirá-lo da presidência.

O presidente promete respostas para todas as perguntas. Até agora ele explicou pouca coisa.

É muita exposição de coisas que poderiam ser resolvidas internamente. A imagem do clube fica desgastada, o torcedor se desmotiva e os investidores se afastam. Todos perdem. É muita gente falando demais e ajudando de menos.

Não sei quem está certo nessa história, só sei que todos estão errados.

Foram os conselheiros que colocaram Geso Oliveira na presidência, avalizaram a parceria New Ville e elegeram Eduardo Barbosa.

A culpa de tudo o que está acontecendo é do Conselho Deliberativo. Foram eles que elegeram presidente um empresário de jogadores que tinha 15 dias como conselheiro.

Foram os conselheiros que também muito atrapalharam o Eduardo Barbosa. Deram palpites, inventaram historias, melaram negociações, se indispuseram com técnico e preparador físico.

Eduardo deve ter feito as suas lambanças, mas fez boas coisas também, mesmo assim o seu destino está traçado. Ele está sozinho. Vai ser rifado.

Seus aliados o traíram, Marcos Martinez e Geso Oliveira hoje pedem sua saída.

Certo ou errado, a saída de Eduardo é a melhor escolha.

É a vontade do conselho.

Quem sabe eles vão acertar pelo menos uma vez.

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Goiás goleia Vila e vai para a final


Foto do amigo Michel Castro

Depois de golear o Vila Nova por 3 a 0, com gols de Ricardo Goulart, Amaral e Rafael Toloi, o Goiás se classificou para a decisão do Goianão Chevrolet 2012.

A classificação foi mais tranquila  que o esperado. Rondinelly, com a cabeça longe do Vila, e Patric, com problemas musculares, não renderam como no clássico que o Vila saiu vitorioso na primeira fase. O Goiás mostrou a regularidade que fez com que o time chegasse a final com a melhor campanha da competição.

O Verdão pega o Atlético na final do goianão e leva a vantagem de dois empates, ou vitória e derrota pela mesma diferença de gols.

A decisão começa no próximo domingo, dia 6 de maio. Antes, o Esmeraldino encara o Atlético-MG pela Copa do Brasil, nesta quinta-feira.

O Vila Nova agora só volta a campo no dia 27 de maio, na primeira rodada da Série C.

Ficha técnica
GOIÁS 3X0 VILA NOVA

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia
Data: 29/04/2012
Horário: 16 horas
Árbitro: Wilton Sampaio
Assistentes: Cristhian Passos e Édson Antônio
Cartões amarelos: Ramon, Ricardo Goulart e Valmir Lucas (Goiás); Rafael Vaz e Patric (Vila Nova)
Renda: R$ 189.799,00
Público: 12.022 pagantes
Gols: Ricardo Goulart 7' 2T, Amaral 21' 2T e Rafael Toloi 31' 2T (Goiás)
GOIÁS: Harley; Peter, Rafael Toloi, Valmir Lucas e Egidio; Amaral, Thiago Mendes, Ramon (David), Thiago Humberto (Felipe Amorim) e Ricardo Goulart, Iarley (Reis)
Ténico: Enderson Moreira
VILA NOVA: Júlio César; Nêgo (Daniel), César Gaúcho, Rafael Vaz e Rafael Carioca; Evandro, Ricardinho, Jorginho (Diego) e Rondinelly (Renato); Marion e Patric
Técnico: Robélio