sábado, 2 de junho de 2012

Goiás consegue a primeira vitória na Série B


O Goiás conquistou sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro da Série B. Venceu o CRB, nesta sexta-feira, no Serra Dourada, pelo placar de 1 a 0.
 
O CRB criou as melhores chances no primeiro tempo, apesar disso o Verdão conseguiu abrir o placar. Aos 31, David cobrou escanteio pela direita, Ricardo Goulart escorou, Ramon, impedido, aproveitou e cabeceou para Iarley, o atacante tocou para Tolói, livre, que só empurrou para dentro.

No segundo tempo o Goiás melhorou, não o suficiente para marcar o segundo gol.

Com a vitória, o Goiás chega a quatro pontos e chega da 11ª colocação. Já o CRB, permaneceu com três pontos, caindo para a 15ª posição.

Na próxima terça-feira o Goiás recebe o Paraná, em jogo atrasado da 2ª rodada.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 1 X 0 CRB

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 1/6/2012
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols (RJ - FIFA)
Assistentes: César Augusto de Oliveira Vaz (TO) e Paulo César Faria (MT)
Renda: R$ 33.300,00
Público: 3.172 pagantes
Cartão Vermelho: Gercimar (CRB)
GOL: Rafael Toloi, 31'/1ºT (Goiás)

GOIÁS: Pedro Henrique, Vitor (Richely), Rafael Toloi, Ernando e Egídio; Amaral, Thiago Mendes, Ramon (Thiago Humberto), David e Ricardo Goulart (Marcos Paulo); Iarley. Técnico: Enderson Moreira.

CRB: Anderson, Ednei, Rogélio e Rodrigão; Elsinho (Ricardinho), Gercimar, Éverton Luiz, Paulo Victor (Carlos Magno) e Jadilson; Preto e Wanderley (Édson). Técnico: Roberto Fonseca.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Adilson dura dez jogos, Hélio dos Anjos vem aí


Depois de Corinthians, Santos, São Paulo e Atlético-PR, Adilson Batista foi demitido do Atlético-GO.

Após uma reunião no início da tarde desta terça-feira, o treinador foi comunicado que não segue no comando da equipe goiana para o restante da temporada.

Adilson Batista deixa o Atlético-GO após dez jogos e aproveitamento de 63,3%. Foram cinco vitórias, quatro empates e curiosamente apenas uma derrota - contra a Ponte Preta, na segunda fase da Copa do Brasil.

O aproveitamento foi bom. Mas as atuações ruins e a falta de coerência nas escalações e substituições tornaram impossível a sua permanência. Nesse período o Atlético perdeu a vaga na Copa do Brasil para a Ponte Preta e o Tri-campeonato Goiano para o Goiás.

Hélio dos Anjos, que deixou o Dragão no início de abril, é o principal nome para o cargo.

Opinião

Qual é o planejamento do Atlético?

Começou o ano com Hélio dos Anjos. Os dirigentes ficaram insatisfeitos com o trabalho, principalmente na preparação física, e fizeram "a gata parir" até que ele pediu pra sair, após a saída do preparador físico Lauro Martins.

Depois fizeram uma aposta arriscadíssima em Adilson Batista. Contrataram um treinador que não deu conta nem do Santos de Neymar.

Parece que reconheceram o erro a tempo.

Hélio, pode ter seus defeitos, mas é muito melhor que Adílson.

A tendência é melhorar.

O Atlético-GO volta atuar pelo Campeonato Brasileiro no dia 6 de junho, contra o Grêmio, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, às 19h30.

Vila vence amistoso e Cavalinho só fica se fizer novo contrato


A diretoria do Vila Nova não reconhece o contrato que prevê multa rescisória de R$ 500 mil do técnico Robélio Schneiger.

De acordo com o presidente Marcos Martinez a diretoria quer que o treinador continue no clube, mas com a assinatura de outro contrato.

Robélio chegou a falar de não aceitar um novo contrato, mas depois mudou de idéia.

Outro problema é que esse contrato não apareceu para os dirigentes, segundo o presidente, até agora só o Robélio que teria dito que o contrato existe.

A diretoria do Vila entende que se o contrato não foi apresentado e certamente não tem anuência do Conselho.

Marcos Martinez comentou que não se surpreenderia caso o contrato com alta multa rescisória apareça, pois “espera qualquer coisa da administração passada”.

Opinião

Treinador é cargo de confiança. Se Robélio não tiver bom senso e abrir mão desse contrato absurdo, ficará provado que ele não está do lado dos dirigentes atuais.

Cavalinho disse que é melhor e mais experiente que alguns técnicos que foram citados, como Vicca e Nivaldo Lancuna. Acredito que não é, se for, não é ele que tem que falar isso, soa arrogância.

Informação

Apesar de negar. A diretoria do Vila andou sondando outros técnicos.

Amistoso

O Vila Nova realizou na tarde desta terça-feira (29), o segundo jogo amistoso na preparação para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série C. Jogando no CT Marconi Perillo, o time colorado venceu o Trindade por 4 a 2. Os gols do Vila Nova foram marcados por Patric, Pedro Júnior, Nickson e Vinicius, enquanto Regis e Wilton Goiano fizeram para o Tacão.

No primeiro tempo da partida o Vila Nova teve a seguinte formação: Ruan; Jorginho (Ítalo), Túlio, Rafael Vaz, Paulo (Marcelinho); Luís Marques, Ricardinho, Evandro, Rafael Carioca (Marion); Pedro Junior, Patric. No segundo tempo o time foi substituído pelos os atletas do sub-20.

O Trindade jogou com: Wagner Bueno; Luiz Paulo, Rodrigo, Wallace e Thiago; Daniel Pitbull, Noel Júnior, Wilton Goiano e Marcos Paulo; Regis e Fernando Caranga.

Sábado, às 15h30, o Tigrão enfrenta o Brasiliense, no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia.

Goiás sai na frente, mas cede empate para o Ceará


Ceará e Goiás empataram por 2 a 2, nesta terça-feira, no estádio Presidente Vargas, pela terceira rodada da série B do Campeonato Brasileiro. O time esmeraldino abriu 2 a 0, mas o Vozão correu atrás e conquistou seu primeiro ponto na competição.

O Goiás começou pressionando e chegou ao primeiro gol logo aos seis minutos. Iarley bateu rasteiro, o goleiro Fernando Henrique rebateu e Ramon não desperdiçou a sobra, batendo no ângulo direito.

O time esmeraldino ampliou aos 16 minutos. Desta vez, foi Ramon quem bateu de fora da área e Iarley desviou, deixando Fernando Henrique completamente deslocado.

O Ceará diminuiu aos 31 minutos. O atacante Lima fez bela jogada pela direita, deixou um marcador no chão e bateu cruzado. A bola passou por Harlei e Rafael Toloi jogou contra a própria meta.

Aos 27 minutos do segundo tempo o Ceará empatou a partida. O volante Régis recebeu belo passe de Mota na área e, de frente para o gol, bateu firme. Pedro Henrique ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

Na próxima rodada o Goiás enfrenta o CBR, sexta-feira, no Serra Dourada, às 21 horas.

Opinião:

O resultado foi bom. Apesar de ter saído na frente, fazendo 2 a 0, o time perdeu o goleiro Harlei no intervalo, queimou uma substituição em um time que já sofria com desfalques de jogadores importantes como Anaral e Ricardo Goulart.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 2 x 2 GOIÁS

Local: Presidente Vargas, Fortaleza (CE)
Data: 29/5/2012
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo (RN).
Assistentes: Lorival Candido das Flores (RN) e Luiz Carlos Câmara Bezerra (RN).
GOLS: Ramon 6' 1ºT e  Iarley 16’ 1T (Goiás); Rafael Toloi (contra - 31' 1ºT) e Régis 25' 2ºT (Ceará)
CEARÁ: Fernando Henrique; Apodi (Paulo Sérgio), Thiego, Vitor Hugo e Márcio Careca (Reina); Régis, Eusébio (Misael), Tinga e Rogerinho; Mota e Lima.
Técnico: PC Gusmão.
GOIÁS: Harlei (Pedro Henrique); Peter, Rafael Toloi, Ernando e Egídio; Marcos Paulo, Thiago Mendes, Ramon (Vitor) e Davi (Wallinson); Richely e Iarley.
Técnico: Enderson Moreira.