Páginas

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Bastidores: Felipão pode substituir Mano em 2013


Após o fiasco nas Olimpíadas, a demissão do técnico Mano Menezes esteve perto de acontecer.

O presidente da CBF ponderou que demiti-lo naquele momento tiraria a responsabilidade dos jogadores.

A decisão foi de manter o técnico. Ele não será demitido pelo menos até a Copa das Confederações em 2013.

Se não ganhar a Copa das Confederações, jogando bem, a CBF substituirá Mano Menezes.

Se for substituí-lo só existe um nome: Luiz Felipe Scolari.

A cúpula da CBF entende que um ano de trabalho é suficiente para um técnico como Felipão. Em 2002 foi assim com o próprio Scolari.

Muricy Ramalho sonha com o cargo. Fez um contrato sem multa se o convite for para treinar a Seleção Brasileira. Mas, hoje, não teria chance alguma.

Mano convoca Cássio e Arouca


O goleiro corintiano Cássio e o volante Arouca são as novidades anunciadas por Mano Menezes na convocação desta quinta-feira para os amistosos contra a África do Sul, dia 7 de setembro, no Estádio do Morumbi, em São Paulo e contra a China, em 10 de setembro, no Estádio Arruda, no Recife.

Os goleiros Rafael, do Santos, Neto, da Fiorentina e Gabriel, do Milan, levados à Olimpíada de Londres por terem menos de 23 anos, acabaram ficando fora desta lista.

Na defesa, o atleticano Réver volta a ganhar uma chance, e Marcelo retorna depois de perder o jogo com a Suécia, vencido pelo Brasil em 10 de agosto. Rafael, do Manchester United, foi descartado.

No meio-campo, Arouca entra, mas outro santista, Paulo Henrique Ganso, segue ausente. Ele já havia sido cortado do amistoso com a Suécia dias antes do confronto. Alexandre Pato, machucado, não foi lembrado.

Veja abaixo a lista dos convocados:

Goleiros
Cássio, Corinthians
Diego Alves, Valencia
Jefferson, Botafogo

Laterais
Adriano, Barcelona
Alex Sandro, Porto
Daniel Alves, Barcelona
Marcelo, Real Madrid

Zagueiros
David Luiz, Chelsea
Dedé, Vasco
Réver, Atlético-MG
Thiago Silva, Paris Saint-Germain

Volantes
Arouca, Santos
Paulinho, Corinthians
Rômulo, Spartak Moscou
Sandro, Tottenham

Meio campistas
Oscar, Chelsea
Ramires, Chelsea
Lucas, São Paulo

Atacantes
Hulk, Porto
Jonas, Valencia
Leandro Damião, Internacional
Neymar, Santos

Romário detona Mano Menezes na internet


O ex-jogador e hoje deputado federal Romário (PSB-RJ) rebateu asperamente nesta quarta-feira as críticas do técnico da seleção brasileira, Mano Menezes, e manteve a troca de farpas entre os dois. Xingou o treinador e disse, entre outras coisas, que Mano é uma vergonha para o país. Lançou campanha no Twitter para a troca do comando do time nacional.

Criticado publicamente por Romário durante a transmissão da final da Olimpíada, Mano havia quebrado o silêncio e chamou o ex-atacante de “aproveitador”.

“Ele é um aproveitador. Ele precisa de espaço na mídia e agora espaço é dado para quem bate no técnico da seleção, que não ganhou o ouro”, disse Mano, em entrevista ao jornal “Marca Brasil”. “Dizer que ganhar a prata é um fracasso, é demais”, continuou.

VEJA NA ÍNTEGRA A RESPOSTA DE ROMÁRIO A MANO MENEZES

Galera, boa noite

Antes de entrar no assunto principal, parabenizo nossa presidenta Dilma por ter sido a 3ª mulher mais influente do planeta. Muito bom! Esse com certeza é um título importante ao nosso país.

Mas vamos ao que interessa. Mano Menezes disse que sou um aproveitador e que preciso de espaço na mídia. Dá pena dele. Mais uma característica negativa que ele tem. Ele deve estar falado de outro Romário.

Mano Menezes, até alguns jogos atrás, falei e pensei que era um bom treinador. Quem lembra, sabe que falei que convocaria de 60% a 70% das convocações que você fez e que um dos grande problemas da seleção era o tempo para que eles se juntassem e quando entrassem em campo jogassem como um time. Hoje mais do que nunca, entendo porque nunca jogaram. Treinador da seleção tem que convocar os melhores jogadores e você tem seus próprios interesses na seleção. E no mundo do futebol todos sabem disso, que seu interesse pessoal está acima de qualquer resultado positivo da seleção.

Treinador da seleção tem que ser capaz, corajoso, destemido, sério e honesto dentro das suas convocações e esquemas de jogo. Você não chega nem perto dessas qualidades. Você convocou mal, por interesses dúbios, levando Hulk em cima da hora e deixando David Luiz. Escalou mal os 18 jogadores que você tinha na mão. Lucas é disparado o melhor da seleção, depois do Neymar. Você é imbecil, idiota e não tem capacidade de dirigir a seleção.

Falei depois do jogo que estaríamos vendo você pela última vez com a camisa da seleção. Não foi a última, ainda vamos ver mais algumas vezes. Mas quando cair a ficha do presidente da CBF, José Maria Marín, ficha essa que já caiu para o vice, Marco Polo Del Nero, você, definitivamente, não mais nos dará o desgosto de vê-lo com a camisa amarela. Eu posso falar da seleção brasileira, eu honrei a camisa da seleção, eu nunca joguei por outros interesses a não ser ganhar e eu sou campeão pela Seleção VÁRIAS vezes. E você? Você é tão atrasado taticamente que não conseguiu chegar a final de uma Copa América. Você não tem palavra. Me lembro que lá atrás você falou o seguinte: Eu vou resgatar o futebol brilhante que o Brasil teve. Não fez porque não tem capacidade, inteligência, segurança, hombridade para fazer isso. Você é medroso, você é pior treinador de todos os tempos da Seleção, é só ver os resultados. Uma vergonha para meu país.

Presidente José Maria Marín, depois dessa bela ação de ter trocado o comando da comissão de arbitragem, que já era uma vergonha, continue com boas ações, faça seu papel, mande este sujeito para onde ele já deveria ter ido depois da Copa América. Todos lembram que eu, depois do Pan, disse que o treinador ideal para as Olimpíadas era Ney Franco, e foi comprovado que eu não estava equivocado. Não faça da sua gestão uma gestão perdedora por causa de um treinador que não vai te dar nada, os interesses dele são maiores que os da Seleção. Ouça seu vice que é um grande conhecedor do futebol.

Sei também que o Andrés Sanchez, diretor de Seleções da CBF quer que o treinador continue por amizade e, principalmente, gratidão, por ele ter dado ao Corinthians, na gestão como presidente, títulos importantes, mas como um cara vencedor, e malandro (no bom sentido da palavra), duvido que ele concorde com sua permanência. Você é uma vergonha para o futebol, não espere ser mandado embora. Pede para sair.

Esta rolando na rede uma hashtag #erraréomano, vou lançar a minha, #manopedeprasair Por enquanto é isso, estou esperando sua resposta.

Poderia já trocar por Felipão, Muricy Ramalho, Paulo Autuori, Wanderley Luxemburgo...poderia colocar mais quarenta que são melhores que você.

Detalhe, só vou te responder enquanto estiver com a camisa da Seleção, quando sair não respondo mais. Será um Zé Ninguém.

CBF muda comando da arbitragem. Árbitro goiano está presente.


O árbitro goianiense Antônio Pereira da Silva deixou a presidência da Comissão Estadual de Arbitragem da Federação Goiana de Futebol (FGF) para se tornar vice-presidente da Comissão Nacional de Arbitragem de Futebol da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). É a primeira vez que um árbitro goiano assume cargo de tamanho destaque e importância. A posse, realizada hoje no Rio de Janeiro, é motivo de alegria para a categoria, atletas e entidades esportivas ligadas ao futebol do estado de Goiás.

Antônio Pereira da Silva iniciou suas atividades como árbitro de futebol em 1982 e, até 2002, atuou em cerca de 1200 jogos. Pereirão ou Tonhão, como é conhecido pelos amigos, integrou quadro de profissionais da CBF por 15 anos e atuou em decisões importantes nos campeonatos estaduais e foi credenciado pela Fifa durante oito anos, atuando internacionalmente. No ano de 1996, Antônio Pereira participou de duas partidas das Olimpíadas de Atlanta, nos Estados Unidos.

Goiás aumenta a sua representatividade em diferentes postos do futebol brasileiro. Recentemente o advogado Miguel Cançado assumiu uma das cadeiras do tribunal pleno do STJD.

Mais mudanças:


O presidente José Maria Marin anunciou nesta quarta-feira mudanças na Comissão de Arbitragem da CBF.

Através da portaria n˚ 14/2012 (veja a portaria completa abaixo), nomeou Aristeu Leonardo Tavares presidente da Comissão, Antônio Pereira da Silva, vice-presidente, e Dionísio Roberto Domingos, secretário.

Aristeu Leonardo Tavares, que era Ouvidor de Arbitragem, substitui Sérgio Corrêa, que passa a chefiar o Departamento de Arbitragem criado a partir de hoje, conforme estabelecido na mesma portaria. Paulo Jorge Alves é o novo Ouvidor de Arbitragem.

- Procurar melhorar o nível da arbitragem é um compromisso de honra assumido no primeiro dia da minha administração. Essas mudanças têm o objetivo de continuar nessa busca, que tenho certeza vamos conseguir - disse José Maria Marin.

O presidente da Comissão de Arbitragem, Aristeu Leonardo Tavares, agradeceu a confiança do presidente Marin em nomeá-lo para um cargo que considera difícil, mas honroso.

- Não tenha dúvida, presidente, que o trabalho que está sendo desenvolvido na arbitragem vai render bons frutos. Vamos começar com dois objetivos, que são minimizar o erro e apresentar novos árbitros - disse Aristeu.