Páginas

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Pronto Falei - Comentário sobre os horários dos jogos da Copa - 28 09

Goiás consegue efeito suspensivo para jogar em casa


Após perder um mando de campo por causa da utilização de raio laser pela torcida, o Goiás, por meio do seu departamento jurídico, conseguiu um efeito suspensivo e está livre para jogar no Serra Dourada pela Série B.

Na partida entre Goiás e Ceará, pela 22ª rodada, no último dia 4, o árbitro Antônio Denival de Morais (PR) relatou na súmula a utilização de um raio laser na cor verde vindo da torcida do Goiás e que atingiu seus olhos.

O Goiás foi julgado e punido com a perda de um mando de campo e multa de R$ 3 mil. O clube entrou com um recurso e foi concedido um efeito suspensivo. Com isso, o Goiás pode mandar seus jogos no Serra Dourada até que o recurso seja julgado no pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), provavelmente na próxima quinta-feira, no Rio de Janeiro.

O presidente do Goiás, João Bosco Luz, pediu para que o torcedor não tenha esse tipo de atitude e que ajudem a coibir a utilização do raio laser no Serra Dourada. O dirigente explicou sobre o efeito suspensivo concedido ao clube. "O recurso interposto pelo Goiás contra a decisão de perda de mando de campo foi recebido pelo STJD do futebol no efeito suspensivo. Portanto, até o julgamento pelo pleno do STJD do futebol, o Goias continuará jogando no Estádio Serra Dourada", relatou no Twitter.

Bida é absolvido pelo STJD em Goiânia


Suspenso por um ano, o volante Bida, do Atlético/GO, teve seu recurso julgado nesta sexta-feira, dia 28 de setembro, pelo Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Diante de muitos expectadores na sessão, realizada durante o VII Seminário de Direito Desportivo da OAB/GO, em Goiânia, o atleta foi absolvido. A maioria dos auditores entendeu que o uso da substância proibida, apontada no exame antidoping, foi feita de forma involuntária.

A decisão foi tomada após a defesa do advogado Osvaldo Sestário, que lembrou que a ex-nutricionista do clube confessou o erro na aplicação de medicamento em depoimento durante o julgamento em primeira instância, e usou o voto do auditor Nicolao Constantino Filho, único a absolver o atleta, para tentar livrar o volante do Atlético/GO.

"O Código fala de ausência de culpa, e foi exatamente o que houve aqui. Temos quem comprovou a culpa. Ele tomou a substância involuntariamente. Não vamos deixar esse profissional exemplar sem exercer a sua profissão", declarou o defensor.

O relator do caso, Paulo César Salomão, concordou que o atleta tomou a substância proibida involuntariamente e votou por manter a punição imposta pela Segunda Comissão Disciplinar, em julgamento no dia 14 de agosto. A punição foi dada com base no artigo 10.5.2 do Código Mundial Antidopagem, por entender que não houve a existência de “culpa” por parte do jogador, o que fez a pena de dois anos de suspensão cair pela metade.

Entretanto, quatro auditores entenderam que Bida não foi responsável pela ingestão da substância e votaram por sua absolvição. Três acompanharam o relator, mantendo a suspensão de um ano. Com o empate nos votos, a pena mais benéfica ao réu é a que prevalece. Assim, Bida acabou absolvido e pode voltar a defender o Atlético/GO.

Relembre o primeiro julgamento de Bida

Bida foi suspenso por um ano no dia 14 de agosto, por maioria dos votos da Segunda Comissão Disciplinar do STJD. No julgamento, a ex-nutricionista do clube, Fernanda Machado Rezende, foi ouvida como testemunha e assumiu toda a responsabilidade pela ingestão do jogador quanto à substância proibida (hydrochlorothiazide). O remédio seria para o tratamento de uma retenção líquida do jogador.

Em seu depoimento, Fernanda relatou que o remédio desenvolvido seria apresentado para o médico do clube, Rômulo Peixoto, na segunda-feira após o jogo do fim de semana do Dragão, diante do Coritiba, no Couto Pereira. Entretanto, na madrugada de domingo para a segunda, o médico veio a óbito e, portanto, a medicação não chegou a ser avaliada. Mesmo assim, ela iniciou o tratamento e o jogador acabou sendo pego no exame antidoping na partida seguinte, contra o Fluminense, no dia 24 de junho, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Inconformada com a suspensão de um ano ao atleta, a defesa atleticana entrou com recurso, pedindo a absolvição de Bida. Por outro lado, a Procuradoria do STJD alegou que não houve um receituário ou prova documental que atestasse que a nutricionista ministrou a substância à época do jogo. Considerando que o depoimento foi apenas “simples palavras lançadas ao vento”, pediu a condenação do volante em dois anos de suspensão.

Mesmo com a absolvição de Bida diante dos auditores do Pleno, a última instância da Justiça Desportiva nacional, o caso ainda pode chegar à Corte Arbitral do Esporte, na Suíça.

Capa da Placar causa polêmica


A CNBB ( Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) manifestou nesta sexta-feira “profunda indignação” com a capa de outubro da revista Placar na qual o jogador Neymar aparece crucificado.

Veja a íntegra da Nota:

NOTA DE REPÚDIO

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, CNBB, manifesta profunda indignação diante da publicação de uma fotomontagem que compõe a capa de uma revista esportiva na qual se vê a imagem de Jesus Cristo crucificado com o rosto de um jogador de futebol.

Reconhecemos a liberdade de expressão como princípio fundamental do estado e da convivência democrática, entretanto, que há limites objetivos no seu exercício. A ridicularização da fé e o desdém pelo sentimento religioso do povo por meio do uso desrespeitoso da imagem da pessoa de Jesus Cristo sugerem a manipulação e instrumentalização de um recurso editorial com mera finalidade comercial.

A publicação demonstrou-se, no mínimo, insensível ao recente quadro mundial de deplorável violência causado por uso inadequado de figuras religiosas, prestando, assim, um grave desserviço à consolidação da convivência respeitosa entre grupos de diferentes crenças.

A fotomontagem usa de forma explícita a imagem de Jesus Cristo crucificado, mesmo que o diretor da publicação tenha se pronunciado negando esse fato tão evidente, e isso se constitui numa clara falta de respeito que ofende o que existe de mais sagrado pelos cristãos e atualiza, de maneira perigosa, o já conhecido recurso de atrair a atenção por meio da provocação.

Cardeal Raymundo Damasceno Assis
Arcebispo de Aparecida
Presidente da CNBB

Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário Geral da CNBB

Opinião:

A montagem na capa foi apelativa.

Desnecessária.

Sensacionalista.

FIFA marca jogos da Copa as 13:00


O Comitê Executivo da Fifa divulgou nesta quinta-feira em Zurique, na Suíça, todos os horários dos jogos da Copa de 2014.

A abertura, que terá a seleção brasileira e será na Arena Corintihans, em São Paulo, começará às 17h (de Brasília), no dia 12 de junho.

Os jogos da fase de grupos serão às 13h, 17h, 18h, 19h e 21h, e os das oitavas e quartas de final, às 13h e às 17h. Já às semifinais serão realizadas às 17h, e a grande final, às 16h do dia 13 de julho de 2014.

O interessante é que marcaram jogos às 13:00 em Salvador, Recife, Natal, Rio de Janeiro...

E disseram que levaram em conta a temperatura nas cidades-sede?

Imaginem a Holanda jogando uma da tarde no Nordeste e seus torcedores fritando nas arquibancadas...

Não tem condição, não há cabimento, nem para os jogadores que atuam no Brasil.

Anotem aí: eles vão mudar esses horários.

Essa Fifa é uma piada mesmo...

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DE JOGOS EM CADA CIDADE (NO HORÁRIO DE BRASÍLIA)
Belo Horizonte: 13h e 17hBrasília: 13h e 17h
Cuiabá: 16h e 18h (fuso local: uma hora a menos em relação a Brasília)Curitiba: 13h, 16h, 17h e 19h
Fortaleza: 13h, 16h e 17hManaus: 15h, 16h e 21h (fuso local: uma hora a menos em relação a Brasília)
Natal: 13h e 19hPorto Alegre: 13h, 16h e 17h
Recife: 13h, 17h e 19hRio de Janeiro: 13h, 16h, 17h e 19h
Salvador: 13h, 16h e 17hSão Paulo: 13h, 16h e 17h

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

O laser e o futebol


O assunto do laser está em alta. Um negócio besta, que alguns idiotas estão usando nos estádios e prejudicando muitas pessoas.

O Goiás perdeu mando de campo por que um torcedor mirou o laser no rosto do árbitro.

Nesta quarta, um flamenguista usou e abusou de um laser no Engenhão. A toda momento ele mandava os raios verdes em Ronaldinho Gaúcho.

Com esses episódios várias perguntas vieram à tona: "É so com o Goiás?", "O Flamengo vai ser punido?".

Logo há quem imagine que o grande levará vantagem e que o menor está sendo perseguido.

Não é bem assim.

Nos tribunais o Goiás é tão grande quantos os grandes. Dias desses o Cruzeiro tomou seis perdas de mando de campo.

O alviverde já escapou ENE vezes desse tipo de julgamento.

O torcedor ficou até mal acostumado.

É importante dizer que se o cidadão que colocou o laser na cara do juiz no jogo do Goiás fosse identificado o time não seria punido.

Se o torcedor do Flamengo que utilizou o laser tiver sido autuado no estádio o clube escapa de punição. Tá na lei.

Vejam só:

§ 3º A comprovação da identificação e detenção dos autores da desordem, invasão ou lançamento de objetos, com apresentação à autoridade policial competente e registro de boletim de ocorrência contemporâneo ao evento, exime a entidade de responsabilidade, sendo também admissíveis outros meios de prova suficientes para demonstrar a inexistência de responsabilidade.

É bom lembrar que existem várias comissões disciplinares, não são sempre os mesmos auditores que julgam os casos. O Flamengo pode ou não ser punido, depende das circunstâncias.

Da mesma forma, o Goiás pode recorrer e ser inocentado. No ano passado o Corinthians foi apenas multado em R$ 20 mil e nesse ano STJD absolveu Guarani de punição por laser em jogo contra o Avaí. Não existe uma lógica.

É importante que o torcedor se conscientize e ajude o clube.

Se ver alguém jogando objetos ou utilizando o raio laser, dedure, avise a polícia. O Boletim de Ocorrência livra o time de prejuízos.

Sobre o Laser:

(cuja sigla em inglês significa Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation, ou seja, “Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação”) é um dispositivo que produz radiação eletromagnética com características muito especiais: ela é monocromática (possui comprimento de onda muito bem definido), coerente (todas as ondas dos fótons que compõe o feixe estão em fase) e colimada (propaga-se como um feixe de ondas praticamente paralelas). Nessas duas últimas carcterísticas está o perigo.

Para se ter idéia, existe uma classificação de risco biológico para a potência do Laser, que vai do I ao IV. As lojas vendem os lasers como sendo de nível III, porém, pela potência de sáida, a maioria são de nível IV (o mais perigoso).

Vejam o que diz o texto da classificação desse nível:

Lasers classe 4 (IV) (mais de 500 miliwatts) podem causar queimaduras na pele e danos permanentes severos ao olho sem o uso de lentes ou equipamento óptico extra. Reflexões difusas também podem causar tais danos à pele e aos olhos. A maioria dos lasers militares, industriais, científicos e médicos estão nessa categoria.

Agora veja as funções encontradas para os lasers que são vendidos livremente na internet e em lojas de artigos importados: “Estoura Balões, acende fósforos, corta isolante e objetos de cor escura, ultrapassa 15km à noite”.

Se ele estoura balões e acende fósforos, imagine o que ele não faz com o olho humano...

Kaká está de volta à Seleção Brasileira


O técnico Mano Menezes convocou, na tarde desta quinta-feira, 23 jogadores para integrarem o grupo da Seleção Brasileira que disputará os amistosos contra Japão e Iraque. Os confrontos serão realizados, respectivamente, nos dias 11 e 16 de outubro, na Suécia e na Polônia.

A grande novidade na listagem de convocados do treinador foi o meia Kaká, do Real Madrid, que não veste a 'Amarelinha' há mais de dois anos. A última partida do jogador pela Seleção Brasileira foi a derrota por 2 a 1 para a Holanda, válida pelas quartas-de-final da Copa do Mundo de 2010, ainda sob o comando do técnico Dunga.

Kaká não vive um bom momento na Espanha: ele sequer vem sendo relacionado pelo técnico José Mourinho para partidas oficiais. Porém, na última quarta-feira, o meia marcou três gols na vitória por 8 a 0 do Real Madrid sobre o Millonarios, da Colômbia, em partida amistosa disputada no estádio Santiago Bernabéu.

Como forma de preservar as equipes que disputam o Campeonato Brasileiro, Mano Menezes convocou somente um jogador de cada equipe do Brasil. Os convocados que atuam em território nacional foram os goleiros Jefferson e Victor; o zagueiro Dedé; os volantes Fernando e Paulinho; o meia Thiago Neves; e os atacante Neymar e Leandro Damião.

Quem terá a oportunidade de estrear pela Seleção Brasileira será o zagueiro Leandro Castán. Destaque do Corinthians na campanha do título da Taça Libertadores da América desta temporada, o defensor foi negociado com a Roma, da Itália, e também está presente na listagem de convocados de Mano. Outro jogador lembrado pelo treinador foi o meia Giuliano, do Dnipro, da Ucrânia.

A partida contra o Iraque está marcada para o dia 11 de outubro, às 20h30 (de Brasília), no estádio Swedbank, em Malmö, na Suécia. O confronto diante do Japão ocorrerá no dia 16 de outubro, às 9h10 (de Brasília), no estádio Miejski, em Wroclaw, na Polônia.

Confira os 23 jogadores convocados por Mano Menezes:

Goleiros: Diego Alves (Valencia-ESP), Jefferson (Botafogo), Victor (Atlético/MG)
Laterais: Daniel Alves (Barcelona-ESP), Marcelo (Real Madrid-ESP), Alex Sandro (Porto-POR), Adriano (Barcelona-ESP)
Zagueiros: David Luiz (Chelsea-ING), Dedé (Vasco), Leandro Castán (Roma-ITA), Thiago Silva (PSG-FRA)
Volantes: Fernando (Grêmio), Paulinho (Corinthians), Ramires (Chelsea-ING), Sandro (Tottenham-ING)
Meio-campistas: Kaká (Real Madrid-ESP), Lucas (São Paulo), Oscar (Chelsea-ING), Thiago Neves (Fluminense), Giuliano (Dnipro-UCR)
Atacantes: Hulk (Zenit-RUS), Leandro Damião (Internacional), Neymar (Santos)

Seminário traz sessão do STJD a Goiânia


Nesta quinta e sexta será realizado no auditório Eli Alves Forte, em Goiânia, o VII Seminário Goiano de Direito Desportivo. O evento, promovido pela Comissão de Direito Desportivo da Ordem dos Advogados do Brasil de Goiás (OAB-GO), pretende discutir sobre as atualidades da área. A principal novidade desse ano será a realização de uma sessão plenária do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD).

A programação do seminário começa na quinta-feira (27), quando serão entregues as credenciais do evento e haverá a solenidade de abertura. O encerramento do primeiro dia será com a Palestra Magna, ministrada por Sebastião Macalé, atual vice-presidente da OAB-GO. Especialista em Direito Penal, Macalé é ex-jogador de futebol do Goiás, clube em que chegou a ocupar a vice-presidência.

Na manhã de sexta-feira (28), será realizada Sessão Plenária do STJD. Normalmente as sessões ocorrem no Rio de Janeiro, e por conta do convite da organização do Seminário a mesma será promovida em Goiânia. Na oportunidade haverá sessão do pleno do tribunal e entre as causas que serão julgadas está a do jogador Bida, do Atlético Goianiense, indiciado por doping.

Para o período da tarde estão previstos três painéis. A advogada Gislaine Nunes, que atua em causas a favor de jogadores de futebol, disserta sobre a Natureza Jurídica do Direito de Imagem e do Direito de Arena. Especialista em Direito Desportivo e procurador do STJD, Gustavo Delbim fala sobre a Lei de Incentivo ao Esporte.  Advogado que atuou em causas a favor de grandes clubes brasileiros, Martinho Mirando faz palestra sobre Marketing Esportivo e suas Questões Jurídicas.

As inscrições para o VII Seminário Goiano de Direito Desportivo serão feitas somente pela internet e terão o valor simbólico de um quilo de alimento não perecível. O Auditório Eli Alves Forte, em que será realizada toda programação do evento, está localizado na Rua 1.121, Nº 200, Setor Marista, em Goiânia.

Clique aqui para se inscrever no VII Seminário Goiano de Direito Desportivo

Autor: Ítalo Ramalho
Fonte: Assessoria de Comunicação da FGF

Torcedor usa laser no jogo Flamengo X Atlético/MG

O STJD deve ser coerente.

O Flamengo merece ser julgado. Assim como o Goiás que perdeu um mando de campo na Série B.


quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Atenção: Perda de mando do Goiás não será contra o Bragantino


Depois de perder mando de campo no STJD o Goiás espera que essa pena seja cumprida no jogo da próxima terça contra o Bragantino.

Não é possível.

A punição não valerá para a partida contra o Bragantino, pois não há mais tempo hábil para a mudança.

A punição será para o jogo contra o Guarani, no dia 16.

O local deve ter uma distância mínima de 100 km de Goiânia.

E tem mais! O jogo poderá ser em Brasília se não houver opção no estado de Goiás. Se o JK, em Itumbiara, estiver em condições, tem que ser lá.

O que diz o regulamento da CBF em caso de perda de mando de campo:

Artigo 69 - Nos casos em que um clube for punido com perda de mando de campo caberá exclusivamente à DCO (Diretoria de Competições) determinar o local onde a partida deverá ser disputada.

Parágrafo 1º - A cidade do estádio substituto deverá ser situada a uma distância superior a 100km daquela originalmente prevista para a partida, observado os padrões rodoviários oficiais.

Parágrafo 2º - O estádio substituto poderá situar-se em outro estado, na inexistência de alternativa aceitável do estado de origem, mediante análise e aprovação da DCO.

Parágrafo 3º - A DCO somente executará a pena de perda de mando de campo na partida que venha a ocorrer após decorridos cinco dias úteis da decisão da Justiça Desportiva que a impuser, tendo em vista os prazos necessários para as ações logísticas relacionadas com a mudança do local da partida, inclusive emissão e venda de ingressos, considerando os prazos estabelecidos pela Lei nº 10.671, e ainda considerando as necessidades de reservas de voos e hospedagem das delegações dos clubes envolvidos.

Parágrafo 4º - A DCO deverá comunicar formalmente o novo local da partida de resultante de cumprimento da pena da perda do mando de campo, no prazo de dois dias úteis decorridos do julgamento.

Goiás perde mando de campo


O Goiás teve uma má notícia nesta terça-feira. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) determinou que a equipe esmeraldina vai perder o mando de campo para o jogo contra o Guarani, no dia 16 de outubro. A punição se dá depois do árbitro Antônio Denival de Moraes ter relatado, após o empate sem gols do Goiás contra o Ceará, no Serra Dourada, que foi atingido por um laser verde que vinha da arquibancada na qual a torcida do time da casa se encontrava.

Além da perda de mando, o clube esmeraldino vai tomar uma multa no valor de três mil reais, decisão essa que foi tomada de forma unânime.

Já perdi as contas de tantos julgamentos com a mesma acusação o Goiás conseguiu escapar.

Alguns torcedores ficaram mal acostumados.

Um dia iria acontecer.

O Goiás e a torcida serão penalizados por causa de algum irresponsável.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Egídio na mira do Corinthians


Vai ser difícil segurar.

Egídio dificilmente ficará em Goiânia no ano que vem.

Notícia do portal esmeraldino.com, de Felipe Lemos:

Pensando na próxima temporada, o Corinthians tem interesse no lateral-esquerdo Egídio que tem contrato com o Goiás até o final do ano. O time paulista tentou a contratação dele no último dia da janela de transferências, mas a diretoria alviverde sequer ouviu a proposta do timão pelo atleta.

A diretoria do Goiás já manifestou interesse em renovar com o jogador até o final do ano que vem, mas a negociação vem se arrastando desde o final de agosto. Eduardo Uram empresário do atleta comentou a nossa reportagem que a direção esmeraldina não aceita ouvir propostas pelo atleta, pelo fato de Egídio estar em uma ótima fase.

“Hoje, o Goiás não aceita nem sentar para conversar. É um jogador que está muito bem lá. Depois que acabar o empréstimo...”, destacou o agente.

Egídio veio ao Goiás no início da temporada como forma do pagamento de uma dívida que o Flamengo tinha com o time esmeraldino. A dívida era em relação ao empréstimo do centroavante Souza que hoje está atuando no Bahia. O contrato do Egídio com o Flamengo termina no final do ano.

O lateral se adaptou bastante ao Goiás e passou a ser peça fundamental do técnico Enderson Moreira. A reportagem do Portal Esmeraldino apurou que não necessita de qualquer liberação por parte do clube carioca para renovar com Egídio, sendo que uma renovação no meio do ano (pré-contrato) pode acontecer.

Corinthians queria trazer Egídio para o Mundial, já que o lateral-esquerdo Denner está lesionado e sofre com deficiência na marcação. Chiquinho que chegou junto ao Ipatinga, não agradou o técnico Tite nos treinamentos. Mas para o ano que vem a direção corintiana já pensa em deixar o nome em pauta.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Vila impede saída de Carioca e barra empresários


O meia Rafael Carioca colocou o Vila Nova na justiça.

A reclamação é de FGTS atrasado.

O jogador deu uma de desentendido e disse que foi decisão apenas do empresário.

Falou isso por vergonha, ele sabia e autorizou a ação. Não queria demonstrar que estava sendo ingrato.

O Vila Nova, no início do ano, quebrou um galhão para o jogador.

Por uma questão ética prefiro não dizer o que aconteceu.

A Justiça Trabalhista acabou negando a liminar que pedia a rescisão contratual. O Vila fez os depósitos e o juiz não acatou o pedido dos advogados do jogador

Vila 1 x 0 Rafael Carioca.

Mas a ação continua.

O jogador ficará emburrado, mas o Vila tem que valer os seus direitos.

Em reação ao fato a diretoria resolveu proibir a entrada de empresários no clube.

Na prática e na teoria é como "trocar o sofá". Não adianta nada.

Tudo que os empresários podem fazer é fora do clube. Eles continuam com as procurações e atentos a prováveis deslizes.

Reinaldo Pita nunca vem à Goiânia. Os outros dificilmente aparecem.

Jair Rabelo nem com futebol está mexendo mais.

O que o Vila precisa fazer é pagar em dia os salários e os encargos.

Eis o comunicado do Vila:

COMUNICADO
Segunda, 24 Setembro 2012


                 Informamos que a partir desta data (20/09/2012), o acesso às dependências da sede administrativa do Vila Nova Futebol Clube, (OBA e CT Marconi Perillo), para PROCURADORES/REPRESENTANTES/EMPRESÁRIOS  de atletas, abaixo relacionados está terminantemente PROIBIDO.

             Alertamos ainda que o VILANOVA FUTEBOL CLUBE, não trata mais com tais pessoas e que se adentrarem às dependências do Clube serão considerados persona non grata e invasores de propriedade particular.

                O tratamento com os atletas destes ex-procuradores será feito, a partir desta data, de forma direta, sem a interferência de terceiros, alheios aos interesses do Clube. Segue relação de nomes PROIBIDOS de adentrarem as dependências do VILANOVA F. CLUBE:

JAIR RABELO
JAIR SILVA
MARCIO MELO
RONI DIAS
MAICOM FLOR
REINALDO PITA

Agradecemos a colaboração de todos e reiteramos no sentido do cumprimento desta determinação.

Goiânia-GO, 24 de setembro de 2012.

MARCOS MARTINEZ

PRES. EXECUTIVO

Balanço da rodada 13 na Série C

13.ª rodada:
Grupo A
Sábado
Paysandu 0 x 0 Santa Cruz

Domingo
Icasa 0 x 1 Luverdense
Salgueiro 0 x 0 Fortaleza
Cuiabá 5 x 1 Treze
Guarany 3 x 1 Águia

O Luverdense é o primeiro time a se classificar às quartas-de-finais do Campeonato Brasileiro da Série C. Embora a pontuação esteja bem embolada os tradicionais Paysandu e Santa Cruz, continuam fora do G4.

Grupo A
 ClubePGJGVIEMDEGPGCSG%A
1 Luverdense-MT29139222517874.4
2 Fortaleza-CE26137511991066.7
3 Salgueiro-PE18134632017346.2
4 Treze-PB16135171724-741.0
5 Águia-PA16134451724-741.0
6 Santa Cruz-PE16133732115641.0
7 Paysandu-PA16133731515041.0
8 Cuiabá-MT15133641513238.5
9 Icasa-CE12133371016-630.8
10 Guarany-CE9132381524-923.1


Grupo B
Sábado
Santo André 1 x 0 Madureira
Brasiliense 3 x 2 Oeste
Macaé 0 x 0 Chapecoense
Duque de Caxias 1 x 1 Vila Nova

Domingo
Caxias 1 x 0 Tupi

O Caxias, com a vitória sobre o Tupi, retornou ao G4 do Grupo B, agora com 19 pontos, mesma pontuação que o Vila Nova (5º). A situalçao desse grupo é muito equilibrada.

Grupo B
 ClubePGJGVIEMDEGPGCSG%A
1 Duque de Caxias-RJ22137151717056.4
2 Macaé-RJ221364325131256.4
3 Chapecoense-SC2013553128451.3
4 Caxias-RS19136161723-648.7
5 Vila Nova-GO19135442217548.7
6 Oeste-SP18135351818046.2
7 Brasiliense-DF17135261817143.6
8 Santo André-SP16133731115-441.0
9 Madureira-RJ14134271118-735.9
10 Tupi-MG12133371015-530.8


domingo, 23 de setembro de 2012

Monte Cristo toma de 8 na estreia da 3ª divisão


O Quirinópolis, do técnico Jorge Saran, ex-Vila Nova, estreou bem no Campeonato Goiano da Terceira Divisão. Jogando fora de casa, na manhã deste domingo, o Verdão derrotou de goleada o Monte Cristo por 8 a 0, no estádio Anibal Batista de Toledo, em Aparecida de Goiânia.

O Monte Cristo é considerado o "Ibis" Goiano, o time detém a marca impressionante, de 8 anos sem vitória, entre 2001 e 2009.

Não é um time sério.

Na goleada, o atacante Américo, fez quatro gols, Roni, Matheus, Gênesis e Beka completaram para o Quirinópolis.

Na próxima rodada, o Monte Cristo vai jogar fora de casa contra o Umuarama, domingo, às 15h30, em Iporá.

Será outra goleada.

Vila empata fora de casa e continua no G4


O Vila Nova por pouco não conseguiu vencer a sua primeira partida fora de casa na Série C.

No empate em 1 a 1 com o Duque de Caxias, o Vila Nova saiu de campo comemorando o resultado, já que teve uma melhor atuação contra o líder do grupo e o ponto conquistado garante a permanência do time no G4 ao final da rodada.

No jogo, Bruno Veiga marcou para o time da casa aos 10 do primeiro tempo, e o atacante Wescley empatou para o time colorado aos 24 da etapa final.

O Vila Nova ainda reclamou dois gols anulados no primeiro tempo.

Com o empate, o Vila Nova segue no G-4 do grupo B da terceirona, com 19 pontos. O Duque é o lider com 22 pontos.

O Vila Nova volta a campo no próximo sábado contra o Tupy, em Juiz de Fora/MG. O Duque de Caxias joga no domingo, contra a Chapecoense, em Chapecó/SC.

Ficha técnica:
DUQUE DE CAXIAS 1X1 VILA NOVA

Local: Estádio Romário Faria, em Duque de Caxias (RJ).
Data: 22/09/2012
Horário: 16 horas
Árbitro: Alicio Pena Júnior
Assistentes: José Ricardo Maciel e Fábio Faustino
Gols: Bruno Veiga 10’ 1T (Duque de Caxias); Wescley 24’ 2T (Vila Nova)

DUQUE DE CAXIAS: Fernando; Valdir, Paulão, Edmario e Alexandre Silva (Digão); Renan, Neves, Marcos Goiano; Thiago Souza (Jefferson Silva), Charles Chad (João Carlos) e Bruno Veiga. Técnico: Vinícius Eutrópio

VILA NOVA: Ruan; Nêgo, César Gaúcho, Rafael Vaz e Reivan; Russo, Ricardinho (Rafael Magalhães), André Luiz e Jorginho (Wescley); Pedro Júnior (Diego) e Marion. Técnico: Ney da Matta.

Goiás perde a 1ª no 2º turno


Foi um grande jogo.

Dos dois melhores times da Série B.

A primeira derrota esmeraldina no 2º turno, apesar da boa atuação.

O jogo foi muito movimentado. O Vitória abriu o placar no primeiro ataque com Elton e o Goiás empatou aos 15 minutos do primeiro tempo Renan Oliveira.

Aos 25 minutos o atacante Walter perdeu um gol cara a cara. No início do segundo ele mandou uma bola no travessão.

Aos 19 minutos, Egídio recebeu passe dentro da área e foi derrubado pelo zagueiro do time baiano. Pênalti claro nãop marcado pelo àrbitro.

Aos 24, o Vitória passou a frente no placar com Elton. Logo depois, Tartá fez o 3º.

Terminou 3 a 1 para o Vitória.

Apesar do pênalti não marcado, que poderia ou não mudar a história da partida, considero o resultado justo. O Vitória aproveitou as chances que teve e o Goiás não. O técnico Enderson Moreira fez a mesma análise que eu.

Faço uma análise coerente com a do jogo do primeiro turno, onde o Goiás, na minha opinião de forma merecida, venceu por 4 a 3 em que também aconteceu um erro de arbitragem em um pênalti inexistente no final do jogo para o Goiás.

Com o resultado deste sábado, o Goiás está na terceira colocação da tabela com 49 pontos, e o Vitória segue líder da Série B com 57 pontos conquistados.

Na próxima rodada, o Goiás joga contra o Guaratinguetá, no estádio Dairo Leite, na sexta-feira, às 21 horas. O Vitória enfrenta o Avaí, no estádio da ressacada, no sábado, às 16 horas.

Ficha Técnica:
GOIÁS 1X3 VITÓRIA

Local: Estádio do Barradão, em Salvador
Data: 22/09/2012
Horário: 16 horas
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro-MG
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés-RJ e Lilian da Silva Fernandes-RJ
Gols: Élton 1’ 1T e 24’ 2T e Tartá 32’ 2T (Vitória); Renan Oliveira 15’ 2T (Goiás)
Cartões amarelos: Willie 28’ (Vitória); Ramon (Goiás)

VITÓRIA: Deola; Carlinhos (Rodrigo Costa), Victor Ramos, Gabriel e Gílson; Michel, Fernando Bob (Dinei), Pedro Ken e Tartá e Willie (Marquinhos); Elton.Técnico: Paulo Cesar Carpegiani

GOIÁS: Harlei; Vitor, Ernando, Valmir Lucas e Egídio (Caio); Amaral, Thiago Mendes, Renan Oliveira (Iarley), Ricardo Goulart e Ramón (Dudu Cearense); Walter.Técnico: Enderson Moreira


Para finalizar, não entendi essa faixa com torcedores do Goiás ontem em Salvador:


Seriam simpatizantes de Raimundo Queiroz em Salvador?

O Goiás está bem e o Hailé Pinheiro faz parte deste contexto.