Páginas

quinta-feira, 28 de março de 2013

O que há por trás da goleada sofrida pelo Vila Nova?


Os jogadores do Vila Nova chantagearam os dirigentes. Ameaçaram não entrar em campo caso o salário, que estava atrasado 11 dias, não fosse pago.

Demonstrando falta de profissionalismo nem ficaram na concentração para o jogo contra a Aparecidense.

A diretoria se virou nos 30 e conseguiu a grana. A boleirada foi à campo e tomou de 5 a 0 da Aparecidense.

O que está por trás disso tudo?

Será que entregaram o jogo? Ou é ruindade mesmo?

Os acontecimentos antes do jogo colocam o caráter dos jogadores em dúvida.

O "X" da questão foi a demissão do gerente de futebol Mauro Morishita. A diretoria mostrou que aquele planejamento não agradava. Nele, estão inseridos os jogadores trazidos por ele.

Pois bem, raciocinem comigo, o cara que trouxe eles caiu, o pagamento prometido para terça foi transferido para quinta, logo eles acharam que seriam os próximos. Os jogadores sabiam que se perdessem para a Aparecidense, não existiriam mais chances de classificação. O jogo era importante para a torcida e diretoria, nem tanto para eles. Era a hora certa para colocar a "faca no peito" dos dirigentes e garantir pelo menos um mês de salário.

Veio o jogo e a derrota de goleada.

Depois da vergonha, as declarações dos jogadores me chamaram a atenção. Frases como: "Agora temos que lutar para não cair", "A nossa obrigação é manter o Vila na primeira divisão".

Saíram de cabeça erguida demais, para um placar tão vergonhoso.

Mas a frase mais surpreendente foi a de Diego Paulista: "o elenco está fechado".

Fechado em quê? Fechado pra que? Para extorquir? Para chantagear?

Estariam fechados para manter os dirigentes como reféns por mais tempo, para garantir mais um mês de salário e alguma premiação para livrar do rebaixamento?

Essa pode ser a estratégia. Ganhar uma para não cair é menos difícil que ganhar as quatro que precisava para classificar.

Boleiro é capaz de tudo. Meia dúzia de "laranjas podres" convencem a maioria.

O problema disso tudo está no comando. Os dirigentes do Vila não sabem lidar com jogadores. E isso não é de agora (vide série B de 2008).

Os jogadores não confiam na diretoria e não jogam por ela, eles sabem que a média de jogador ficar no Vila é de três meses, por isso eles querem arrancar o máximo de dinheiro no tempo que aqui estiverem. Campeonato goiano, brasileiro, é bobagem, eles querem é dinheiro.

Que a diretoria do Vila tenha sabedoria para descascar esse "abacaxi".

4 comentários:

  1. Que a diretoria do Vila Nova tenha saberdoria é para RENUNCIAR!! Aliás, André Isac, sinto falta do seu jeito mais combativo. Não seja o advogado do Diabo dessa TURMA que está destruindo o Clube!!!

    ResponderExcluir
  2. É isso aí...o Vila sempre refém de boleiros. Por quê? Falta de pulso dos dirigentess

    ResponderExcluir
  3. Andre Isac acho que é ruindade mesmo!!!!GOIASSSSSSSSS O MAIOR DO CENTRO-OESTE!

    ResponderExcluir
  4. Boa noite André..

    Parabéns pelo comentário. O melhor que já li/ouvi sobre a situação do Vila.

    Até mais e que vc fique mais combativo como disse nosso amigo ai em cima.

    Vander

    ResponderExcluir