Páginas

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Rio Verde ameaça não entrar em campo contra o Vila


A Assessoria de Imprensa do Rio verde publicou a seguinte nota:

"A DIRETORIA DO ESPORTE CLUBE RIO VERDE IRÁ FAZER UM PROTESTO FORMAL CONTRA A ARBITRAGEM DE EDUARDO TOMAZ À FEDERAÇÃO GOIANA DE FUTEBOL E SOLICITAR QUE SEJA ESCALADO PARA A PARTIDA CONTRA O VILA NOVA UM ÁRBITRO QUE AINDA NÃO TENHA ATUADO NESTE CAMPEONATO (CASO O PEDIDO NÃO SEJA ACEITO, O TIME NÃO IRÁ ENTRAR EM CAMPO)."

Em entrevistas os dirigentes disseram que "exigem" arbitragem de fora.

O sorteio será nesta quinta-feira.

Se a Comissão de Arbitragem da FGF ceder, todos vão dizer que pipocou. Talvez até eles tivessem essa ideia  mas agora não poderão colocar árbitro de fora, sob pena de abrir precedente.

No máximo podem pensar em um sorteio com um árbitro de fora e um daqui.

Ao fazer esse tipo de ameaça a diretoria do Rio Verde pode estar demonstrando duas coisas: Amadorismo ou tentativa de desviar o foco.

Amadorismo por dar uma declaração pública de uma coisa que poderia ser sugerida internamente. Demonstra falta de habilidade.

Tentativa de desviar o foco, por saber que sua ameaça não seria atendida. Assim colocaria a FGF como vilã à sua torcida, tirando o foco dos dirigentes, os verdadeiros culpados.

Talvez seja um pouco das duas coisas. Torraram uma fortuna em um time que pra ser ruim tem que melhorar muito.

Resumindo: A arbitragem será de Goiás e eles não terão coragem de cumprir o que prometeram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário