Páginas

terça-feira, 23 de julho de 2013

João Bosco está certo

Desabafo do presidente do Goiás no Twitter

O presidente do Goiás, João Bosco Luz, demonstra publicamente o fraco comparecimento da torcida esmeraldina no Brasileirão.

O atacante Walter também fez essa reclamação depois do jogo contra a Portuguesa.

E eles tem razão?

No lugar deles possivelmente diríamos o mesmo.

O presidente resolveu cancelar a medida que havia sido tomada pelo clube anteriormente, de dividir o estádio com uma parte maior para a torcida esmeraldina.

Os números mostram que essa é a decisão mais sensata a se tomar.

A média de público do Goiás é de 11541 pagantes.

A média de ocupação em relação à capacidade do estádio é de 23%.

Como reservar, diante desses números, mais de 50% do estádio à torcida nos jogos de grande porte?

Não dá para entender por que nos jogos de uma torcida só, no ano passado, pela Série B, a torcida comparecia mais do que hoje.

Não dá pra entender por que o Criciúma tem melhor média de publico que o Goiás e 61% de ocupação no seu estádio.

E o pobre coitado do Náutico? mais de 14 mil torcedores de média.

Não dá para entender o motivo da torcida não esgotar os 5 mil ingressos por jogo pela nota Show de Bola.

E se preferem não trocar nota, também não dá para entender. Os ingressos do Goiás são baratos. Para quem vai com a camisa do clube a arquibancada sai a 20 e a cadeira a 40.

É preço de Série B, de Série C.

Já ficou provado, inúmeras vezes, que a torcida no estádio faz a diferença, ajuda o time, os exemplos estão na Série B do ano passado.

O Goiás é bicampeão Goiano, está na quarta fase da Copa do Brasil e faz uma campanha em ascensão no Brasileiro.

Esse time precisa da torcida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário