Páginas

domingo, 29 de dezembro de 2013

O "espetáculo" MMA


Uma coisa linda de se ver. Que cenas fantásticas! Apresentações recomendadas para a família Brasileira.

Lutador de MMA, a profissão que cada pai e mãe espera para o seu filho ou filha.

E o sangue jorrando? E as fraturas? "Ah não, isso faz parte do esporte."

Ironias à parte. Sinto que querem empurrar "goela abaixo" e fazer o brasileiro gostar desse negócio na marra.

Não é bonito, não é bom e tenho certeza que a maioria não gosta.

Aí vem alguém na Globo e diz: "O esporte que mais cresce no mundo". Só falta dizer onde, como e quem fez esse levantamento.

Para me contestar, há quem diga que o futebol também não é lá essas coisas.

Concordo. Tem virada de mesa, dirigente mala e torcedor que brinca de UFC na arquibancada.

E sobre isso eu sou o primeiro a criticar.

Mas a violência no futebol é infração. No UFC é objetivo.

O que é feio no futebol é como se fosse um gol de placa no MMA.

O futebol, vôlei, basquete, Handebol, cilismo e muitos outros esportes trazem qualidade de vida para quem pratica e é bonito para quem assiste.

Esse UFC nos coloca na época da Roma Antiga, onde Gladiadores se enfrentavam para entreter o público, e o duelo só terminava quando um deles morria, ficava desarmado ou ferido sem poder combater.

Mas tem gente que gosta.

Eu respeito, até por que se não gosto de MMA, não gosto de briga.


Nenhum comentário:

Postar um comentário