sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Crac contrata técnico que foi campeão no Vila


Arturzinho, é o novo técnico Crac, ele que chega para a vaga de Wanderley Paiva, demitido depois da derrota na última quarta-feira para o Goiás.

Arturzinho já comandou o Fluminense, Vitória, América-RN, Sampaio Corrêa, Santa Cruz, Olaria, Bahia, ABC, Vila Nova, Anapolina e Joinville.

No futebol goiano, Arthurzinho foi campeão goiano pelo Vila Nova em 2001.

Na sua última passagem pelo Vila Nova, em um momento de crise, ele disse: "Sou treinador, não milagreiro!"

Essa frase também vale para agora.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Atlético, seis jogos, nenhuma vitória


O Atlético só empatou, 0 a 0, com o Itumbiara, no Serra Dourada.

Em seis jogos a primeira vitória ainda não veio.

Esse início de campeonato é pior dos últimos dez anos.

Em 2003, no ano do rebaixamento, na sexta rodada, o Dragão tinha conquistado cinco pontos, com uma vitória e dois empates.

Em 2013, em seis rodadas, nenhuma vitória, duas derrotas, apenas quatro pontos, conquistados em quatro empates.

Preocupante né?

Sim. Os adversários estão se distanciando. Mas há condições de sobra para reagir. Em 2003 o Atlético não era 10% do que é hoje. O potencial de reação hoje é infinitamente superior.

Waldemar Lemos, que assistiu o jogo, teve a sua primeira impressão do time.

A chuva não pode servir de desculpa para o jogadores, choveu também para o Itumbiara.

Há tempo para o técnico saber com quem pode contar.

No Atlético não se pode jogar só com o nome.

O Dragão precisa de uma sacudida.

Técnico perde a primeira partida, e o emprego.


Time de verão, gastando uma fortuna.

De vez em quando dá certo, na maioria das vezes não.

O badalado Rio Verde, o "Itumbiara" de 2013, está torrando uma grana com jogadores de nome. Mas o dinheiro não compra entrosamento, preparo físico e nem a dá mais paciência aos dirigentes.

Nesta quarta-feira, fora de casa, o experiente time do Rio Verde perdeu para os garotos do Grêmio Anápolis, por 2 a 1.

Foi a primeira vitória do jovem técnico Edson Júnior no Goianão.

Foi a primeira derrota do experiente Mauro Fernandes no comando do Rio Verde.

Os dirigentes já estavam chateados com os quatro empates seguidos, a derrota foi a gota d'água. Mauro caiu, não é mais o técnico do Rio Verde.

Agora, virá outro técnico, outra linha de trabalho, um recomeço em pleno campeonato.

Falta de planejamento e gastança com jogadores que já devem estar pensando em qual time jogarão depois do Campeonato.

E o Rio Verde será o fogo de palha esperado.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

A estreia "mais ou menos" de Felipão


Na reestreia de Felipão, muito trabalho à vista para o técnico da Seleção.

Se tivesse feito o gol de pênalti e se o Arouca não entregasse o segundo gol dos ingleses...

Mas o "se" não joga.

O goleiro Júlio César foi o melhor do Brasil. Dante foi também fez uma boa atuação.

Neymar estava muito tímido, não foi brilhante como costuma ser.

Ronaldinho Gaúcho errou muitos passes e até um pênalti. Scolari disse que só dependia dele a permanência na seleção. Se for basear por esse jogo... Mas ele terá outras chances.

Ramires e Paulinho deixaram a desejar.

A chegou com dificuldade no ataque. Fred fez gol e Luiz Fabiano passou em branco. O atacante do Flu ainda mandou uma bola no travessão. Deu pra notar quem é jogador de seleção.

Os outros foram regulares.

O Brasil, na reestreia de Felipão, não foi boa, nem ruim, apenas regular.

Melhor que Mano já é.