sábado, 6 de abril de 2013

Técnico e repórter discutem em coletiva


A coletiva do técnico Enderson Moreira acabou na primeira pergunta. Acabou em dois minutos e 33 segundos.

Aliás, foi metade de uma pergunta e uma discussão entre o treinador do Goiás e o repórter Fernando Lima da Rádio Difusora e TV Goiânia.

Enderson não gostou da forma que a pergunta estava sendo conduzida e começou a discutir com o radialista.

O treinador acabou abandonando a sala de imprensa, dizendo que só voltaria caso o repórter deixasse o local. Poucos minutos depois, a assessoria de imprensa do Goiás comunicou que ninguém do clube daria entrevistas.

Ouça o que aconteceu:



Mais tarde o treinador publicou uma nota para a imprensa:

Hoje (sábado), logo no início da minha entrevista coletiva após o jogo contra o Atlético, um repórter agiu de forma extremamente desrespeitosa ao afirmar que o time do Goiás havia sido ridículo no primeiro tempo. Uma falta de respeito não apenas com o meu trabalho, mas com o de toda a comissão técnica, da diretoria, dos jogadores e também com a torcida de um time que completou 70 anos hoje. Em 18 meses como técnico da equipe, nunca me faltou consideração aos profissionais da imprensa, que diariamente cobrem o clube e aos quais sempre atendi com a maior atenção possível. Por esse motivo, não aceitei a postura do jornalista e encerrei a minha participação na coletiva por entender que não havia mais clima para continuar.

Peço desculpa aos demais profissionais que tiveram o trabalho prejudicado, assim como tive o meu. Além disso, aproveito para deixar claro que, apesar desse fato lamentável, a rotina da imprensa não será alterada. As entrevistas continuarão ocorrendo normalmente durante a semana no clube. Contudo, atitudes como essa jamais serão aceitas.

Enderson Moreira
Técnico do Goiás E. C.

Opinião:

Essas situações acontecem no mundo do futebol. Eu mesmo, na minha época de repórter, já passei por situações como essas. Já tive "embates" com Hélio dos Anjos, Vanderlei Luxemburgo, Arthurzinho e etc.. Teve momentos que reconheço que peguei pesado. Em outros pegaram pesado comigo. O bom é que quase sempre é superado. Nessas situações nunca vi o Fernando Lima discutir com ninguém em mais de 15 anos que o conheço.

A imprensa esportiva deve ser a voz do torcedor. Perguntar o que o torcedor gostaria de saber. É isso que o torcedor espera ao ouvir uma entrevista.

A discussão poderia ser evitada e a situação pode ser facilmente contornada.

Fernando e Enderson são pessoas do bem e esse fato pode ser superado.

A pergunta em si foi normal, Enderson já respondeu perguntas mais duras. O que pegou foi o debate sobre a pergunta. Bastava a pergunta e a resposta.

Podemos ver por alguns pontos ou o Goiás foi mal, o Atlético foi bem ou as duas coisas. O bom debate depende da visão de cada um e do estado de espírito na ocasião. E entre o que cada um pensa pode estar a verdade.

Sem mais.


Análise do clássico. Goiás 2 x 2 Atlético

De onde assisti o jogo

Gostei do clássico. Goiás e Atlético fizeram um grande jogo neste sábado.

Os primeiros minutos foram de pouca movimentação. Logo o Atlético começou a gostar do jogo. Aos 10 minutos abriu o placar com Pipico.

O rubro-negro colocou o Goiás na roda. O time esmeraldino não conseguia marcar e nem sair da marcação. O time que já não tinha Walter, via Neto Baiano isolado entre Gilson e Giaretta que davam segurança à zaga atleticana. João Paulo era o articulador das jogadas, ditava o ritmo do time inclusive quase marcando um gol olímpico. A boa atuação mereceu um belíssimo gol marcado aos 42 minutos. Dragão 2 a 0.

No segundo tempo o Goiás voltou sem Davi e com Eduardo Sasha. Alteração acertada. Davi não tinha nem suado o uniforme. Sasha, rapaz sempre contestado, ajudou bastante. Na lateral direita, Vítor chamou a responsabilidade e o jogo mudou. O Atlético recuou e deixou espaços no meio e principalmente do lado esquerdo da sua defesa. Aos 8 minutos Vítor cruzou, Gílson tentou tirar e fez contra. Aos 16, Ramon cruzou para Renan Oliveira empatar de cabeça. 2 a 2.

Depois disso caiu um temporal e as duas equipes não conseguiram mais tocar a bola com qualidade e o jogo terminou empatado.

Depois da partida chego às seguintes conclusões:

O resultado foi justo. Foi melhor para o Goiás e ruim para o Atlético que agora tem que torcer contra o Goianésia para pegar a segunda posição. Por outro lado o Atlético pode se sentir aliviado, a chuva chegou no melhor momento do Goiás no jogo.

O goleiro Márcio não fez falta.

O Goiás é dependente do futebol do atacante Walter, o time sentiu a ausência dele.

Robston, Ernandes e Dodó precisam jogar bem os dois tempos. Marcaram pouco no segundo tempo e deixaram a zaga exposta.

Eduardo Sasha não é tão ruim como pintam.

Se Atlético e Goiás forem para a final será difícil apontar um favorito.

Goiás x Atlético, uma prévia da mais provável final


A reação do Atlético no returno mexeu com o Campeonato.

O Goiás, dono da melhor campanha, agora vê um adversário que pode jogar de igual para igual.

O jogo da tarde deste sábado, 4 horas, no Serra Dourada, promete e muito.

O Atlético mira a vice-liderança, que parecia consolidada pelo Goianésia, a diferença agora é de dois pontos.

O Goiás, mesmo com a primeira posição garantida, não pode se acomodar. No dia do aniversário de 70 anos, o resultado positivo será cobrado pela torcida.

As partes preferem não admitir, mas este jogo é uma prévia da mais provável decisão.

No Goiás são três mudanças com relação ao último jogo, quando o time esmeraldino derrotou a Aparecidense, por 2 a 1, em Aparecida de Goiânia. Ernando, que foi poupado, retorna, assim como William Matheus e Amaral, que estavam suspensos.

Pelo lado do Atlético, a única novidade na equipe será o retorno do meio-campo Robston, que cumpriu suspensão contra o Rio Verde e está de volta na vaga de Pituca. Na lateral-direita existia a dúvida entre John Lennon e Paulo Henrique Martins, mas Lennon segue como titular.

Embora sustentem a dúvida, não acredito que o Goiás terá o atacante Walter, ele ainda não está 100%.

O Atlético não terá o goleiro Márcio.

Walter faz mais falta para o Goiás do que Márcio para o Atlético.

Com o apelo do jogo e a promoção da nota fiscal, não tenho dúvidas que esse será o melhor público, até agora, no ano no Serra Dourada.

As duas equipes são ofensivas e por isso será um grande jogo.

Palpite: Atlético.

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Vila pode contratar ex-Gerente de futebol do Fluminense


Gustavo Mendes pode ser o novo gerente de futebol do Vila Nova. Ele estava no ABC de Natal. Nesta quarta-feira ele comunicou o seu desligamento do clube, onde estava desde o início de dezembro do ano passado.

Gustavo Mendes foi repórter da Rádio Tupi do Rio de Janeiro. Largou a profissão para assumir a assessoria de imprensa do Fluminense. A carreira como executivo do futebol começou no próprio Flu. Gustavo também tem no currículo Macaé, Avaí e Náutico.

Gustavo admitiu que foi procurado pela diretoria vilanovense.

Opinião:

O nome de Gustavo Mendes é 1000 vezes melhor que o de Marcelinho Paulista que também foi cogitado.

Gustavo tem experiência.

Mas de nada adiantará se o Vila não lhe der condições e autonomia para organizar o departamento de futebol.

Com salários em dia, condições de trabalho e investimento, já é meio caminho andado.

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Goiano assume o comando da arbitragem nacional


Uma grande notícia. O goiano Antônio Pereira da Silva é o novo presidente da Comissão Nacional de Arbitragem.

A confirmação aconteceu após o encontro de Antônio Pereira da Silva com o presidente da CBF, José Maria Marin, e com o vice, Marco Polo Del Nero, na tarde desta quinta-feira, na sede da entidade, no Rio de Janeiro.

Tonhão, como é conhecido em Goiás e no meio da arbitragem, foi árbitro profissional entre 1982 e 2002 - integrou o quadro da CBF por 15 anos e o da Fifa por oito.

Antônio Pereira já esteve à frente da presidência da Comissão de Arbitragem de Goiás. Já foi vice-presidente da Anaf, e em agosto do ano passado assumiu a vice-presidência da Conaf. Tonhão também ocupa o cargo de observador FIFA.

Opinião:

Antônio Pereira é sério e competente. Conhece a arbitragem brasileira, as suas deficiências e necessidades.

É o nome mais indicado para o cargo. Ganha o futebol brasileiro.

Tonhão já contou a sua história no Tabelando:


Prévias do clássico


Vem aí o clássico Goiás X Atlético. Sábado, 16 horas, no Serra Dourada. Esse, mais do que o primeiro, cercado por uma expectativa muito grande.

O Atlético, como melhor time do returno, precisa da vitória e quer mostrar a sua afirmação em um jogo importante.

O Goiás, mesmo com a primeira colocação na fase garantida, diante da expctativa gerada para o jogo, se vê na obrigação de não diminuir o ritmo.

A diretoria rubro negra resolveu os problemas de salários atrasados com os jogadores.

No Goiás, o técnico Enderson Moreira, terá à disposição o lateral-esquerdo William Matheus e o volante Amaral.

No Atlético, o técnico Waldemar Lemos, terá à disposição O lateral-direito Paulo Henrique Martins e o meia Robston.

O atacante Walter, machucado, vai desfalcar o Goiás. O goleiro Márcio, machucado, deve desfalcar o Atlético.

Os ingressos custam 20 reias na arquibancada e 40 nas cadeiras. Quem for com a camisa do Goiás paga meia. Quem for com a camisa do Atlétivo, também paga meia.

Ainda tem a promoção da nota. A partir desta quinta nas sedes de Goiás e Atlético.

As torcidas estão ansiosas por esse jogo. Por isso acredito que esse será o maior público do ano no Serra Dourada.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Trocas de notas por ingressos para o final de semana


A Federação Goiana de Futebol (FGF) inicia nesta quinta-feira (4) as trocas de notas fiscais por ingressos da Promoção Nota Show de Bola para os jogos da 7ª Rodada do 2º Turno do Goianão Chevrolet 2013. O clássico Goiás X Atlético Goianiense terá ingressos disponíveis nos estádios dos dois clubes. Nas demais partidas as trocas serão realizadas somente no estádio do clube mandante.

Para obter ingressos para os jogos os torcedores devem apresentar no posto de troca de cada partida R$200 em notas fiscais emitidas no estado em 2013 com mais a doação de um quilo de alimento, que deve ser necessariamente arroz, feijão macarrão ou óleo. A promoção Nota Show de Bola é realizada pela Federação Goiana de Futebol em parceria com o Governo de Goiás.


Partida: Goiás X Atlético Goianiense
Estádio: Serra Dourada
Data/Horário: 06/04 – Sábado – 16:00 horas
Postos de troca:

Estádio Hailé Pinheiro
Avenida Edmundo Pinheiro de Abreu N.º 721 – Setor Bela Vista – Goiânia

Estádio Antônio Accioly
Avenida Perimetral N.º 921 - Setor Campinas – Goiânia

Data / Horário:
Quinta-feira – 04/04 – 9 às 17 horas
Sexta-feira – 05/04 – 9 às 17 horas


Partida: CRAC X Aparecidense
Estádio: Genervino da Fonseca
Data/Horário: 07/04 – Domingo – 16:00 horas
Posto de troca:

Estádio Genervino da Fonseca
Rua Araguaia S/N.º - Centro – Catalão


Data / Horário:
Quinta-feira – 04/04 – 9 às 17 horas
Sexta-feira – 05/04 – 9 às 17 horas


Partida: Anápolis X Grêmio Anápolis
Estádio: Jonas Duarte
Data/Horário: 07/04 – Domingo – 16:00 horas
Posto de troca:

Estádio Jonas Duarte
Avenida Brasil Sul S/N.º - Jardim Gonçalves - Anápolis

Data / Horário:
Quinta-feira – 04/04 – 9 às 17 horas
Sexta-feira – 05/04 – 9 às 17 horas


Partida: Rio Verde X Itumbiara
Estádio: Mozart Veloso do Carmo
Data/Horário: 07/04 – Domingo – 16:00 horas
Posto de troca:

Estádio Mozart Veloso do Carmo
Rua 05 S/Nº. – Vila Amália – Rio Verde

Data / Horário:
Quinta-feira – 04/04 – 9 às 17 horas
Sexta-feira – 05/04 – 9 às 17 horas


Partida: Goianésia X Vila Nova
Estádio: Valdeir José de Oliveira
Data/Horário: 07/04 – Domingo – 16:00 horas
Postos de troca:

Estádio Valdeir José de Oliveira
Rua 06 N.º 19 – Setor Sul – Goianésia

Data / Horário:
Quinta-feira – 04/04 – 9 às 17 horas
Sexta-feira – 05/04 – 9 às 17 horas

Fonte: Ítalo Ramalho, Assessoria de Comunicação da FGF.

terça-feira, 2 de abril de 2013

Ex-jogador do Corinthians é cogitado para ser gerente de futebol do Vila Nova


Depois da demissão de Mauro Morishita na semana passada. O Vila Nova está à procura de um novo gerente de futebol.

Os dirigentes estão negociando com o ex-jogador Marcelinho Paulista, que trabalhou no Avaí/SC por 10 meses.

Marcelinho Paulista é aquele mesmo que teve destaque como jogador atuando pelo Corinthians, Botafogo/RJ e com passagem até pela Seleção Brasileira.

Como dirigente, antes do Avaí, ele trabalhou no Sendas/RJ (hoje Audax) e nas categorias de base do Corinthians.

Em Florianópolis, Marcelinho teve um trabalho bastante questionado. Tanto é que acabou sendo transferido de cargo, em Janeiro lhe tiraram o poder do futebol profissional e o passaram para uma coordenação que abrangia mais as categorias de base do Avaí. Isso que ocasionou o seu pedido de demissão. A imprensa local comenta que ele não conseguiu se impor como dirigente e a torcida comemorou sua saída.

Qual seria o motivo da contratação de Marcelinho? O que ele fez como dirigente que o credencia a ter que que assumir um time tão problemático no futebol?

O Vila Nova precisa de gente que chegue e ensine. No clube já tem aprendiz demais. O Vila não pode queimar cartucho atirando no escuro.

CBF divulga tabela da Série C


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou na tarde desta terça-feira (2) a tabela da série C do Campeonato Brasileiro. Serão quatro fases ao todo até o dia 24 de novembro quando serão conhecidos os campeões do torneio. A primeira rodada começa no dia 2 de junho (domingo).

O Vila Nova está no grupo B. A estreia do time colorado será contra o Grêmio Barueri, no dia 2 de junho, em Goiânia, no Serra Dourada. Integram, ainda, essa chave os seguintes times: Betim (MG), Crac (GO), Caxias (RS), Duque de Caxias (RJ), Grêmio Barueri (SP), Guarani (SP), Macaé (RJ), Madureira (RJ) e Mogi Mirim (SP).

O Grupo A é composto por Águia Marabá (PA), Baraúnas (RN), Brasiliense (DF), CRB (AL), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Luverdense (MT), Sampaio Correa (MA), Santa Cruz (PE) e Treze (PB).

São 20 clubes divididos em dois grupos, que vão jogar entre si em turno e returno na primeira fase que vai até o dia 13 de Outubro. Os 4 clubes com melhor desempenho de cada chave passarão a se enfrentar no regime de mata-mata na 2ª fase, que será realizada nos dias 20 e 27 de Outubro.

Logo em seguida, acontecem as semifinais nos dias 03 e 10 de Novembro. A grande final será realizada no dia 24 de novembro e a disputa pelo terceiro lugar no dia 17 do mesmo mês.

Confira a primeira rodada:
Sampaio Corrêa x Brasiliense
Baraúnas x Fortaleza
Águia Marabá x CRB
Santa Cruz x Luverdense
Cuiabá x Treze
Mogi Mirim x Duque de Caxias
Crac x Betim (ex-Ipatinga)
Madureira x Guarani
Caxias x Macaé
Vila Nova x Grêmio Barueri