Páginas

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Seleção diminiu estadia em Goiânia

A Seleção Brasileira chega segunda-feira em Goiânia para um período de treinamentos visando a Copa das Confederações.

Essa definição aconteceu na época que Mano Menezes era o técnico e Andrés Sanchez era o coordenador de seleções.

A nova comissão técnica, comandada por Luiz Felipe Scolari, manteve Goiânia na programação. Mas segundo o coordenador técnico Carlos Alberto Parreira foi por uma ordem superior, ele disse: "Já existia a determinação de treinar em Goiânia, um compromisso anterior, assumido até pela gestão anterior"

Ele refere à gestão Ricardo Teixeira, mas vale lembrar que Goiânia só foi oficialmente confirmada na gestão José Maria Marin, no dia 19 de Setembro do ano passado.

Antes se falava que Seleção ficaria em Goiânia 18 dias, passaram para 10 e agora o período diminuiu mais:

"Diminuímos nosso tempo lá, vamos ficar só quatro dias na próxima semana", falou o coordenador.

A programação prevê que a seleção voltará à Goiânia no dia 10.

Será?

Que Parreira seja bem vindo.

Acordo deixa a Série C irregular

A CBF, o Treze e o Rio Branco firmaram um acordo, durante uma audiência de conciliação no Supremo Tribunal Federal na última terça-feira.

Essa foi a decisão publicada pelo STF:

Em audiência de conciliação realizada hoje (28) no Supremo Tribunal Federal, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a Federação Paraibana de Futebol, o Treze Futebol Clube, de Campina Grande (PB), e o Rio Branco Football Club, de Rio Branco (AC) celebraram, com a mediação do ministro Luiz Fux, um acordo que encerra uma disputa judicial iniciada em 2011. Pelos termos acordados, a Série C do Campeonato Brasileiro de 2013 terá, excepcionalmente, 21 clubes, em vez de 20.
O ministro Fux é relator da Reclamação (RCL) 14247, ajuizada pela CBF contra decisão da 1ª Vara Cível de Campina Grande que determinou a inclusão do Treze na Série C do Brasileiro de 2012, no lugar do Rio Branco, afastado da competição no ano anterior por decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Na Reclamação, a CBF alegava que o time paraibano não conseguiu vaga sequer para disputar a Série D do Brasileiro daquele ano, enquanto o Rio Branco, ao ser excluído, já estava classificado para a segunda fase da disputa.
A transação leva em conta a existência de acordo extrajudicial entre o Rio Branco e a CBF, que deveria garantir sua participação no campeonato de 2012, e a decisão judicial que beneficiou o Treze, assegurando-lhe o mesmo direito. Por isso, a Série C terá, este ano, um clube a mais – a fim de incluir o Rio Branco. As partes reconhecem, porém, que nenhuma outra agremiação que não tenha obtido classificação de acordo com as regras desportivas estabelecidas nos regulamentos da CBF poderá participar do campeonato.
A conciliação extingue todas as ações judiciais relativas à questão, atualmente em tramitação na 1ª Vara Cível de Campina Grande e na 1ª Vara da Fazenda Pública de Rio Branco.

Pois é...

Em 2011, o Rio Branco-AC foi excluído do Campeonato Brasileiro da Série C por decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), sob a acusação de ter sido beneficiado com decisões da justiça comum. Um acordo posterior, contudo, entre o clube do Acre, a CBF e o STJD, colocou o Rio Branco novamente na Série C, desde que as ações na justiça comum fossem retiradas.

O Treze, no entanto, na condição de quinto lugar da Série D de 2011, se sentiu prejudicado com o acordo, alegando que, com o Rio Branco fora, a vaga sobrando deveria ser herdada pelo Galo, primeiro time da série anterior que não conseguiu o acesso.

O Treze ganhou em todas as instâncias. Afinal, o time paraibano estava 100% certo.

CBF e do Rio Branco tiveram que se curvar e chamar o Treze para um acordo.

Para o time paraibano a vida continuará normalmente. Se existia algum percentual mínimo de risco agora não existe mais.

Mas a CBF e o Rio Branco participam de mais uma situação que coloca o campeonato irregular.

As leis vigentes preveem que a tabela e o regulamento de um campeonato sejam divulgadas com 60 dias antes do início da competição.

No Estatuto do Torcedor está claro que o regulamento não pode ser modificado depois da sua divulgação definitiva.

Nesse regulamento não está o Rio Branco e nem que o Grupo A terá 11 times. Muito menos que serão 5 rebaixados.

As competições ainda devem obedecer os critérios de acesso e descenso. O Rio Branco depois de ser eliminado em 2011 não disputou nenhuma competição nacional do ano passado.

Os outros participantes da Série C nem foram consultados.

O Ministro Fux não está acima da lei, fizeram um campeonato irregular.

Qualquer torcedor pode procurar a justiça.

Talvez ninguém reclame e fique tudo por isso mesmo.

Mas que está errado, está.

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Harlei: possível fim de um ciclo

Só o ato de poupar o goleiro Harlei em jogo que não vale nada já deu polêmica, imagina agora em jogo de campeonato.

Mas isso aconteceria a qualquer momento. Talvez, Harlei não esperasse que fosse tão cedo, mas ele sabia dos riscos de renovar contrato entrando na casa dos 40.

Enderson Moreira afirmou que a escolha não teve nada a ver com a goleada sofrida na estreia do Brasileirão e que essa possibilidade já vinha sendo estudada não era de agora.

Tudo bem, se ele já pensava nisso por que não sacou antes?

Teria polêmica do mesmo jeito, Harlei era o goleiro campeão e menos vazado do Goianão.

Enderson deve escalar de acordo com suas convicções observando critérios técnicos. Se está certo ou errado, os jogos vão dizer.

Renan ganha a oportunidade na melhor hora para substituir Harlei. Nunca um goleiro teve a chance de assumir o gol do Goiás com status de poder ser em definitivo.

Ele será cobrado e comparado.

Se corresponder, Harlei dificilmente voltará a ser titular.

E essa alteração pode ser histórica e marcar o fim do ciclo de um dos maiores jogadores da história do futebol goiano.



terça-feira, 28 de maio de 2013

CBF define ordem dos confrontos da Copa do Brasil

A CBF sorteou na tarde desta segunda-feira, na sede da entidade, no Rio, os mandos dos confrontos da terceira fase da Copa do Brasil. O sorteio definiu os mandantes de dez partidas de ida e volta da competição nacional, que serão disputadas em quatro diferentes datas: os dias 3, 10, 17 e 24 de julho.

Entre os goianos, Crac e Atlético farão o segundo jogo em casa, o Goiás definirá a vaga fora de casa.

A Copa do Brasil só voltará a ser disputada em julho por causa da pausa que o calendário do futebol do País terá por causa da Copa das Confederações, marcada para acontecer entre 15 e 30 de junho, em solo nacional. As datas, horários e locais de cada confronto desta próxima fase da competição serão anunciados na sexta-feira pela CBF.

3ª fase da Copa do Brasil:

Jogos de ida

ASA-AL x Flamengo
Internacional x América-MG
Goiás x ABC-RN
Salgueiro-PE x Criciúma
Ponte Preta x Nacional-AM
Botafogo x Figueirense
Cruzeiro x Atlético-GO
Naviraiense-MS x Atlético-PR
Santos x Crac-GO
Fortaleza x Luverdense-MT

Jogos de volta

Flamengo x ASA-AL
América-MG x Internacional
ABC-RN x Goiás
Criciúma x Salgueiro-PE
Nacional-AM x Ponte Preta
Figueirense x Botafogo
Atlético-GO x Cruzeiro
Atlético-PR x Naviraiense-MS
Crac-GO x Santos
Luverdense-MT x Fortaleza

Times goianos lucram com a Copa do Brasil

A Copa do Brasil já rendeu um bom dinheiro para os times goianos.

Nesta terceira fase os ganhos de Atlético e Crac já chegaram a 700 mil reais.

O Goiás já faturou 1 milhão.

Quem chegar às oitavas de final garantirá mais meio milhão.

Para Goiás e Atlético, com despesas mais altas, esse dinheiro já ajuda.

Para o Crac, esses 700 mil, já são suficientes para bancar boa parte da Série C.

VALORES POR FASE

Fase preliminar (Só para Atlético-AC e Desportiva-ES)
R$ 150 mil

Primeira fase
Grupo 1 - R$ 300 mil
Grupo 2 - R$ 265 mil
Grupo 3 - R$ 150 mil

Segunda fase
Grupo 1 - R$ 300 mil
Grupo 2 - R$ 265 mil
Grupo 3 - R$ 150 mil

Terceira fase (fim da distinção de grupos)
R$ 400 mil

Oitavas de final
R$ 500 mil

Quartas de final
R$ 700 mil

Semifinais
R$ 800 mil

Vice-campeão
R$ 1,8 milhão

Campeão
R$ 3 milhões

DIVISÃO DOS GRUPOS
Grupo 1
Botafogo, Atlético-PR, Flamengo, Coritiba, Cruzeiro, Bahia, Vitória, Goiás, Santos, Internacional
Grupo 2
Ponte Preta, Portuguesa, Náutico, Criciúma
Grupo 3
ABC, Águia de Marabá, América-MG, América-RN, Arapongas, Luziânia, Confiança-SE, Desportiva-ES, São Caetano, Itabaiana-SE, ASA, Atlético-AC, Atlético-GO, Avaí, Bangu, Betim, Boa, Cametá, Campinense, Ceará, Ceilândia, CSA, Cianorte, Bragantino, CRB, Remo, Naviraiense, CRAC-GO, Vitória da Conquista, Àguia Negra, Aracruz, Flamengo-PI, Noroeste, Santo André, Figueirense, Fortaleza, Barueri, Brasil de Pelotas, Guarani-CE, Guarani, Gurupi, Ji-Paraná, Joinville, Luverdense, Maranhão, Mixto-MT, Nacional-AM, Oratório-AP, Paraná, Parnahyba-PIm Paysandu, Resende, Rio Branco-AC, Salgueiro, Sampaio Corrêa, Santa Cruz, São Bernardo, São Raimundo, Sobradinho, Caxias, Souza-PB, Sport, Santa Cruz, Tupi, Veranópois e Volta Redonda.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Devendo futebol

Enderson Moreira odeia essa palavra, mas o Goiás foi ridículo na estreia do Brasileirão. 

Perder para o Cruzeiro é normal, mas de goleada não.

O Goiás tem 35 campeonatos brasileiros nas costas e raríssimas vezes foi tão humilhado. 

Há de se admitir que o Goiás não vinha jogando bem a algum tempo.

Aliás está difícil lembrar o último jogo que o Goiás venceu e convenceu. 

Nos últimos jogos o time começou a maioria deles muito disperso. É só lembrar dos jogos contra a Aparecidense, Santo André e Atlético. Em nenhuma dessas partidas o Goiás teve vida tranqüila. 

Há de se somar a esse período de crise técnica a formação ofensiva do time armada por Enderson Moreira para enfrentar o Cruzeiro. Nem no Goianão o tecnico esmeraldino foi tão audacioso. 

Nesta quarta, contra o Corinthians, o Goiás precisa ter uma postura diferente dos últimos jogos. 

domingo, 26 de maio de 2013

Graças ao Real Madrid, Neymar antecipa ida para o Barcelona

Ao contrário do que prometera Neymar deixa o Santos antes da Copa de 2014.

O jogador dizia, com convicção, que só iria depois do Mundial. Isso por causa do pré-acerto que tinha com o Barcelona.

Esse acordo, segundo as partes era "de cavalheiros', mas na verdade tinha documentos e um adiantamento de 10 milhões de Euros. Se o jogador "roesse a corda" teria até multa.

Neymar sairia depois da Copa, no final do contrato, e o Santos não receberia nada.

Mas eis que surge o Real Madrid tentando atravessar o negócio.

O Real Madrid pagaria em torno de 65 milhões de euros e cerca de 11 milhões anuais de salários a Neymar.

O Barcelona teve que melhorar a proposta para que o jogador mantivesse o acordo.

O Santos, então, foi compensado pela rescisão antecipada. O Barcelona pagará 27 milhões de euros, onde 55% ficam com o Santos, 40% com a DIS e 5% com o Grupo Teisa.

Neymar receberá 50 milhões de euros na transferência, uma parte já antecipada. Além de salários de 35 milhões de euros no total do contrato de cinco anos. Ainda terá 50% de todas as receitas que vierem dos patrocínios – a outra metade fica com o Barcelona.

Todos os valores da negociação se aproximan de 300 milhões de reais.

A negociação foi boa para todas as partes.

O Barcelona pagou um valor abaixo do mercado.

Neymar está mais milhonário.

E o Santos, depois de multiplicar a sua receita nos últimos anos e conquistar títulos, por causa de Neymar, recebe um dinheiro que parecia estar perdido.

Isso tudo, graças ao Real Madrid.

Atlético estreia com derrota na Série B

O Palmeiras jogou um pouco melhor que o Atlético/GO na estreia.

A vitória por 1 a 0 do time paulista foi um resultado normal.

Willian Barbio, Ricardo Jesus, Giaretta e Leonardo tiveram chances reais de marcar gols. O Atlético precisa melhorar o aproveitamento nas conclusões à gol.

Márcio apareceu bem em vários lances e contou com a sorte levando uma bola na trave.

John Lennon falhou na marcação no gol de Thiago Real.

Essa atuação não muda a minha leitura sobre o Atlético na Série B.

O time é competitivo, mas precisa de contratações. Faltam opções no banco para mudar uma situação de jogo ou substituir jogadores.

O próximo jogo do Dragão será contra o Joinville na próxima terça-feira, às 21h50, no estádio Serra Dourada. No mesmo dia e horário, o Palmeiras enfrenta o ASA em Arapiraca.