Páginas

sábado, 20 de julho de 2013

Morre Caetano Beghelli

Faleceu neste sábado, aos 78 anos, Caetano Beghelli, ex-repórter, em Araguari-MG, sua cidade natal. Beghelli sofria com problemas respiratórios, estava internado há oito dias no Hospital São Sebastião e veio a óbito na tarde deste sábado.

Beghelli atuou no Rádio Goiano nas décadas de 60, 70 e 80., trabalhou nas rádios Difusora, Brasil Central e Rádio Clube.

Beghelli será velado e sepultado em Araguari.

Não tive a oportunidade de conhecê-lo, mas os comunicadores da época sempre se referem à ele como um grande amigo, sempre de bem com a vida, um grande profissional.

O Rádio Goiano está de luto.

Leleco, Clomar Vieira e Beghelli (foto: Arquivos do Futebol Goiano)

Beghelli e Luiz Carlos Bordoni (foto: Blog do Bordoni)

Vila vence o Madureira fora de casa

Depois de 22 meses o Vila Nova venceu fora de casa.

O time colorado derrotou o Madureira por 3 a 1, no estádio Aniceto Moscoso, no Rio de Janeiro, pela quinta rodada. Neto Gaúcho, Marco Aurélio e Thiago Marin fizeram para o Tigrão, enquanto Daniel Amorim descontou para o time carioca.

Com o resultado, o Vila Nova chegou aos dez pontos e ocupa a segunda colocação do grupo B. Já o Madureira segue com sete pontos e está na terceira posição.

O Vila Nova abriu o placar aos 12 minutos do primeiro tempo. O zagueiro Neto Gaúcho sobiu mais alto que a zaga do Madureira, desviou de cabeça, manda para o fundo das redes do goleiro Jonathan.

Aos 14 minutos do primeiro tempo o Madureira empatou a partida. Após cruzamento de Bruno Tiago, Daniel Amorim subiu de cabeça e marcou para o time carioca.

O Vila marcou o segundo aos 28 minutos da segunda etapa. Marco Aurélio fez ótima jogada individual e chutou cruzado para colocar o Tigre novamente na frente do placar. Aos 30 minutos, o Vila fez o terceiro com Thiago Marin de cabeça, após cruzamento do meia Gustavinho.

Se destacaram na vitória do Vila Nova, os atacantes Marco Aurélio e Gustavinho.

O goleiro Marcelo Pitol, com uma diarréia, foi substituído no intervalo pelo garoto Toni.

Toni foi outro destaque em campo, fazendo quatro defesas importantes.

Pela sexta rodada o Vila Nova enfrenta o Betim, no dia 28 de julho, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, às 10 horas. No mesmo dia, às 16 horas o Madureira jagará contra o Caxias, em Caxias do Sul.

Anapolina perde um ídolo


Nesta sexta-feira faleceu Rodrigues, ex-ponta esquerda, que fez parte do time inesquecível da Anapolina no início da década de 80.

Miquéias Rodrigues Gato, faleceu em Iguape, onde residia no litoral sul de São Paulo, a causa foi de uma infecção pulmonar. Ele estava internado há quatro dias.

Rodrigues, além da Anapolina, atuou no Palmeiras, Bahia, Internacional de Limeira e no Vila Nova-GO. No próximo dia 22 de julho, Rodrigues completaria 59 anos.

No Palmeiras, onde foi revelado, teve poucas oportunidades, mas, ainda assim, fez mais de 33 jogos atuando na equipe titular e tendo feito 8 gols.

Na Anapolina ele jamais será esquecido.

Tive o privilégio de conhecer Rodrigues.

Uma figura do bem.

Através de um apelido dado pelo radialista Miguel Squeff, o "Fantástico Rodrigues".






sexta-feira, 19 de julho de 2013

Balança definirá ataque do Goiás

A comissão técnica do Goiás estabeleceu uma meta para perda de peso do atacante Walter.

Mais uma etapa dessa meta venceu essa semana.

Walter não jogará contra a Portuguesa se o seu peso não estiver dentro do que foi determinado,

E ele já tem substituto.

Mesmo sem ter marcado gol, a atuação de Neto Baiano contra o ABC agradou o técnico Enderson Moreira. O jogador demonstrou disposição, presença de ataque e participou de várias jogadas.

Se Walter não passar no teste da balança, Neto Baiano será escalado como titular.

A posição da comissão técnica do Goiás prevalecerá até que Walter cumpra o determinado.

Walter, mesmo sendo o melhor jogador do Goiás, precisará dessa "prensa".

O Goiás pode até perder um jogador importante no momento, mas ganhará um melhor ainda no futuro.

E se acontecer isso, que Neto Baiano aproveite a oportunidade.

Ernando fica no Goiás


Não deu acordo entre Goiás e Internacional.

O clube gaúcho queria a liberação imediata do jogador. O Goiás vê que a presença dele no elenco é fundamental no campeonato Brasileiro.

Garantido com um pré-contrato, Ernando vai para o Inter, mas só em Janeiro.

O zagueiro conversou bastante com os dirigentes, não fica chateado, entende a situação.

Enderson Moreira vai definir o Goiás para o jogo contra a Portuguesa com Ernando entre os titulares.

Será o sétimo jogo, ultrapassando o limite do regulamento e o fim da novela.

Vila escolhe jogar 10 da manhã

Atendendo solicitação do Vila Nova, os seus três últimos jogos como mandante no Estádio Serra Dourada em Goiânia pelo 1º Turno da 1ª Fase do Brasileiro da Série C/2013 foram antecipados das 16:00 horas para às 10:00 horas, mantidas as datas, quais sejam:

Dia 28/07/13 – Domingo:
Vila Nova x Betim (6ª Rodada)

Dia 04/08/13 – Domingo:
Vila Nova x Caxias (7ª Rodada)

Dia 11/08/13 – Domingo:
Vila Nova x Macaé (9ª Rodada (Última)

Boa idéa da diretoria do Vila Nova.

Horário sem concorrência de TV.

Ingressos:

Muito tem se falado sobre os preços dos ingressos para os jogos do Vila.

A partir do próximo jogo serão 50 e 100 reais, arquibancada e cadeira.

Com a camisa do Vila paga meia entrada.

Com a nota fiscal de 200 reais e um quilo de alimento não perecível o ingresso sai de graça.

São disponibilizados 7500 ingressos por jogo.

Na prática os presços são 25, 50 ou de graça.

Não está caro.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Nota Show de Bola para os jogos do Goiás, Crac e Goianésia

Para obter ingressos para os jogos os torcedores devem apresentar no posto de troca de cada partida R$ 200 em notas ou cupons fiscais emitidas no estado em 2013 com mais a doação de um quilo de alimento, que deve ser necessariamente arroz, feijão, macarrão ou óleo. Cada torcedor tem direito a dois ingressos. A promoção Nota Show de Bola é realizada pela Federação Goiana de Futebol em parceria com o Governo de Goiás.

Campeonato Brasileiro - Série A
Partida: Goiás x Portuguesa
Estádio: Serra Dourada
Data/Horário: 21/06 – Domingo – 18:30 horas
Posto de troca:
Estádio Hailé Pinheiro
Avenida Edmundo Pinheiro de Abreu N.º 721 – Setor Bela Vista – Goiânia
Quantidade: 5.000 ingressos
Data / Horário:
Quinta-feira – 18/07 – 9 às 17 horas
Sexta-feira – 19/07 – 9 às 17 horas

Campeonato Brasileiro - Série C
Partida: Crac x Caxias (RS)
Estádio: Genervino da Fonseca
Data/Horário: 20/07 – Sábado – 16:00 horas
Posto de troca:
Estádio Genervino da Fonseca
Rua Araguaia S/N.º - Centro – Catalão
Quantidade: 4.000 ingressos
Data / Horário:
Quinta-feira – 18/07 – 9 às 17 horas
Sexta-feira – 19/07 – 9 às 17 horas

Campeonato Brasileiro - Série D
Partida: Goianésia x Brasília (DF)
Estádio: Valdeir José de Oliveira
Data/Horário: 21/07 – Domingo – 16:00 horas
Posto de troca:
Estádio Valdeir José de Oliveira
Rua 06 N.º 19 – Setor Sul – Goianésia
Quantidade: 3.000 ingressos
Data / Horário:
Quinta-feira – 18/07 – 9 às 17 horas
Sexta-feira – 19/07 – 9 às 17 horas

ABC X Goiás - Jogo para recuperar atacantes

O Goiás precisa voltar a marcar gols.

O problema está na armação e na conclusão.

A bola chega quadrada para quem não finaliza com qualidade.

O atacante Walter é o único que está salvando, armando e concluindo.

Erik está com a oportunidade mas ainda não deslanchou.

Araújo fez umas jogadas na estreia contra o Santo André, e só.

Neto Baiano está tendo poucos minutos nos jogos para mostrar alguma coisa.

E o Júnior Viçosa, coitado, às vezes nem banco pega.

No meio, Renan Oliveira é o único que consegue fazer algumas jogadas. O Hugo, sonolento Hugo, não disse a que veio.

As jogadas ofensivas do Goiás são na maioria originados de bola parada e algumas vezes dos laterais, Clayton Sales e Willian Matheus.

Nesta quarta, praticamente classificado, depois de ter vencido o primeiro jogo por 1 a 0, contra o ABC em Natal, pela Copa do Brasil, o Goiás terá uma boa oportunidade para treinar esse ataque sem Walter.

Walter foi poupado para aprimorar a forma física.

Neto Baiano será titular ao lado de Erik ou Araújo.

Vejo que seria melhor que Enderson escalasse os dois, tirando o Hugo, pra ver no que dá.

Araújo poderia jogar um pouco recuado e colaborar na armação.

Atlético-GO: desclassificação na Copa do Brasil pode dar vaga na Sulamericana

Hoje o Atlético se despede da Copa do Brasil.

Mesmo sendo o futebol uma "caixinha de surpresas", essa de vencer o Cruzeiro por 6 gols de diferença, nos padrões atuais, é impossível.

O Dragão vai tentar pelo menos vencer o jogo e suavizar um pouco a goleada sofrida em BH.

Vai entender a cabeça de treinador...

Em Belo Horizonte, no Mineirão, contra o poderoso Cruzeiro, o Atlético foi a campo com dois meias e dois atacantes.

Agora, no Serra Dourada, em casa, vai com três volantes e um atacante.

O atacante Diogo Campos vai ser escalado novamente na lateral direita. Com essa escalação, menos mal, por que se deduz que ele terá cobertura dos volantes e o Egídio do Cruzeiro não terá a avenida que teve no primeiro jogo.

Se vencer o Cruzeiro, mesmo desclassificando, a vitória pode dar confiança ao time na sequência da Série B.

E tem mais uma.

O Atlético pode ser um dos 8 representantes brasileiros na Copa Sul-Americana, para isso todos os nove times que tiveram melhor classificação que o Atlético na Brasileiro precisam passar de fase da Copa do Brasil.

Além, lógico, do Cruzeiro, se Flamengo, Internacional, Goiás, Criciúma, Ponte Preta, Botafogo, Atlético-PR e Santos, todos esses passarem, o Dragão será o 8º representante do Brasil na Sul-Americana.

É que nesse ano funciona da seguinte forma: Os classificados para são definidos entre eliminados até a terceira fase da Copa do Brasil. Os 8 clubes eliminados até a referida fase que tenham ficado entre os melhores no Campeonato Brasileiro de Futebol de 2012 serão indicados à competição sul-americana. Caso as 16 melhores equipes da Série A não sejam suficientes para completar as oito vagas, os quatro melhores da Série B completarão as vagas. Se ainda assim não for suficiente, serão convidados os clubes rebaixados na Série A. E é aí que entra o Dragão.

Essa combinação de resultados não é tão difícil, é muito meno improvável do que uma classificação do Atlético contra o Cruzeiro.

As maiores dificuldades estão nos confrontos da Ponte Preta e do Santos.

Confira como estão os confrontos:

Quarta-feira
19h30
Paysandu-PA x Atlético-PR (jogo de ida)
Criciúma-SC x Salgueiro-PE (0 x 0)
Atlético-GO x Cruzeiro-MG (0 x 5)

21h50
Flamengo-RJ x ASA-AL (2 x 0)
América-MG x Internacional-RS (1 x 3)
ABC-RN x Goiás-GO (0 x 3)

Quinta-feira
21h50
Luverdense-MT x Fortaleza-CE (0 x 0)

Quarta-feira 24/07
19h30
Atlético-PR x Paysandu-PA (jogo de volta)
21h30
Nacional-AM x Ponte Preta-SP (1 x 0)
21h50
Crac-GO x Santos-SP
Figueirense-SC x Botafogo-RJ (0 x 1)

terça-feira, 16 de julho de 2013

domingo, 14 de julho de 2013

O que aconteceu com o Atlético?

Por que o Atlético se perdeu? Como um time que era considerado competitivo até as primeiras rodadas da Série B se tornou tão vulnerável depois do recesso da Copa das Confederações?

Vejamos o que aconteceu neste período:

Adson Batista, diretor de futebol, disse no dia 20 de maio: "Nosso elenco é muito qualificado".

No mesmo dia ele afirmou: "O Atlético-GO precisa de mais um jogador para a lateral-esquerda, um zagueiro, um meia e um centroavante, porém, seriam contratações para compor o elenco." Fonte: Globoesporte.com

Pois é..., das contratações prometidas só veio o centroavante Anselmo. Os outros três contratados foram para posições que o diretor não apontava como carências, dois volantes (Marcone e Renan) e um lateral direito (Rafael Cruz).

A demissão do técnico Waldemar Lemos causou estranheza. Ela aconteceu em meio a rumores que o Atlético estava contratando Renê Simões, que acabara de ser demitido do cargo de diretor técnico do Vasco da Gama.

Na época, 5 dias antes da demissão de Waldemar, a repórter Monica Garcia, ao Portal Terra, errava o cargo mas já antecipava o próximo emprego de Renê Simões: Notícia Portal Terra

Renê, coincidentemente, estava em Goiânia estava no momento do seu desligamento do Vasco, visitando o Atlético.

Oficialmente o motivo da vinda era para que Renê resolvesse um problema envolvendo o Atlético e isso teria sido um dos motivos de desgaste no Vasco da Gama. Renê ao levar o meia Fábio Lima, que o Atlético possui 30% dos direitos, não teria estipulado o valor do jogador, conforme combinado. O próprio Renê, mesmo depois de ter começado a trabalhar no Atlético, foi procurado pela imprensa carioca para dar explicações e admitiu o "descuido": Notícia Portal Lance

Adson Batista justificou a troca de técnico por uma mudança de filosofia.

Depois de assumir o comando do Dragão, Renê iniciou o trabalho desprezando o que fora feito nos primeiros meses, como se tudo estivesse errado. Jogadores como Paulo Henrique, John Lennon, Leonardo e Willian Barbio saíram dos planos. Outros que não estavam sendo aproveitados como Juninho e Diogo Campos ganharam espaço. Diogo jogou até de lateral contra o Cruzeiro, em cima dele Egídio foi o melhor em campo na goleada por 5 a 0.

Depois da derrota em casa para o Figueirense a leitura é que o Atlético vive uma profunda crise técnica e agora os dirigentes falam em reformulação do elenco. Ou seja, montar outro time no meio da temporada.

Ruim para a diretoria que está com dificuldades para honrar com o time atual e que agora teria que arcar com rescisões e novas contratações.

O Atlético está agora em uma "sinuca de bico", no momento mais complicado do ano, talvez esteja na hora de refletir sobre as decisões recentes. O Atlético não tem mais tempo e nem dinheiro para errar tanto até colocar o time nos trilhos.

As contratações devem ser estratégicas, não adianta trazer volantes, onde Dodó, Marino e Ernandes tem condições de jogar com qualidade. Para o setor ainda tem o Mahatma que precisa de oportunidade. As chegadas de Renan e Marcone só se justificarão se for para o fim do ciclo de Pituca, e, ou, Róbston no Atlético.

É hora de rever a situação dos que estão afastados. O problema não era a filosofia do Waldemar Lemos?

Leonardo tem condições de ser titular da lateral esquerda do Atlético. John Lennon fez bons jogos, pode ser reserva de Rafael Cruz. Willian Barbio não é pior que Diogo Campos e Juninho.

É hora de avaliar se Roberto pode ser a melhor opção para o gol no lugar de Márcio.

Renê deve escalar os melhores que o Atlético tem em suas respectivas posições, parar de improvisar, fazer o simples.