Páginas

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Serra Dourada pode virar Secretaria da Educação


O esporte está sendo colocado de lado em Goiás.

Primeiro foi extinta a Agel, a agência que organizava a pasta.

O esporte agora está vinculado a secretaria de educação.

A secretária é Raquel Teixeira, 100% identificada educação e 0% com o esporte.

O Estádio Serra Dourada, o Autódromo e o Centro de Excelência ficam aos cuidados da Agetop. Que pelo menos é comandada por um esportista, o ex-piloto Jayme Rincón.

E eis que a secretária de Educação, Esporte e Cultura, Raquel Teixeira, em entrevista na Vinha FM, sugere que a sede da pasta seja transferida ao Estádio Serra Dourada.

A nobre secretária não tem noção do tanto que essa é uma ideia ruim.

Não vai dar certo.

Praça esportiva é lugar para esporte.

Nos dias de jogos um estádio deve ser desocupado no mínimo 3 horas antes. A secretaria irá alterar o horário de expediente por causa do futebol?

E esse é só um exemplo para mostrar que a rotina de um estádio de futebol não permite isso.

E quando a Seleção vier em Goiânia e solicitar o estádio uns três dias antes como já aconteceu várias vezes?

E a tão sonhada reforma? A prometida revitalização poderá ser feita com mais de mil funcionários da secretaria lá dentro?

Fico imaginando a Secretaria de Educação de Minas dentro do Mineirão, a do Rio funcionando no Maracanã a de Brasília no Mané Garrincha...

Cada uma que me aparece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário