Páginas

domingo, 26 de abril de 2015

Decisão do Goianão: Um time contra uma camisa.

Vai começar a decisão do Goianão 2015.

De um lado a Aparecidense, o melhor e mais regular time do campeonato.

Do outro o Goiás, um time que se classificou com a força da sua camisa e tradição no campeonato goiano.

A Aparecidense foi o mais eficiente time que vi nesse estadual. Não teve problemas financeiros, ofereceu boa estrutura desde a pré-temporada, manteve o mesmo técnico e a base da escalação:

Escalação da Aparecidense na estreia, 0 a 0, contra o Itumbiara, no dia 01/02: Pedro Henrique; Eduardo Arroz, Mirita, Felipe e Paulo César (Clayton Sales); Geovane, Abuda (Keninha), Willian Kozlowski e Washington; Robert e Elionar Bombinha (Tozin). Técnico: Márcio Azevedo

Escalação da Aparecidense para o primeiro jogo da decisão: Pedro Henrique; Eduardo Arroz, Filipe, Mirita e Paulo César; Jeferson, Geovane, Willian Kozlowski e Washington; Robert e Tozin. Técnico: Márcio Azevedo.

Durante o campeonato a escalação da Aparecidense foi modificada, para melhor, apenas a dupla de volantes com as entradas de Jeferson e Geovane e o comando de ataque com o artilheiro Tozim que virou titular desde a 3ª rodada do 2º turno.

Já o Goiás mudou bastante desde a estreia, no dia 31/01, no 2 a 2 contra o Trindade: Renan; Bocão, Felipe Macedo, Júnior Lopes e Felipe Saturnino; Rodrigo, David e Esquerdinha (Paulo); Ruan (Danilo), Erik e Bruno Henrique (Felipe Menezes). Técnico: Wagner Lopes.

Escalação do Goiás para o primeiro jogo das finais: Renan; Everton, Felipe Macedo, David e Alex Alves; Ygor, Rodrigo, Esquerdinha e Felipe Menezes; Ruan e Erik. Técnico: Hélio dos Anos.

Para o jogo deste domingo vemos apenas a manutenção de Renan e Felipe Macedo na linha de defesa. David, da base, vai estrear no time profissional com Alex Alves indo atuar na lateral esquerda improvisado. No meio entra Ygor, experiente, porém fora de ritmo vindo de contusão. Felipe Menezes não foi titular na estreia, mas se firmou durante o campeonato com um rendimento satisfatório. Ruan, irregular na competição, será titular ao lado de Erik. Outra mudança foi a troca de treinador.

Por todos esses fatores a Aparecidense hoje é melhor que o Goiás, por isso a considero favorita.

O Goiás, se levar a taça, será pela força da sua camisa. Em tempos atrás eu poderia dizer que seria também pelo fator torcida, porém nos tempos atuais, há esmeraldino até torcendo contra para que a diretoria acorde e invista no Brasileirão.

Será o duelo de um time contra uma camisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário