Páginas

terça-feira, 28 de abril de 2015

Mais uma do TJD-GO

Primeiro a "aberração jurídica" no caso Bruno Henrique.

Um caso de mão na bola virou uma suspensão de 12 jogos em primeira instância.

A pena desproporcional foi aplicada através de um artigo inadequado. Juristas renomados e membros do STJD acharam a decisão absurda.

Depois de virar piada nacional, em segunda instância, a pena diminuiu para 1 jogo no artigo adequado.

Nesta terça aconteceria um julgamento envolvendo o Vila Nova. O atacante Frontini e o goleiro Edson seriam julgados e poderiam não participar dos últimos dois jogos da fase final da Divisão de Acesso.

A defesa do Vila Nova conseguiu adiar o julgamento. Motivo: O Tribunal de Justiça Desportiva de Goiás notificou o clube fora do prazo.

Falar o que né?

Nenhum comentário:

Postar um comentário