Páginas

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

O fim da era Hemerson Maria

Terminou a era Hemerson Maria no Vila Nova.

O treinador estreou no dia 13 de maio de 2017 e fará o seu último jogo no sábado, 25 de novembro, contra o São Bento em Sorocaba/SP.

Ao completar 1 ano, 6 meses e 12 dias será o treinador mais longevo da história do clube. Superando Márcio Fernandes que ficou pouco mais de um ano entre 2015 e 2016.

A permanência de treinadores por mais tempo nesta história recente mostra que o Vila Nova tem sido mais profissional. Neste período o time foi campeão da Série C e disputou o acesso à Série A duas vezes.

Voltemos ao Hemerson Maria.

No geral ele tirou mais do que time poderia dar. Mas em alguns momentos poderia ter feito mais.

Não perdeu nenhum clássico. De freguês passou a ser o terror para Goiás e Atlético.

Até agora foram 95 jogos, 37 empates, 22 derrotas e os tais 36 empates, muitos deles inexplicáveis, em casa, contra adversários da parte debaixo da tabela.

Faltou pouco.

Nisso tudo há de se compreender as limitações de um clube em estruturação, que em 2014 chegou ao fundo do poço rebaixado para a Série C e segunda divisão do Campeonato Goiano.

Hemerson Maria deixa como legado o sentimento de que o Vila Nova está no caminho certo.

Que Umberto Louzer, ex-Guarani, tenha também vida longa no cargo.

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Goiás: Do Z4 ao G4.

Imagine uma corrida com 38 voltas, onde um carro larga dos boxes na 8ª volta, de penúltimo chega a segunda colocação a uma volta da bandeirada final, onde no mínimo chegará em quarto. Esse foi o Goiás na Série B 2018.

Até a 7ª rodada só tinha 2 pontos.

Venceu a primeira na rodada 8.

Na 9ª rodada estava na penúltima posição.

Se no início ficou 7 jogos sem vencer e depois ficou 7 sem perder.

Terminou o primeiro turno em 9º.

Chegou ao G4 na rodada 21. De la pra cá só saiu na zona de classificação na rodada 23.

Conquista matematicamente o acesso com uma rodada de antecedência.

Venceu os dois clássicos contra o Atlético e perdeu os dois para o Vila Nova.

Conseguiu perder duas para o Boa Esporte.

Entre os 10 primeiros é o time com mais derrotas (13).

Tem a pior defesa do campeonato, 49 gols sofridos, ao lado de Atlético e Boa Esporte.

Tem o melhor ataque, 54 gols, ao lado do Fortaleza.

Pode ter o artilheiro, já que Lucão está a 1 gol de Dagoberto do Londrina.

Além do mérito aos envolvidos há de se destacar a participação do técnico Ney Franco. O treinador foi o divisor de águas na campanha do time goiano.

Contratação obrigatória para 2019.