Páginas

quinta-feira, 20 de junho de 2019

A polêmica envolvendo o filho de Tite

Um filho como auxiliar. Certo ou errado?

Por ser parente nenhum problema. Não existe lei anti-nepotismo no futebol. O fundamental é que seja competente.

Se Tite acredita que o auxiliar é quem deve dar as instruções para quem está entrando o problema é dele.

No final das contas ele responderá pelos resultados.

E na boa... Ninguém fiscaliza a procedência de integrantes de comissão técnica em lugar nenhum. Agora que não venha encher o saco por que o rapaz é filho do treinador.

O que não pode é colocar o Fernandinho no lugar do Casemiro contra a Venezuela. Trocar seis por meia dúzia.

Aí a culpa é do pai do Matheus.